Frutas

Frutas

Parte polposa que rodeia a semente de plantas. Possui aroma característico, é rica em suco, podendo ser consumida crua e geralmente possui sabor doce.

São fontes de vitaminas, minerais, carboidratos (glicose, frutose, sacarose, amido) e fibras. Contêm baixos valores de proteínas e gorduras. Dentre as vitaminas, são encontrados principalmente a vitamina C e o caroteno e, dentre os minerais, os principais é o potássio e ferro.

A fruta própria para o consumo deve ser fresca, ter atingido o grau máximo de qualidade em relação ao tamanho, cor e sabor próprios da espécie e variedade e estar isenta de umidade externa anormal, aroma e sabor atípicos.
As frutas podem ser classificadas como:

Extra: Alta qualidade, sem defeitos e madura. Com tamanho, cor e forma uniformes. Não são permitidas manchas e defeitos na casca.

De primeira: Boa qualidade sem defeitos sérios, apresentando tamanho, cor e forma uniformes. No máximo são tolerados pequenos defeitos. Deve estar madura, podendo apresentar pequenas manchas na casca, desde que não prejudiquem sua aparência geral. Polpa deve estar intacta.

De segunda: Boa qualidade, podendo apresentar ligeiros defeitos na cor e forma, os quais não devem prejudicar a aparência da fruta. A casca não pode estar danificada, porem pequenos defeitos ou manchas são tolerados. A polpa deve estar intacta.

De terceira: Para fins industriais, é constituída por frutas que não foram incluídas nas classes interiores, mas preservam suas características. Não é exigida a uniformidade de tamanho, cor. São aceitas frutas com rachaduras, defeitos e manchas na casca.

As frutas podem ser consumidas em diferentes formas:

  • In natura: Frutas frescas, são consumidas em seu estado natural.
  • Em calda: Colocadas em caçarolas fundas tampadas, com camadas de açúcar em fogo brando, as frutas sumarentas liberam água, o perfume e o sabor do seu interior, proporcionando uma calda incorporada, praticamente obtida só com o seu suco, fazendo com que a camada mais externa se torne mais firme e com isso mantenha sua forma original. O colorido é acentuado pelo o açúcar e especiarias podem ser adicionadas.
  • Compota: A diferença no preparo é que a fruta é colocada em uma calda rala fervente para cozinhar, fazendo com que o produto final não seja tão doce, nem a calda tão encorpada, as especiarias nunca são acrescidas. Pelo ser sabor mais suave, podem ser servidas em pratos salgados.
  • Glaçadas: Nem todas as frutas podem ter este tipo de apresentação, algumas até precisam ser fatiadas para submeter-se a esse processo. Outras pelo seu exterior frágil liberam suco, ficando um produto melado.
  • Carameladas: A fruta se torna brilhosa e é mais sensível a umidade.
  • Cristalizadas: Depois de passarem pelo processo em calda, a fruta é passada por açúcar cristal e colocada para escorrer em peneira de taquara, em local fresco e seco. Dependendo do grau de cristalização desejado, a fruta pode voltar ao fogo (em calda) para ferver mais um pouco e repetir a operação tantas vezes quantas se fizerem necessárias.
  • cristalização desejado, a fruta pode voltar ao fogo (em calda) para ferver mais um pouco e repetir a operação tantas vezes quantas se fizerem necessárias.