Cupuaçu: fruta amazônica fonte de muitos nutrientes

Cupuaçu: fruta amazônica fonte de muitos nutrientes

Cupuaçu uma fruta típica da Amazônia

Fonte: https://ambientes.ambientebrasil.com.br/

A fruta é apreciadíssima em toda a região amazônica, sendo comum encontrá-la em forma de sucos, sorvetes, cremes, balas, bolos e tortas.

O cupuaçu é uma fruta amazônica, pertencente à família das esterculiáceas e ao mesmo gênero do cacau-verdadeiro. O cupuaçu (Theobroma grandiflorum) é uma árvore de porte médio, nativa da Amazônia. A fruta é apreciadíssima em toda a região amazônica, sendo comum encontrá-la em forma de sucos, sorvetes, cremes, balas, bolos e tortas. O fruto pode ser encontrado em mercados e feiras das capitais amazônicas, constituindo uma fruta constante na culinária local, como ingrediente de diversas sobremesas e sucos. Recentemente a polpa tem sido empregada também na indústria cosmética como ingrediente de cremes e shampoos.

Cupuaçu é uma fruta deliciosa, com uma polpa branca cremosa. O Cupuaçu cresce na Floresta Amazônica no norte do Brasil, ele é conhecido na Amazônia como “a farmácia em uma fruta” e poderia ser considerado com uma super fruta, além dos benefícios o Cupuaçu é muito nutritivo. O Cupuaçu contém polifenóis únicos, poderosos fito-nutrientes antioxidantes, além de outros nove poderosos antioxidantes como as Vitamina A e Vitamina C, ácidos gordos essenciais, aminoácidos, fósforo, fibra e as Vitamina B1, Vitamina B2 e Vitamina B3.

O cupuaçu (Theobroma grandiflorum) é uma planta medicinal também conhecida como cupuacu, cupu, cupuasu, copoasu, cupuassu, cupuazú, cupuaçuzeiro, cupuaçueiro, dentre outros nomes populares. Pertence a família Sterculiaceae.

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Malvales

Família: Malvaceae

Subfamília: Sterculioideae

Gênero: Theobroma L.

Espécie: T. grandiflorum

Sobre a árvore do cupuaçu  

Os galhos são longos e grossos, mas flexíveis. As folhas, muito grandes, chegam às vezes a cinquenta centímetros de comprimento. As flores, de coloração vermelho-escura, brotam dos galhos e se dispõem em panículas ou cachos compostos.

O fruto do cupuaçu mede cerca de 15cm de comprimento por dez de diâmetro. Tem a casca marrom, lenhosa e enrugada, e encerra numerosas sementes envoltas em polpa branca, muito utilizada na produção de refrescos, sorvetes e doces, comuns em todos os estados da Amazônia. A multiplicação do cupuaçu se faz por sementes. Os pés começam a frutificar, em geral, por volta do oitavo ano.

Da semente pode-se obter chocolate

As sementes de cupuaçu, por seu alto teor de gordura, prestam-se à fabricação de chocolate e já foram utilizadas para esse fim, em lugar das sementes de cacau. Na região, costuma-se chamar o chocolate feito das sementes da fruta de cupulate. Por esse emprego, o cupuaçu recebeu no passado nomes como cacau-do-peru e cacau-de-caracas.

Cupuaçu tem uma grande vagem no centro onde fica a sementes. As sementes do Cupuaçu são utilizadas pelas tribos Tikuna como uma cura para dores abdominais.

Benefícios do cupuaçu

O cupuaçu estimula o sistema imunológico ao mesmo tempo em que fortalece o organismo em sua capacidade de combater doenças. É uma das poucas plantas da família do cacau que possui efeito energético e não contém cafeína. Além de beneficiar o sistema imunológico, o cupuaçu pode diminuir a pressão arterial, aumentar a libido, diminuir o colesterol LDL (colesterol ruim) e até proporcionar muitos benefícios para a saúde da pele e dos cabelos.

A fruta do cupuaçu é extremamente rica em antioxidantes, que além de causarem a diminuição nos níveis de colesterol do corpo e melhorar a função cerebral, neutralizam radicais livres, moléculas altamente reativas e fragmentos de moléculas que podem danificar o corpo no nível celular, deixando o organismo suscetível ao cancro, doenças cardíacas e várias outras doenças degenerativas.

Muitas das vitaminas e minerais essenciais encontrados na no cupuaçu são benéficos para o sistema gastrointestinal e cardiovascular. O cupuaçu pode proteger o corpo de vários problemas de saúde através da inibição da peroxidação lipídica, que é basicamente um processo que pode causar ruptura das membranas celulares, mutações do DNA, comprometimento do colágeno e elastina, dentre outras consequências.

O cupuaçu é rico em nutrientes essenciais, fitonutrientes, antioxidantes, vitaminas e outras substâncias com propriedades medicinais. A planta possui polifenóis chamados de theograndinas, fitonutrientes com propriedades antioxidantes semelhantes às encontradas no cacau. Também é rico em teobromina, vitaminas A e C e importantes ácidos graxos, aminoácidos, fósforo, fibras, vitaminas B1 nutricionais, B2 e B3 (niacina). Nas sementes do cupuaçu estão presentes em maior quantidade os ácidos graxos oleicos e esteáricos. Sendo da mesma família do cacau, possui também um alto conteúdo de flavonoides.

A polpa da fruta ocupa aproximadamente um terço da fruta e é usado em todo o Brasil e América do Sul (principalmente em países que compreendem a Floresta Amazônica) para fazer sucos, sorvetes, geleias e tortas. A fruta é cremosa e possui sabor exótico.

Cupuaçu quando misturado com açaí lhe dará uma quantidade absurda de energia.

Benefícios da manteiga de cupuaçu

.

Polpa e manteiga do cupuaçu

A manteiga de cupuaçu é cremosa e suave. Ajuda a melhorar a elasticidade da pele, retarda o envelhecimento e melhora a capacidade de hidratação da pele (absorver água), proporcionando efeitos de longa duração à peles secas e danificadas. A manteiga de cupuaçu é adicionada a várias fórmulas naturais de benefício para a pele, protegendo-a contra os efeitos nocivos raios UV-A e UV-B. Esta proteção de amplo espectro permite que a pele danificada recupere melhor, restaurando sua elasticidade e suavidade. Pode ainda servir como um protetor solar natural, completamente livre de conservantes. A manteiga de cupuaçu também é calmante para irritações da pele como eczema e dermatite, além de reduzir o aparecimento de rugas.

História e curiosidades

As sementes de cupuaçu foram muitas vezes dadas para pessoas mastigarem, na tentativa de curarem dores abdominais e o suco da planta era abençoado por xamãs e administrado a mulheres grávidas e recém-casados que queriam ter filhos.

Os cupuaçuzeiros são árvores de médio porte que atingem de 12 até 20 metros de altura, sendo encontradas naturalmente na Floresta Amazônica. Pertencem a família Theobroma, ou seja, a mesma do cacau (chocolate). Para se desenvolverem em boas condições, necessitam do clima específico das florestas tropicais, ou seja, altas temperaturas e umidade, além de grandes quantidades de chuva durante todo o ano.

O cupuacu é uma fonte primária de alimento na floresta para tribos indígenas e várias espécies de animais, como aves e mamíferos, que ainda ajudam a dispersar as sementes por toda a extensão da Floresta Amazônica. Os frutos amadurecem nos meses chuvosos de janeiro a abril.

Manteiga de cupuaçu e seus benefícios

Fonte: https://www.ecycle.com.br

Manteiga de cupuaçu dá sabor delicioso às sobremesas e ainda é uma alternativa natural e nacional para cuidados com pele e cabelos

cupuaçu

manteiga de cupuaçu é um produto natural de origem vegetal, com textura similar a uma pasta, de cor esbranquiçada, e utilizado principalmente para combater o ressecamento da pele e dos cabelos, pois mantém a sua hidratação, entre outras diversas propriedades.

manteiga de cupuaçu apresenta alta capacidade de absorção de líquidos, cerca de duas vezes superior à da lanolina, que é proveniente de origem animal e frequentemente um produto que causa alergias. Além do mais, a manteiga de cupuaçu é uma ótima alternativa vegana aos derivados animais.

 A manteiga de cupuaçu provém do cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum) é uma árvore tropical nativa da floresta amazônica. É uma pequena árvore que atinge de quatro a oito metros de altura quando cultivada domesticamente ou de até dezoito metros de altura quando cresce na mata silvestre. Ela pertence à mesma família e gênero do cacau. O cupuaçu ainda não é muito conhecido no Brasil, exceto na região norte, onde é uma fonte natural de alimento. No entanto, há um processo de popularização desse produto devido à sua versatilidade, já que pode ser utilizado em fins alimentícios, farmacêuticos e cosméticos.
manteiga de cupuaçu

Trata-se de uma fruta grande, em forma de cilindro com extremidades arredondadas, podendo atingir 30 cm de comprimento com média de 1,2 kg de peso. Na maturação, os frutos caem sem o pedúnculo, quando começam a liberar o cheiro característico. O seu interior contém uma polpa branca comestível, suculenta e cremosa, aderida em aproximadamente 25 sementes grandes e ovaladas. A manteiga do cupuaçu é extraída das sementes que contêm aproximadamente 45% de óleo. A produção em plantios comerciais se inicia a partir do terceiro ano e alcança em média 12 frutos por árvore. Sua polpa e sua manteiga têm crescente importância nas exportações da região.

Modo sustentável de obtenção

Existem dois métodos de obtenção da manteiga de cupuaçu: com ou sem solventes ou substâncias químicas. No método sustentável, as frutas de cupuaçu são colhidas na própria selva, já que caem no solo assim que amadurecem, e são recolhidas pelas cooperativas localizadas nas margens do rio Amazonas, constituindo uma fonte de renda para os moradores locais.

A polpa é removida com tesoura e os resíduos que permanecem na semente são lavados. Após este processo, a polpa é congelada, e pode ser comercializada a longas distâncias. Com essa polpa refrescante é possível fazer todos os tipos de doces, sucos, bebidas, cremes, licores, aguardentes, entre outros.

Das sementes se extrai a manteiga por um processo natural de prensagem a frio. Este método tem uma vantagem sobre a técnica do solvente, na medida em que produz manteigas que são superiores em termos de estabilidade, além de serem ecologicamente corretas por serem biodegradáveis, não poluindo o meio ambiente. As cascas e outros resíduos podem ser utilizados como adubos naturais, e isso faz com que esse modo de produção praticamente não produza rejeitos.

Principais propriedades

manteiga de cupuaçu possui ótimas propriedades que a tornam apta a ser utilizada na pele, cabelos, lábios e unhas. É um triglicerídeo (lipídeo ou gordura) que apresenta um composição equilibrada de ácidos graxos saturados e insaturados, que lhe confere um baixo ponto de fusão, de aproximadamente 30° C, ou seja, acima dessa temperatura passa do estado sólido para líquido. Isso facilita sua utilização, já que ela derrete rapidamente ao entrar em contato com a pele. Apresenta um certo grau de absorvância dos raios ultra violeta (UV), principalmente UVB e UVC (mas não há como medir qual seria a equivalência do produto em termos de fator de proteção solar – FPS).

Pele

Tal como as manteigas corporais, a manteiga de cupuaçu é um emoliente que proporciona um toque agradável, maciez, suavidade e nutrição à pele, possibilitando a recuperação de sua umidade e elasticidade natural por meio da reposição de lipídios (gorduras), principalmente nas peles secas e maltratadas pelas agressões externas. Além disso, a manteiga de cupuaçu contém vários ácidos graxos benéficos (incluindo os ácidos palmítico, esteárico e oleico), muitos polifenóis e fitoesteróis.

O ácido oleico pertence à classe de ácidos graxos monoinsaturados, que são compostos orgânicos constituintes dos lipídeos (gorduras), vitais na construção da membrana celular, estando presente na epiderme, protegendo-a e fazendo parte de sua barreira natural, evitando assim sua desidratação por meio da perda de água da pele. Isso a torna também auxiliar em processos de cicatrização.

O polifenol natural da manteiga de cupuaçu age como um antioxidante, que ajuda a destruir os átomos ou grupos de átomos conhecidos como radicais livres, que ocorrem como resultado normal do metabolismo humano e exposição aos raios de sol, poluição e fumaça de cigarro, por exemplo. Os radicais livres são altamente reativos e podem dar início a uma reação em cadeia de danos em suas células, implicando em envelhecimento precoce e até mesmo diversos tipos de câncer. Por isso a manteiga de cupuaçu também constitui um agente anti-idade.

Os fitoesteróis presentes proporcionam um equilíbrio hídrico-lipídico à camada superficial da pele, mantendo sua hidratação e também conferem um efeito calmante e anti-inflamatório, pois ajudam a controlar irritações e inflamações, tais como eczema, psoríase (doença crônica que causa vermelhidão e irritação) e a dermatite(alergia).

Devido às propriedades já citadas, também possui efeitos benéficos às mãos e aos pés proporcionando maciez às cutículas, e age como um excelente hidratante para os pés cansados e, àqueles que apresentam rachaduras, auxilia no processo de cicatrização, acelerando a reestruturação da pele lesionada.

Cabelos

manteiga de cupuaçu promove suavidade e maciez aos cabelos, aumentando a sua umidade natural e elasticidade, condicionando-os devido a seu alto poder de absorção de água, como dito anteriormente, e assim evita a desidratação. É ideal para cabelos quebradiços, secos e ressecados devido à longa duração das propriedades de hidratação que repõem a umidade, promovendo a selagem das cutículas e proporcionando um brilho saudável com redução no volume das madeixas.

Modos de usar

Pele, lábios e unhas

manteiga de cupuaçu também pode ser aplicada diretamente. Para isso, adicione a quantidade desejada nas mãos, esfregando-as para que a manteiga fique mais maleável (isso depende da temperatura, nas mais altas a manteiga ficará mais mole) e aplique na região desejada em movimentos circulares, massageando-a até que ocorra a incorporação do produto pela pele.

Cabelos

Assim como ocorre com a manteiga de Karité, há várias maneiras de utilizar a manteiga de cupuaçu nos cabelos. Seguem aqui algumas sugestões que podem ser adaptadas de acordo com cada necessidade específica:

Pré-xampu: coloque um pouco da manteiga de cupuaçu nas mãos e espalhe bem. Depois, esfregue bem entre as mãos até que ela se transforme em óleo. Aplique sobre os fios secos e não lavados, especialmente nas pontas e mechas/partes mais ressecadas. Não há tempo de pausa específico, você pode deixar quanto tempo quiser, não trará nenhum malefício para seu cabelo. Lavar como de costume em seguida.

Máscara de umectação capilar:depois de lavar os cabelos, retire o excesso de água com uma toalha e aplique a manteiga de cupuaçuevitando a raiz e o couro cabeludo para que não fiquem muito oleosos, mas caso deseje auxiliar no tratamento de psoríase ou dermatites, por exemplo, essas regiões devem ser compreendidas. Coloque uma touca de banho e deixe agir durante 30 minutos. Depois, é só enxaguar os fios com bastante água morna.

Pomada natural: faça como na dica anterior, espalhe entre as mãos e esfregue bem até transformá-la em óleo. Depois, é só aplicar sobre as mechas que deseja estilizar. Se você for usar nos fios em substituição ao silicone, lembre-se de aplicar pouquíssima quantidade para não deixá-los com aspecto pesado.

Tratamento noturno: se você não tiver tempo para fazer a umectação capilar, você pode aplicar a manteiga de cupuaçu sobre os cabelos antes de dormir. Mas é importante lavar os cabelos pela manhã, já que ela poderá deixar seus fios muito oleosos e com aspecto pesado.

Sorvete de cupuaçu

Outra forma de obter os benefícios da manteiga de cupuaçu é por meio do consumo do seu sorvete, uma forma de consumo de cupuaçu que tem se popularizado no Brasil, assim como o consumo de açaí. O sorvete de cupuaçu é delicioso, cremoso e apresenta um aroma agradável e um leve sabor cítrico, além de proporcionar benefícios para a saúde.

Consciência ambiental

E o mais fantástico de tudo isso é saber que é possível usufruir de todas as propriedades da manteiga de cupuaçu de uma maneira sustentável, com mínimo impacto ambiental. Para isso, é necessário utilizar a manteiga de cupuaçu 100% pura, ou seja, não adicionada de outros componentes sintéticos ou obtidas por modo diferente da prensagem a frio que foi descrita anteriormente. Saiba onde comprar esse tipo de manteiga.

É preciso estar atento se a manteiga é pura ou apenas mais um componente de um cosmético convencional, pois muitos produtos usam seu nome apenas como estratégia de marketing para atrair um público que busca por produtos mais sustentáveis e naturais, mas, na verdade, escondem ativos químicos e derivados de petróleo (também conhecidos como petrolatos), que agridem o meio ambiente, pois não são biodegradáveis e dificultam e encarecem os processos de tratamento de esgotos e efluentes.

É possível, sim, manter nossa rotina diária de beleza e alimentação com produtos naturais que apresentam excelentes resultados de forma menos agressiva ao nosso próprio corpo e ao meio em que vivemos. Saiba como adquirir.

Cupuaçu – BRS Carimbó

imagem

Foto: ROSA, Ronaldo

A cultivar BRS Carimbó apresenta frutos médio-grandes e possui dupla aptidão, pois serve tanto para produção de polpa quanto para produção de sementes/amêndoas, com boa aceitação tanto na agroindústria, como no mercado de fruta in natura. Estima-se que a partir do oitavo ano de cultivo (quando as plantas atingirem a estabilidade) cada cupuaçuzeiro produzirá em média 18 frutos por safra o que significa um diferencial de 50% em relação à produção média paraense e de 28% em relação à produção de outras quatro cultivares existentes no mercado. Como o fruto tem peso médio de 1.622 g, estima-se a produtividade de 11.600 kg de frutos/ha, computando-se 400 plantas/ha. Possui ainda resistência à vassoura-de-bruxa, promovida pelos parentais que são detentores de resistência a essa doença. Essa composição confere mais segurança ao produtor de cupuaçu, pois minimizará em médio prazo o risco de uma epidemia da doença no pomar.

A produtividade de amêndoas esperada é de 1,1 t/ha de amêndoas secas. Em média, 6,9 frutos produzem 1 kg de amêndoas secas. Esse subproduto tem assumido destaque na cadeia de produção do cupuaçuzeiro, e representa mais uma fonte de renda ao produtor, pois o óleo extraído das amêndoas está sendo empregado na indústria de cosméticos.

Produto: Cultivar Ano de Lançamento: 2012

Bioma: Amazônia

Onde Encontrar:
 Escritório da Amazônia
Embrapa Produtos e Mercado
Responsável: Rosildo Simplício da Costa Telefone: (92) 3303-7897
Cidade: Manaus UF: AM
E-mail: spm.emao @embrapa.br

Cupuaçu: descubra por que a fruta amazônica deve fazer parte da sua dieta diária

Fonte: https://www.conquistesuavida.com.br/

Por acaso você já provou cupuaçu? Se a resposta for “não” é hora de reverter esse quadro. A fruta nativa da Amazônia, e portanto originária também do Brasil, é uma antiga conhecida dos índios da região, que não apenas a consomem por gostarem de seu sabor, mas também pelas suas propriedades curativas. Hoje, ela chega a ser vendida em pó por um valor bem elevado em outros países, mas aqui temos o privilégio de aproveitá-la na sua forma orgânica, e portanto com todos os seus benefícios.

Cupuaçu é a fonte da juventude?

Da mesma forma que sempre surge alguém com uma dieta miraculosa muita gente afirma que o cupuaçu é a própria fonte da juventude. Mas será mesmo? Na verdade a razão é bem simples e não possui nada de tão especial assim. O que ocorre é que ele possui um antioxidante poderoso, e por isso combate os radicais livres com mais eficácia que outros alimentos. Consequentemente, a fruta evita a oxidação das células e o envelhecimento precoce, além do surgimento de algumas doenças, como o câncer e o mal de Alzheimer. Mas verdade seja dita, ela não é a única que possui esse benefício, e portanto o apelido é sim exagerado.

Fruta ajuda a emagrecer e é uma ótima aliada dos exercícios físicos

Outra vantagem do cupuaçu que merece destaque é que a fruta pode sim entrar na dieta de quem está querendo perder peso. Isso porque ela é rica em vitamina C, que é sempre lembrada por ser um excelente antioxidante, embora possua um benefício adicional: acelera o metabolismo. Com isso o seu organismo trabalha mais rápido e queima mais calorias que o normal, principalmente se você já pratica exercícios. Aliás, a vitamina está presente em frutas cítricas, e por isso seu consumo é tão importante, seja na sua forma crua ou em polpa.

Se o seu objetivo é ficar mais magro saiba que o cupuaçu também garante saciedade por mais tempo, o que acaba reduzindo as chances de consumir mais do que precisa até ficar satisfeito. Por fim, ele também reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e aumenta os do bom (HDL), impedindo a gordura de se acumular nas artérias e evitando problemas cardiovasculares.

Cupuaçu alivia as dores abdominais

Tudo o que foi mencionado até agora é baseado em estudos que comprovaram o quanto a fruta pode ser eficaz no combate a doenças e para manter o corpo em forma. Mas ela possui uma característica que pode ser percebida pelos índios muito antes da ciência descobrir todos os seus benefícios: alivia dores abdominais. Isso ocorre porque ela possui vitaminas e minerais que permitem o bom funcionamento do intestino e consequentemente evitam problemas gástricos. E por isso mesmo sem saber de forma precisa os pajés davam sementes de cupuaçu a mulheres que passam por partos difíceis.

É rico em vitaminas e minerais

Como toda boa fruta, o cupuaçu é rico em vitaminas e minerais, e por isso é excelente não só para combater enfermidades como também problemas menores que afetam muitas pessoas. Além da vitamina C, que já foi mencionada, é rico na A, que não apenas deixa a pele e cabelo mais bonitos como também ajuda no crescimento e melhora a visão. Também é fonte de complexo B, que de uma forma geral melhora o funcionamento do nosso corpo. Por fim, possui boas quantidades de selênio e cálcio, o que não apenas auxilia o metabolismo como também deixa os ossos mais fortes, evitando problemas como a osteoporose.

Benefícios do cupuaçu para a sua dieta

Originário da Amazônia, o cupuaçu é um fruto que ganhou fama por trazer benefícios não apenas para a saúde, como também estéticos. Com sabor agridoce, o fruto é composto por uma casca rígida, mas seu interior é macio e muito saboroso. Em algumas regiões do país o cupuaçu é conhecido como “farmácia em uma fruta”, pois contém polifenóis únicos, fito-nutrientes e diversos antioxidantes, como Vitamina A e C, ácidos gordos essenciais, aminoácidos, fósforo, fibras, além das vitaminas B1, B2 e B3.

Conheça agora bons motivos para introduzir o cupuaçu na sua dieta:

  • Para quem deseja perder peso o cupuaçu é um ótimo aliado, pois ajuda a queimar a gordura corporal, além de ser rico em fibras, o que evita a fome fora de hora.
  • Ajuda a firmar a pele e evitar ressecamento, pois é rico em vitamina C, importante para formação do colágeno.
  • As vitaminas que a fruta contém auxiliam no bom funcionamento do intestino.
  • É considerada uma boa opção de alimento pré-treino, pois garante mais energia e combate a fadiga.
  • Por se tratar de um poderoso antioxidante, ele previne o envelhecimento precoce.
  • O fruto é rico em ácidos graxos, o que contribui para reduzir o colesterol, além de melhorar o humor e a memória.
  • Auxilia no combate a radicais livres, principais responsáveis por diversos tipos de câncer.
  • Os polifenóis fito-nutrientes não estão presentes em nenhuma outra fruta, este composto auxilia no tratamento de dificuldades respiratórias.
  • Protege o sistema cardiovascular, prevenindo doenças cardíacas.
  • As folhas possuem ação calmante.
  • Auxílio no controle da pressão arterial.
  • Fortalece o sistema imunológico e estimula a defesa do organismo.