Cacau, fonte de antioxidantes, mas de forma crua

CACAU PROTEGE SISTEMA CARDIOLÓGICO E REPARA ARTÉRIAS DANIFICADAS

Fonte: http://www.planetacacau.com.br/

Cacau rico em flavonóides repara vasos sanguíneos em portadores de doença arterial coronariana, diz estudo recente Priscila Di Ciero*

cacau-rico-flavonoidesA doença coronariana é uma das maiores causas de morbidade, mortalidade e incapacidade em muitas partes do mundo, especialmente no ocidente. É a quinta causa de morte nos Estados Unidos. Dados da Organização Mundial de Saúde revelam que o Brasil aparece em 9º lugar na lista dos países cuja população morre mais, em números absolutos, de doenças cardíacas.
Entre 30% a 40% destas mortes poderiam ser evitadas apenas com mudanças de hábitos. As doenças do coração são causadas por fatores físicos, emocionais e principalmente pelo estilo de vida do paciente, por isso são chamadas de multifatoriais. Estresse, hipertensão, diabetes e alimentação inadequada são apenas algumas das causas de doenças cardiovasculares como infarto, aneurismas e derrame cerebral.

Os resultados da pesquisa citada acima, que foram publicados no Journal of American College of Cardiology, constatou que o consumo diário de flavonóides do cacau mais do que duplicou o número de células angiogênicas circulantes no sangue. Os cientistas acreditam ser essas células responsáveis em ajudar a reparar as paredes internas dos vasos sanguíneos, melhorando o fluxo de sangue e, potencialmente, reduzindo a pressão arterial.
Ressaltando que em um estudo publicado no New England Journal of Medicine (2005), pesquisadores afirmam que níveis aumentados dessas células também têm sido associados com uma diminuição do risco de morte por doenças cardiovasculares.

O efeito do consumo da bebida com cacau no estudo teve efeito similar ao encontrado em tratamentos médicos envolvendo estatinas e estrogênio – e semelhante aos efeitos das mudanças de estilo de vida, tais como o aumento de exercícios e parar de fumar, recomendados para pacientes com doença arterial coronária.
No estudo, os pesquisadores testaram uma dieta contendo ingestão diária e de 2 vezes ao dia, de bebida com flavonóides do cacau, em 16 pacientes com idades entre 61-67 anos, com doença arterial coronariana prévia, controlados com medicamento de acordo com as diretrizes atuais.
As medidas da função endotelial, da produção de células angiogênicas circulantes, da freqüência cardíaca e da pressão arterial foram feitas antes, durante e depois do estudo.

Os resultados mostraram melhora de 47% da funçãos dos vasos, reforçando o conceito que flavanóides dietéticos, como aqueles presentes no cacau, além de melhorar as funções cardiovasculares, podem facilitar os mecanismos de reparo endógeno, que agem sinergicamente com a terapia médica atual.
Os autores disseram que os resultados de seu estudo também demonstrou que o consumo de cacau com alto teor de flavonóides reduz significativamente a pressão arterial sistólica, um importante fator de risco para doença cardíaca e derrame.
Além disso, a produção das células angiogênicas aumentou duas vezes mais após o consumo de bebidas.

Priscila Di Ciero é Nutricionista Esportiva Funcional.
www.prisciladiciero.com.br

Source: Journal of the American College of Cardiology
Published online ahead of print: doi:10.1016/j.jacc.2010.03.039
Title: Improvement of endothelial function with dietary flavanols is associated with mobilization of circulating angiogenic cells in patients with coronary artery disease
Authors: Heiss C et al

Substância do cacau é aliada contra infarto

Composto combateria doenças comuns e estimularia cérebro.
Nem mesmo os maiores chocólatras do mundo poderiam imaginar que o objeto de sua gula pudesse conter uma substância com grande potencial medicinal.
Mas, agora, cientistas isolaram do cacau um composto com benefícios para a saúde tão significativos que poderia rivalizar com os anestésicos e a penicilina em termos de impacto em saúde pública.
A substância existe apenas em pequenas quantidades no chocolate. Por isso, não adianta se empanturrar do doce com a crença de que será benéfico. Somente o composto puro mostrou ação. As afirmações dos pesquisadores são baseadas em observações do povo kuna, do Panamá. Cada kuna bebe mais de 40 xícaras de cacau por semana.
Norman Hollenberg, professor de medicina da Universidade de Harvard, ficou quatro anos entre os kuna e descobriu que as doenças que mais matam no mundo — derrame, infarto, câncer e diabetes — afetam apenas um em cada dez kunas.
Alimento industrializado não tem benefícios do cacau natural, antes de ser refinado, contém altos níveis de epicatecina. Essa substância, segundo Hollenberg, é tão importante que deveria ser considerada uma vitamina. A epicatecina já era conhecida, mas Hollenberg diz que sua importância nunca foi devidamente reconhecida.
Num artigo na revista “Chemist and Industry”, ele e outros cientistas de Harvard defendem que a substância seja estudada a fundo, dado o seu potencial.
— A relação entre alto consumo de epicatecina e a redução de doenças letais é tão impressionante que deveria ser melhor investigada — disse. A epicatecina é um flavonóide.Também existe em chá, vinho, chocolate e algumas frutas e legumes. Porém, o cacau tem a maior concentração. Normalmente, a substância é eliminada dos alimentos industrializados porque os flavanóides têm sabor amargo.

O chocolate escuro retém parte do composto. Em testes de laboratório, ele aumentou o fluxo de sangue para o cérebro, o que levou à tese de que também melhora a memória e o raciocínio.

Benefícios do Nibs Cacau Orgânico, Como Consumir e Onde Comprar

Benefícios do Nibs Cacau Orgânico, Como Consumir e Onde Comprar

O Chocolate Natural – Nibs de Cacau Cru.
Nome científico: Theobroma cacao.
Nome popular: Cacau, chocolate, xocolatl(em asteca).
Tipo de superalimento: Semente.

Fruto do Cacau Orgânico e Cru

Curiosidades e História do Cacau

Todo chocolate é feito da semente do cacau (também conhecida como amêndoa ou grão de cacau). Cacau é chocolate. Todo o valor antioxidante, os benefícios minerais, as propriedades rejuvenescedoras dos neurotransmissores e, de maneira geral, toda a capacidade de proporcionar saúde que o chocolate tem, são encontrados, originalmente, no cacau cru e orgânico. O chocolate é feito com apenas um ingrediente, sem precisar de açúcar, de leite ou de aditivos químicos, e esse único ingrediente é o cacau. Theobroma cacao, que significa “cacau, o alimento dos deuses”.

Todos os estudos feitos sobre o chocolate têm apontado para a mesma conclusão: há algo no chocolate que é realmente bom para a saúde. Esse algo está na semente crua do cacau, na semente da qual o chocolate é feito. A semente de cacau sempre foi, e sempre será, o principal alimento da natureza que proporciona perda de peso e alta energia. As sementes do cacau contêm, em si, o segredo mais bem guardado da história dos alimentos.

As sementes de cacau eram tão venerados pelos maias e pelos astecas que eram usados como dinheiro, em vez do ouro!

O cacau se propagou da corte real da Espanha para França, Holanda, Inglaterra, Bélgica e Itália, e finalmente cruzou toda a Europa Ocidental. Foram os europeus que combinaram o cacau com o açúcar de cana refinado; os nativos americanos sempre preferiram o chocolate amargo.

Benefícios e Nutrientes Encontrados no Cacau Cru:

“Isso aumenta a possibilidade de que certos componentes alimentícios, como os flavonoides do cacau cru e orgânico, possam ser benéficos para o aumento do fluxo sanguíneo do cérebro e reforço da função cerebral de idosos, ou para outras situações em que eles possam ter sua capacidade cognitiva prejudicada, como fadiga ou falta de sono.”

lan A. Macdonald
Da faculdade de medicina da Universidade de Nottingham,
em comentário sobre uma promissora pesquisa sobre cacau e melhora da acuidade mental.

Mais que qualquer outra coisa, o cacau auxilia o coração nos sentidos literal, metafísico e espiritual. Os astecas com frequência chamavam o cacau yollotl eztli, o que significa “sangue de coração”. O cacau faz com que nosso sistema cardio-vascular fique saudável.

Cacau Cru e Orgãnico é Fonte Natural de Diversos Nutrientes:

Antioxidantes

Cacau cru e orgânico contém a maior concentração de antioxidantes que qualquer outro alimento natural do planeta terra. Estes incluem polifenóis antioxidantes, catequinas, e epicatequinas. Em peso, cacau cru tem mais antioxidantes do que o vinho tinto, mirtilos, açaí, romã, e goji e combinados. Pesquisadores da equipe do Dr. Chang Y. Lee (chairman of the Department of Food Science and Technology at Cornell University’s New York State Agricultural Experiment Station in Geneva, N.Y.) concluíram que a amêndoa de cacau crua, entre todos os outros alimentos, é o líder em termos de compostos antioxidantes, com muitas vezes mais conteúdo que o vinho.

ORAC (FL) Comparativo de Flavonoides Antioxidantes - Frutas Secas

Fonte: U.S Department of Agriculture e The Journal of the American Chemical Society

Magnésio:

Cacau cru e orgânico contém mais magnésio do que qualquer outro alimento. Magnésio é um dos grandes minerais alcalinos. Ele auxilia no funcionamento do coração, cérebro e sistema digestivo (combate a constipação digestiva). É também importante para o desenvolvimento da estrutura óssea. Provavelmente uma das primeiras razões para o desejo das mulheres durante o ciclo menstrual. Magnésio contribui para o balanço químico do cérebro, construção óssea e é associado com o aumento da felicidade. Mais de 80% dos povos americanos são cronicamente deficientes em magnésio! Cacau cru tem magnésio suficiente para reverter a ausência deste mineral.

Ferro:

Cacau contém 314% da dosagem diária de ferro recomendada pelo governo americano (U.S RDA) em cada 28 gramas. Ferro é criticamente necessário para alimentação. Ferro faz parte do oxigênio que transporta proteína chamada hemoglobina que mantém o nosso sangue saudável.

Cromo:

É um importante mineral que ajuda balancear o açúcar no sangue. Quase 80% dos americanos são deficientes neste micromineral. Cacau tem cromo suficiente para ajudar reverter esta deficiência.

Anandamida (n-arachidonoylethanolamina):

É uma endorfina que o corpo humano fabrica naturalmente após exercício físico. Anandamida foi encontrada apenas em uma planta – Cacau. Anandamida deriva da palavra “ananda” (estado de felicidade perfeita) e é conhecida como “the bliss chemical”, porque é liberada quando nos sentimos entusiasmados. Cacau contém enzimas inibidoras que diminuem a capacidade do corpo de quebrar a anandamida. Isso significa que, quando comemos cacau, natural anandamida e/ou anandamida de cacau, faz aumentar o tempo da sensação de felicidade.

Theobromina:

Cacau contém cerca de 1% theobromina. Theobromina é uma substancia bactericida eficiente que elimina o Streptococcus mutans (o principal organismo que provoca cáries dentárias). Theobromina é uma substancia química parente da cafeína, mas que não é estimulante do sistema nervoso. Theobromina dilata o sistema cardiovascular tornando o trabalho mais fácil para o coração. É uma das principais razões do porque o cacau é parte importante para dieta saudável do coração.

Manganês:

É um micromineral essencial. O manganês ajuda o ferro na oxigenação do sangue e na formação da hemoglobina. Interessantemente, o manganês também está concentrado na lágrima.

Zinco:

É um micromineral essencial. Zinco desempenha um papel crítico no sistema imunológico, fígado, pâncreas e na pele. Adicionalmente, o zinco está envolvido em milhares de reações enzimáticas em todo o corpo.

Cobre:

É um micromineral essencial. Cobre é encontrado naturalmente em plantas com vitamina C. No corpo humano, o cobre ajuda na formação saudável do sangue.

Vitamina C:

Apenas o cacau natural e cru, contém vitamina C. Nem cozido ou processado o chocolate tem esta vitamina. Em 28 gramas de nibs de cacau supre 21% da dosagem recomendada pela U.S. RDA de vitamina C.

Ácido graxo ômega 6:

Cacau cru contém o essencial ácido graxo ômega 6. Todo o chocolate cozido e processado contém Omega 6 rançoso (gordura trans) que pode até causar reação inflamatória quando ingerido.

Feniletilamina (FEA):

Feniletilaminas (FEA) compreendem uma categoria de compostos encontrados em abundância no cacau cru e orgânico. Existem diferentes teores de feníletilaminas no cacau, já que ou são destruídas ou se desnaturam pelo processo de assar as sementes. Como as feniletilaminas são sensíveis ao calor, elas não estão presentes no chocolate convencional orgânico cozido e processado.

As feniletilaminas são uma classe importante de compostos químicos produzidos em nosso corpo quando nos apaixonamos. Essa é aparentemente uma das razões por que amor e chocolate têm uma conexão tão profunda. As FEAs também desempenham papel importante no aumento da concentração e do estado de alerta.

Uma concentração maior que 2,2 por cento de FEAs e uma concentração significativa de magnésio parecem ser os principais supressores naturais de apetite encontrados no cacau.

As sementes de cacau não contêm açúcar e têm aproximadamente 50 por cento de gordura, dependendo da variedade e das condições de cultivo. Um teor de 50 por cento de gordura é bem baixo se comparado ao de outras sementes. Não há evidências de que o consumo de sementes de cacau implique obesidade. O cacau é, na verdade, um dos melhores alimentos para a perda de peso por causa de sua extraordinária característica nutricional que contém minerais e moléculas de FEA, que cortam o apetite.

Serotonina:

É o principal neurotransmissor no corpo humano. Serotonina é similar na sua formula química do triptofano e melatonina. Serotonina nos ajuda a construir nosso “escudo de defesa contra estresse”.

Triptofano:

O cacau contém quantidades significativas do aminoácido essencial triptofano, poderoso intensificador do bom humor. De acordo com pesquisa obtida por referências cruzadas na internet, o pó de cacau apresenta entre 0,2 e 0,5 por cento de triptofano. A presença do triptofano na dieta é decisiva para a produção de serotonina, nosso principal neurotransmissor, pois no nosso corpo o triptofano reage com a vitamina B6 e com a vitamina B3 na presença do magnésio para produzir a serotonina. A função aumentada da serotonina em geral diminui a ansiedade e literalmente ativa nosso “escudo de defesa contra o estresse”.

O triptofano é termicamente volátil e suscetível a dano ou destruição pelo cozimento. Como resultado, há normalmente falta de triptofano em muitas dietas de alimentos cozidos, mesmo que a ingestão de proteína animal seja elevada.

Fibras:

O cacau contém um tipo extraordinário de fibra solúvel tão perfeita para o sistema digestório humano que pode ser misturado, triturado e transformado em minúsculas partículas que ela ainda ajudará a limpar os intestinos e a aumentar os movimentos peristálticos.

Cacau contém cafeína?

Ao contrário da opinião popular, cacau é uma fonte pobre de cafeína. A amêndoa de cacaucontém algo em torno de vinte vezes menos cafeína do que o café. Em fevereiro de 2008, o Dr. Gabriel Cousens descobriu em testes clínicos com pessoas saudáveis que cacau não eleva o nível de açúcar no sangue, como ocorre com as bebidas contendo cafeína. Na verdade Dr. Cousens descobriu que cacau interfere menos nos níveis de açúcar no sangue que qualquer outro alimento.

Cacau engorda?

Amêndoas de cacau contem de 12% a 50% de gordura (baixo, comparado com outras amêndoas) dependendo da variedade e das condições de cultivo. Nosso cacau natural tem cerca de 40% de gordura. Não existem evidências de que o consumo de cacau propicia obesidade. Ao contrário, cacau é uma fonte de perda de peso devido ao seu extraordinário perfil nutricional, com minerais e moléculas que fazem cessar o apetite.

Alergia?

Estudos recentes mostram que alergia a chocolate é muito raro. É mais comum encontrar pessoas com alergia a ingredientes derivados do leite, contidos no chocolate industrial. Algumas pessoas alérgicas ao chocolate cozido e processado com aditivos químicos não apresentam reação ao chocolate natural.

A limpeza cardiovascular:

Assim como a goji, o cacau contém os compostos N-cafeoil dopamina e
N-cumaroil dopamina e seus análogos. Esses compostos eliminam uma molécula adesiva chamada P-seletina, que cola plaquetas aos glóbulos brancos do sangue e às paredes dos vasos sanguíneos e aumenta inflamações. Níveis elevados de P-seletina no sangue têm sido associados ao aumento de coágulos cardiovasculares (tromboses).

Reportagens sobre o Cacau Cru:

Reportagem do Globo Repórter sobre o SuperAlimento Cacau Cru – Exibida 12/04/2013.

 

A TV Mercado entrevista o engenheiro Adeir Boida de Andrade, sócio do Planeta Cacau, que fala sobre os benefícios no consumo do cacau cru.

 

Produtos com Cacau Cru

  • Nibs de Cacau Cru;
  • Chocolate 100% Cacau Cru;
  • Chocolates de Cacau Cru;

Fonte: David Wolfe, Livro Superalimentos, Alimentação e os Remédios do Futuro.