Enxaguante e Antiséptico bucal natural

Enxaguante e Antisséptico bucal natural

Pode-se usar  cravo, canela e noz-moscada, anis, limão , salsa, hortelã, manjericão, cardamomo, sementes de erva-doce, hortelã, vinagre de maçã , chá de salsa e mirra,  gengibre.

…..

O Enxaguante e Antiséptico bucal natural ajuda a evitar Cárie. Gengivite. Mau hálito.

Esses são alguns dos problemas bucais que podem estar relacionados a doenças como pneumonia, diabetes e câncer.

Para evitar esses males, muitas pessoas procuram ir além da escova e da pasta de dente, fazendo uso de antissépticos.

No entanto, apesar de serem utilizados para retardar ou controlar a proliferação de bactérias na boca e nos dentes, não podemos deixar de considerar que os antissépticos bucais, por causa dos ingredientes químicos, podem provocar manchas, desgaste do esmalte dos dentes, além de outros problemas mais graves.

Que tipo de problemas mais graves?, você deve estar perguntando.

Vamos lá: os antissépticos bucais eliminam não só as bactérias ruins, mas também as boas.

Ocorre que a eliminação destas últimas bactérias nos predispõe a problemas cardíacos sérios.

Só para reforçar, um estudo muito interessante foi feito com antissépticos bucais que contêm um químico chamado chlorhexidine.

Por sete dias, um grupo de pesquisadores ingleses avaliou a pressão arterial de 19 voluntários, que, durante esse período, fizeram o uso de antisséptico bucal que continha chlorhexidine.

O efeito foi notado já no primeiro dia.

O desinfetante bucal elevou a pressão arterial quase que imediatamente.

Os pesquisadores acreditam que a perda das boas bactérias causa a supressão do nitrato necessário para o relaxamento dos vasos sanguíneos e, por isso, ocorreu a elevação da pressão.

Há outro possível efeito colateral dos antissépticos que encontramos em farmácias e supermercados: eles podem provocar a perda do paladar.

O que fazer, então?

Simples: recorrer a um antisséptico caseiro e natural como o que ensinaremos adiante, feito com cravo-da-índia, um bactericida natural que não desequilibra a flora da boca.

Anote a receita:

Antisséptico bucal de Cravos da Índia

INGREDIENTES

1 colher (sopa) de cravo-da-índia.

1 xícara de água.

MODO DE PREPARO

Ferva a água.

Adicione os cravos-da-índia.

Espere aproximadamente dez minutos para o chá ficar morno e coe.

Faça bochechos diários (duas vezes por dia).

Fonte: http://www.curapelanatureza.com.br/

Antisséptico bucal com pétalas de rosas
Ingredientes
– 5 colheres (sopa) de pétalas de rosas
– 4 colheres (sopa) de sálvia
– 2 colheres (sopa) de alecrim
– 1 colher (sopa) de folhas de morango
– 150 ml de vinagre de maçã
– 100 ml de água de rosas
Modo de Preparo
Em um frasco bem fechado, coloque as ervas e regue com o vinagre de maçã aquecido. Reserve por 10 dias e coe, pressionando bem as ervas. Misture o caldo com a água de rosas e coe mais uma vez. Pingue uma pequena quantidade do produto em um copo com água e bocheche.
fonte: Livro O Melhor da Sabedoria Popular – Seleções

Receita 3

  • Frasco de vidro
  • 1 colher de sopa de lascas de canela
  • 1 colher de sopa de cravos inteiros
  • 1 colher de chá de sementes de anis
  • 1 colher de chá de noz-moscada recém moída
  • 1 xícara de conhaque de alto teor alcoólico (o melhor é alcool de vinho – brand  – outra opção é alcool de cereais
  • Peneira de malha fina
  • Garrafa de vidro escura

 Instruções

  1. Coloque as lascas de canela, cravos inteiros, sementes de anis e noz-moscada recém moída em um frasco de vidro limpo com uma tampa apertada.
  2. Despeje o conhaque por cima dos temperos e tampe o frasco. Coloque a mistura em um local escuro e seco por duas semanas, agitando diariamente.
  3. Coe a mistura através de uma peneira de malha fina em uma garrafa de vidro. Agite suavemente antes de usar.

Antisséptico à base de erva-doce

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de sementes de erva-doce
  • Um litro de café
  • 40 ml de álcool (45%)
  • 50 ml de água de rosas

Como preparar: ferva as sementes em 100 ml de água e espere esfriar. Em seguida, coe a mistura, espremendo as sementes, no café. Misture o líquido com o álcool e a água de rosas e armazene em uma garrafa escura. Coloque um pouco do produto em um copo de água e bocheche.

Antisséptico à base de menta

  • 3 gostas de óleo essencial de menta
  • 1 colher de chá de extrato de hamamélis
  • 150 ml de água
  • Meia colher de chá de glicerina vegetal

Para prepará-lo, basta misturar todos os ingredientes e agitar bem antes de bochechar

 

Clarear os dentes naturalmente com folhas de sálvia

sálvia é uma planta com diversas propriedades medicinais, que vão do combate à problemas pulmonares, ao controle dos cálculos reinais. Entre suas diversas utilidades para o corpo está a capacidade de clarear naturalmente os dentes.

Para utilizá-la como branqueador, basta esfregar as folhas da planta ainda frescas e secas em toda a arcada dentária. Outra opção é transformá-la em farinha (por meio do aquecimento e trituração das folhas) e misturá-la ao creme dental.

clarear-os-dentes-naturalmente-salvia-2.jpgISTOCK/THINKSTOCK

Melhorar a saúde bucal com sálvia

Além de clarear os dentes, as propriedades, que incluem resina, cânfora, saponina, entre outras substâncias, da sálvia ainda ajudam a combater uma série de outros problemas bucais. Em função da presença do pineno, substância comumente usada em perfumes, a sálvia ajuda a melhorar o hálio. As folhas também ajudam a remover o tártaro, tratar gengivites, aftas e feridas dentro da boca.

Fonte: http://www.outramedicina.com/