A Oligoterapia e os Oligoelementos

A Oligoterapia e os Oligoelementos
PEQUENAS DOSES, GRANDES EFEITOS

A Oligoterapia é uma técnica de equilíbrio dos minerais (Zinco e Cobre Magnésio, Selênio, etc.) que se encontram no nosso organismo em quantidades ínfimas “OLIGO”, e que são os responsáveis pela nossa Força Vital.

Por muitos anos os oligoelementos detectados no organismo foram considerados impurezas e suas atividades ignoradas. O progresso científico, contudo, tem demonstrado que vida, saúde e beleza são equilíbrios frá¬geis e dependem também de uma grande variedade de oligoelementos.

Esses metais presentes no organismo em doses ínfimas, catalisam rea¬ções enzimáticas a nível celular. Eles são necessários para o equilíbrio biológico, assegurando a normalização das trocas metabólicas. Sua carência provoca anomalias estruturais e fisiológicas.

Podemos dizer que os oligoelementos são como a centelha que faz deto¬nar grandes explosões, e essas centelhas é que são usadas na oligoterapia. Por mais que procure diminuir os efeitos colaterais que preconiza, a medi¬cina alopática ainda continua usando um martelo para matar a mosca.

A OLIGOTERAPIA ATRAVÉS DA PELE

METODO VIBRACIONAL – PASSAR O GEL BASE ACRECIDO DOS OLIGOELEMENTOS RESULTANTE DA TABELA REATIVA.
PASSAR NA PARTE DE DENTRO DOS BRAÇOS E PERNAS – 
COM BATIDINHAS (PARA VIBRAR)

O método mais eficaz de usar os oligoelementos é através da pele, pois não sofrem a interferência dos ácidos internos, os íons entram através da pele já interagindo, isso ocorre graças à ajuda do EDTA, que em quanti¬dades adequadas funciona tanto como veículo de penetração, como quelante. Essa penetração dos íons através da pele pode ser potencializada com a ajuda de correntes iônicas, conseguidas por meio de aparelhos de ionização específicos para a prática da oligoterapia, como o Oligo-íon por exemplo.

DE DENTRO PARA FORA

Para que ocorra realmente a cura, ela deve ter início de dentro para fora, eliminando primeiro o fator causal e consequentemente a sua manifes¬tação externa.

O organismo, numa tentativa de autoproteção, lança mão de cinco ca¬nais de eliminação de toxinas (pele, aparelho respiratório, aparelho urinário, cólon e sistema linfático) para eliminar sua carga tóxica.

Para o equilíbrio homeostásico, é preferível que as manifestações ocor¬ram na pele, um órgão mais apto a receber esta manifestação do que, por exemplo, no pulmão, um órgão vital.

IMPORTANTE

Enquanto estiver fazendo uso da terapia não deverá comer carne verme¬lha, leite (só sem lactose), cebola, tomate, batata e laranja. Estes alimentos acidificam o sangue, dificultando a atuação dos minerais no organismo.

BULÁRIO
• GEL SELÊNIO (Se)
Biomineral que provoca modificações importantes no metabolismo orgânico.
Associá-lo às vitaminas A e E, neutraliza os radicais livres.
É um grande aliado dos tratamentos anti-rugas e regenerador celular. Tem papel muito importante nos tratamentos capilares e deve ser usado nas pontas dos cabelos bifurcados. Oligoelemento sem contra-indicação por se apresentar sob forma iônica reguladora biocatalítica.

• GEL Silício (Si)
Tem um papel primordial na reconstituição do tecido conjuntivo. O Silício fornece o elemento catalisador necessário no relançar dos fibroblastos. Importante aliado nos tratamentos de estrias, celulite e couperose.
Muito importante nos tratamentos capilares, devendo ser aplicado nas pontas dos cabelos secos. Oligoelemento sem contra-indicação por se apresentar sob forma iônica reguladora bilocatalítica.

• GEL PELE OLEOSA – Amarelo
Indicado como catalisador dos cremes para peles oleosas e acneicas. Deve ser usado como base. Contém oligoelementos (Cobre-Cu/Enxofre-S) que amplificam o resultado. É um de – sensibilizante, uso para combater as alergias.

• GEL REGENERADOR – Azul
Indicado como catalisador dos cremos de rejuvenescimento. Deve ser usado como base.
Contém oligoelementos (Cobre, ouro e prata) que amplificam o resultado. Também usado para estimulação geral e depressão.

• GEL HIDRATANTE – Verde
Indicado como catalisador dos cremes de hidratação. Deve ser usado como base. Contém oligoelementos (Lítio/Silício) que amplificam o resultado. Alem de hidratação promove a tranqüilidade e stress.

• REDUTOR AMINCISSANTE
Os oligoelementos possuem uma ação bioquímica de grande importância para o organismo humano. Selecionamos os íons de Selênio/Silício/Magnésio/Cálcio o extratos vegetais de Centella Asiática, reunidos em forma de gel, especialmente para massagem corporal, nos tratamentos de gordura localizada e celulite.

• CRISTAIS DE MAGNÉSIO
Especialmente elaborado para melhorar o aspecto e a tonificação da pele. Quando associado aos cosméticos tem os seus efeitos amplificados.
O íon Magnésio é que permite, entre outras, a síntese nas células dos tecidos.
Ajuda rapidamente a recuperar a textura da pele. Ameniza a dor e é altamente desinfiltrante dos tecidos.

Após estas definições, acho importante conhecer isoladamente cada Bio-Mineral.

• ALUMÍNIO (Al)
Oligoelemento biocatalítico da atonia e da insônia. Atua nas funções centrais: perturbações do desenvolvimento intelectual, particularmente na criança e ainda em certos casos de perturbações do sono, sobretudo nos estados de “letargia” e ansiosos.

• CÁL CIO (Ca)
O cálcio sob a forma catalítica tem certamente uma ação diferente do cálcio em doses elevadas. “É aconselhado durante o aleitamento (tanto a mãe como ao bebê), crescimento,” descalcificação, fraturas, gravidez, osteomalácia, osteoporose, raquitismo (associado às vitaminas A e D), reumatismo, espasmofilia, cárie dentária (associado com flúor).

• COBRE-OURO-PRATA (Cu-Au-Ag)
É indicado em todas as perdas de vitalidade, obsessão mórbida, anérgicos e na defesa contra estados infecciosos. É um verdadeiro “antibiótico” sem especificidade particular. Esta associação dá tão bons resultados que pode substituir o cobre isolado.

• COBRE (Cu)
Oligoelemento biocatalítico, polivalente dos estados infecciosos e inflamatórios e das doenças por vírus. Reforça consideravelmente os meios de defesa do organismo. Aplicado logo aos primeiros sintomas de gripe, debela-se em 48 horas sem deixar astenia conseqüente. É indicado em certos estados agudos de afecções reumáticas.

• ENXOFRE (S)
Indicado no tratamento das disfunções hepato-biliares, é como o manganês, um antialérgico e o remédio do artritismo sob todas as suas formas: asma, erupções, enxaquecas, reumatismo. Deve ser sistematicamente associado a todos os tratamentos de afecções cutâneas, porque é um dessensibilizador universal, nomeadamente nos casos de acne, eczema e urticária.

• FÓSFORO (P)
Catalisador das funções paratiroidais, este oligoelemento é um antiespasmódico que trata os distúrbios musculares (caibras, espasmos musculares) como o magnésio e, além disso, um diurético como o potássio. Pode ser utilizado como modificador de terreno nas seguintes manifestações sintomáticas: espasmofilia, distrofias ósseas, tetania, desestesia dos membros, espasmos respiratórios (asma espasmódica), perturbações das extremidades, coqueluche (tosse convulsa).

• IODO (I)
Regulariza o funcionamento da glândula tiróide, sem risco de iodismo e aumenta a taxa de tiroxina. Associado ao manganês-cobalto é um regulador da tensão arterial. Em pediatria é indicado no linfatismo e distúrbios de crescimento.

• LITIO (Li)
Tem dois domínios de ação. Melhora as funções eliminatórias pelas vias urinárias, nomeadamente a uréia e o ácido úrico, atuando de maneira preciosa no tratamento dos distúrbios do psiquismo, nervosismo, ansiedade, angústia, depressão psíquica, insônia, instabilidade, perturbação do humor e do comportamento, agressividade, inibição, perturbações de caráter em qualquer idade, psico-dermatoses.

• MAGNÉSIO (Mg)
Intervém na maior parte das nossas funções fisiológicas, mais particularmente atua nas perturbações funcionais intestinais, em associação com o catalisador correspondente a diatase do indivíduo. É indicado em certas dores reumáticas, principalmente do tipo nevrite, associado ao potássio e aos oligoelementos da diatese em causa. É anti-senescente. Tem efeitos de regulador térmico e sedativo em espasmofilia.

• MANGANÊS (Mn)
É o oligoelemento da diatese alérgico-artrítica essencialmente o antialérgico universal. Trata a fundo todos os terrenos alérgicos artríticos, é particularmente ativo nos terrenos de auto¬intoxicação e é indicado nos casos de asma, erupções, nevralgias e enxaquecas.

• SELÊNIO (Se)
Este oligoelemento provoca na sua forma coloidal, modificações importantes no metabolismo orgânico.
Sob o seu efeito, o volume da urina aumenta (como com o potássio), a excreção da uréia pode atingir o dobro de sua cifra primitiva; a taxa de ácido úrico e dos corpos xantúricos é superior a normal; estimula todas as trocas e possui um poder lítico sobre os tecidos neoformados, uma afinidade com os ossos, os pulmões, as glândulas genitais e a supra-renal.
O Selênio coloidal nas doses prescritas não tem toxidade. É necessário, em traços, ao bom funcionamento do organismo (Prof. Truhaut), e a sua carência provoca deficiências.
As suas indicações são a uricemia, afecções das vias respiratórias aéreas ou profundas (com Mn-Cu), impotência, frigidez e esterilidade (com o Cu e Zn).
É também anti-micótico e indicado na acne e epidermomicoses (per os e aplicações locais) associado ao Enxofre.

• SILÍCIO (Si)
Essencial à reconstituição óssea e cutânea. A sua ação protetora, contraria o envelhecimento do organismo. É indicado nos seguintes casos: desenvolvimento dos jovens, equilíbrio do sistema nervoso, atonia cerebral e deficiência intelectual, verrugas, osteítes e adenopatias, prostatismo, reidrata a pele e as mucosas e é cicatrizante.

• MANGANÊS-COBALTO (Mn-Co)
É o regulador por excelência das perturbações circulatórias periféricas e coronárias e é o remédio da diatese distônica.

• MANGANÊS-COBRE (Mn-Cu)
Modifica a totalidade da diatese hipostênica. São indicadas nas colites esquerdas, perturbações duodenais, artrites deformantes, além dos sintomas inerentes à diatese hipostênica.

• ZINCO-COBRE (Zn-Cu)
Influencia a síndrome de desadaptação nas suas manifestações de disfunção hipofisária e genital. É indicado em casos de acne, queda de cabelo, frigidez e impotência sexual, distúrbios de puberdade.

• ZINCO-NIQUEL-COBALTO (Zn-Ni-Co)
Influencia também a síndrome de desadaptação nas suas manifestações de disfunção hipófiso-pancreática e a diabetes. Melhoras certas obesidade metabólicas em associação com extrato pancreático. É indicado nas astenias cíclicas antes ou pós-refeições.

OS OLIGOELEMENTOS NÃO PODEM DESASSOCIAR-SE DOS ALIMENTOS NATURAIS, CUJA SINTESE DEPENDE DIRETAMENTE DO PERFEITO BALANÇO NO ORGANISMO HUMANO.

EXISTE REAL SINERGIA ENTRE AMBOS.