Ervas Para Vaporização Do Útero

Ervas Para Vaporização Do Útero

Resultado de imagem para uterus vaporization

Fonte:  editado de culturamix.com

Algumas tradições são realizadas há muito tempo, e são passadas geralmente entre famílias e amigos, para que se perpetuem ao longos dos anos. Um desses casos mais utilizados nos dias de hoje é relacionado quanto a vaporização do útero de varias mulheres. Segundo diversas pessoas, a vaporização tem a capacidade de oferecer as mulheres diversas opções de ervas para que esse processo seja realizado, juntamente com as ações positivas que podem ser observadas após a mesma.

 

O Que É Vaporização Do Útero?

A vaporização do útero de uma mulher é basicamente o banho com o vapor de água quente, juntamente com diversos tipos de ervas que são inseridas nessa água. As ervas que são utilizadas na vaporização geralmente contam com alguns benefícios médicos, que acabam as intitulando de ervas medicinais.

Os benefícios maiores da vaporização do útero é observada pelo calor e vapor das ervas que é levado diretamente até a região intima da mulher.

As pessoas que são praticantes desse tipo de vaporização, afirmam que os benefícios para a mulher são inúmeros.

Os Benefícios Da Vaporização Do Útero

As mulheres afirmam que a vaporização do útero acaba atuando como um ritual de limpeza da área, e que assim pode fazer com que certos tipos de inflamações sejam eliminados, bem como o processo de fecundação seja realizado de uma forma mais fácil.

  • Aumento da fertilidade: as mulheres que realizam a vaporização e que visam o processo de fecundação, geralmente utilizam algumas ervas especificas na composição de seu banho, e assim, afirmam que existe uma maior possibilidade de que as mesmas possam engravidar com maior facilidade. Mulheres que realizam esse processo com esse intuito, geralmente em toda a composição da água medicinal, adicionam lavanda, uma planta que para elas facilita o processo de fertilidade das mesmas.

Aumento da fertilidade

Aumento da fertilidade

  • Lubrificação vaginal: a falta de lubrificação na região da vagina de muitas mulheres acaba sendo uma grande incomodo para elas, já que o processo da relação sexual acaba se tornando mais difícil. A lubrificação de uma mulher tem a função de facilitar o ato sexual, ao lubrificar toda a região da vagina da mulher, para que o pênis de seu companheiro possa ser inserido de uma forma mais fácil. Quando a mulher apresenta um déficit na produção dessa lubrificação, todo o processo é feito de uma forma mais difícil, necessitando algumas vezes de medicamentos, ou até mesmo gel lubrificante. Porem, existem algumas mulheres que atrelam esse problema de lubrificação a uma forma mais séria, e buscam soluções médicas e muitas vezes encontram na vaporização do útero uma oportunidade de melhorar toda essa área. Juntamente com o processo de vaporização do útero, existem algumas recomendações que devem ser seguidas por essas mulheres, como o processo de secagem da área e sua alimentação.

Lubrificação vaginal - Ato Sexual

Lubrificação vaginal – Ato Sexual

  • Dores: muitas mulheres sofrem de dores nas regiões do útero e da vagina, sejam elas derivadas de relações sexuais ou até mesmo dores a observadas quando a mulher entra em um processo de pré menstruação, tendo como principal sintoma desse momento a cólica. Muitas mulheres acreditam que a vaporização com determinados tipos de ervas podem fazer com que esses sintomas que antecedem a menstruação sejam amenizados, e dessa forma, muitas pessoas acabam recorrendo a esse processo milenar.

Dores

Dores

  • Limpeza: a limpeza do útero também é um processo que pode ser realizado a partir da realização da vaporização do útero da mulher. Isso pode auxiliar no processo de limpeza do mesmo, que irá atingir diretamente possíveis processos inflamatórios, algumas doenças e amenização de sintomas sentidos a partir do aparecimento das mesmas. A clássica inflamação urinaria é uma das coisas que levam muitas mulheres a procurar esse método, já que a partir da evaporação do útero, é possível amenizar os sintomas das mesmas, e fazer com que ela suma de uma forma mais rápida e ágil, do organismo da mulher.

Limpeza

Limpeza

  • Memórias: para algumas mulheres, alguns processos considerados negativas são armazenados pelo útero, da mesma forma com pode influenciar a mente a atitude de diversas pessoas. Por isso, muitas mulheres acreditam que a vaporização do útero pode auxiliar que ele seja limpado de possíveis negatividades que ele possa ter sido exposto. A maioria desses tipos de negatividades são muitas vezes relacionadas ao processo de aborto, algum tipo de trauma sexual, como o estupro. Por isso, para algumas mulheres é muito importante que a vaporização seja realizada, começando assim um novo ciclo m sua vida.

A partir do vapor, o calor entra em contato direto com a região do útero e vagina da mulher. Com isso, é possível que os vasos de sangue dessa região se dilatem, melhorando sua circulação sanguínea, além de hidratar a região vaginal da mulher de forma muita direta. Esse processo de hidratação e dilatação dos vasos acaba sendo para a mulher, uma situação muito positiva, e assim pode fazer com que a mesma seja muito bem melhorada, visando toda a saúde intima da mulher.

Um dos principais efeitos a vaporização dos úteros é realizado de forma fisiológica, e com isso, para que a mesma ofereça bons resultados para a mulher, a mesma necessita apenas que o vapor emitido pela água quente com as ervas entre em contato com sua vagina.

Uma das maiores facilidades que são observadas no processo de absorção da vaporização do útero, é derivada principalmente da grande sensibilidade e grossura dessa região.

Isso acontece por que toda a região do útero da mulher acaba sendo muito sensível, e pode reagir de forma muito fácil aos benefícios da vaporização do útero. Além disso, a camada dessa região é considerada bem fina, o que pode fazer com que o processo de absorção do vapor da água sendo absorvido de forma muito mais fácil.

Após o processo de absorção da mesma, os benefícios das ervas acabam sendo transportados por toda essa região e pelo corpo a partir da corrente sanguínea da mulher.

As Ervas Que São Utilizadas Para A Vaporização Do Útero

Não existe muita regra para que a vaporização do útero seja realizada, porém, algumas ervas acabam sendo mais indicadas, devido a seu histórico medicinal.

TPM (Tensão Pré-Menstrual)

Para mulheres que se encontram em processo que antecede seu período menstrual, algumas ervas muito especificas são indicas.

  • As ervas que geralmente são utilizadas em mulheres que sofrem desse tios de problema são o orégano, algumas pétalas de rosas vermelhas e em alguns casos Artemísia. Para mulheres que sofrem desse problema, a vaporização é indicada em cerca de três vezes, ao processo que antecede sua menstruarão, ou seja, ao longo do mês a mulher deve realizar essa processo.

 

Menopausa

Esse é um problema que atinge todas as mulheres e que muitas vezes acaba sendo muito incomodo, devido à falta de lubrificação da área vaginal, o processo de queda de hormônios da mulher, além de outros sintomas que acabam sendo muito incômodos para a mesma. Por isso, algumas melhores acabam recorrendo a vaporização do útero como um processo de tratamento caseiro, afim de que os sintomas desse processos sejam amenizados.

  • As mulheres que sofrem de menopausa geralmente em sua vaporização utilizam de ervas muitos especificas, e assim podem fazer com que todo esse processo seja enfrentado de uma forma mais fácil. Camomila, manjericão, lavanda e sálvia acabam sendo uma das maiores ervas encontradas na água da vaporização dessas mulheres. Nessas mulheres, a vaporização deve ser realizada sempre que desejar, e podem ter ações muito positivas para seu organismo como um todo.

Aumento Da Fertilidade

a fertilidade em algumas mulheres podem apresentar alguns problemas, e com isso atingi-las de forma muito direta. Algumas mulheres que sejam engravidar muitas vezes optam pela vaporização do útero como um processo muito importante, já que acreditam que a partir da mesma, haverá certa facilidade em se engravidar.

  • Para as mulheres que desejam realizar a vaporização nesse momento, devem se atentar nos períodos em eu estão férteis, e isso pode ser observado a partir da observação do corrimento da mesma. As ervas que são geralmente utilizadas nesse caso são lavandas, camomilas e alecrim.

Aumento Da Fertilidade

Aumento Da Fertilidade

Aborto

Apesar de ilegal no Brasil, o aborto é realizado por diversas mulheres em todo o território nacional. Muitas das vezes quando esse processo acontece, as mulheres que passam por esse processo não recebem apoio familiar e muitas vezes realizam esse processo de uma forma escondida de seus pais. Apesar de ser realizada, a vaporização nem sempre é indicada para mulheres que acabaram de sofrer esse processo, já que a possibilidade de infecção e inflamação do útero é grande. Porém, existem algumas dicas que podem fazer com que você observe se está apta a realizar a vaporização de seu útero.

Um dos principais sintomas que ocorrem nas mulheres após o aborto é o sangramento, e a vaporização do útero só deve ser realizada após essa fase já ter acabado.

  • Para as mulheres que desejam utilizar a vaporização de seu útero como forma de tratamento aos sintomas que são sentidos pós o processo de aborto existem algumas indicações. A frequência da utilização dessa técnica como forma de alivio da mulher e dos sintomas deve ser realizada pela mesma sempre que necessário. As ervas que acabam sendo utilizadas em maior quantidade nesse processo são oréganos, lavanda e calêndula.

Pós-Parto

O pós-parto é um momento muito sensível para a mulher, quando a região do útero e vagina, além de outros órgãos estão passando por um processo de recuperação de todo o esforço realizado para que a mulher pudesse dar à luz a seu filho. Por isso, é muito necessário que as mulheres que decidam passar por esse processo realizem alguns tipos de exames e entre em contato com seu médico especialista, para que o mesmo diga se ela esta apta ou não por passar por esse processo.

Pós-Parto

Pós-Parto

Mulheres que passam por um processo de parto classificado como natural apresentam na maioria das vezes uma recuperação mais rápida, e isso pode fazer com que a vaporização do útero da mesma seja realizada quase que imediatamente. Porém, mulheres que passam pelo trabalho de parto de uma forma cesárea, precisam esperar que o sangramento seja totalmente cessado.

  • As mulheres que optam pela vaporização do útero como forma de tratamento para sintomas que podem ser sentidos após a gravides devem contatar seu médico, para que o mesmo autorize esse processo. As ervas que são utilizadas geralmente em mulheres que acabaram de dar à luz são alecrim, camomila, orégano e confrei.

As ervas que são utilizadas nessas vaporizações oferecem grandes benefícios a saúde da mulher, então vamos conhecer algumas delas.

Agripalma

A Agripalma é uma erva muito utilizada em diversos tipos de vaporizações, principalmente em mulheres que sofrem com problemas relacionados a dores de cólicas, pois tem a possibilidade de juntamente com outras ervas relaxar toda a região vaginal da mulher, beneficiando assim a mesma de forma muito considerável.

Agripalma

Agripalma

Artemísia

Essa é uma erva que está presente em grande parte das vaporizações, pois oferece grandes resultados quando utilizadas. A Artemísia acaba sendo responsável por poder auxiliar em todo o processo de regulação da menstrual das mulheres, além de poder aturar como um planta considerada antibacteriana e antifúngica.

Artemísia

Artemísia

Alecrim

O alecrim é uma erva muito comum e facilmente encontrada em diversos locais, além disso, acaba sendo utilizada muitas vezes em diversas vaporizações. Essa é uma erva que tem a capacidade de fazer com que a corrente sanguínea trabalhe de uma forma melhor.

Alecrim

Alecrim

Manjericão

O manjericão não é um tipo de erva que acaba sendo utilizado em grande escala, e apenas em algumas vaporizações muito especificas é possível encontrar essa erva com parte constituinte da mesma. Muitas mulheres utilizam o manjericão para que a menstruação seja antecipada, ou mesmo para que o ciclo menstrual da mês apossa apresentar uma maior regularidade.

Manjericão

Manjericão

Calêndula

A calêndula é uma erva muito suave que pode auxiliar muitas vezes no processo de relaxamento da área vaginal, auxiliando muitas mulheres que sofrem com os sintomas derivados do processo da menopausa. Além disso, em mulheres que buscam algum tipo de limpeza, a calêndula é muito utilizada.

Calêndula

Calêndula

Camomila

A camomila é uma erva muito conhecida e que pode fazer com que os tecidos vaginais fiquem bem mais relaxados, e possam então ser beneficiados de diversas formas.

Camomila

Camomila

Orégano

O orégano é uma erva estritamente relaxante, e acaba estando presentes em diversos tipos de vaporizações.

Orégano
BARBATIMÃO:
 banho de assento. O banho é realizado com sua casca e além das infecções, trata candidíase e leucorréia melhora o tônus vaginal. Seu uso interno não é recomendado

‘E cicatrizante no pós parto e em casos de feridas na genitália feminina. Seu uso é também muito recomendado no tratamento do HPV e Herpes, pois suas propriedades adstringentes e cicatrizantes ajudam a secar as úlceras e as verrugas causadas por estas doenças.

A vaporização e banho de assento são as formas mais comuns de uso na Ginecologia Natural, . Tendo em vista que os taninos são tóxicos quando ingeridos em grande quantidade.

Preparo do banho de assento:  Prepare um chá com as cascas do barbatimão. Depois, despeje o líquido – que deve estar morno – em uma bacia e senta-se nela. Permita o contato dele com a região íntima  até que a mistura fique fria. Você pode usar uma bacia, bidê ou banheira. Todavia nos casos de cândida faça o banho de assento frio.

Resultado de imagem para barbatimao

Resultado de imagem para barbatimao