Glossário ervas – fitoterápicos / distúrbios

(em desenvolvimento)

Glossário ervas – fitoterápicos / distúrbios

ABACATEIRO = Persea americana Mill.  Sinônimos: abacado, abacateiro, Nome em outros idiomas: aguacate (esperanto); palta; bego; avocado, west indian avocado, ashue (ing); avocat, zabelbok (fr); avvocato (ital.); avocado (alem.).

Sinônimos botânicos: Laurus persea L., Persea americana var. angustifolia Miranda, Persea americana var. drymifolia (Schltdl. & Cham.) S.F. Blake, Persea americana var. nubigena (L.O. Williams) L.E. Kopp, Persea drymifolia Schltdl. & Cham., Persea edulis Raf. (nome ilegal), Persea floccosa Mez, Persea gigantea L.O. Williams, Persea gratissima Gaertn. (nome ilegal), Persea gratissima var. drimyfolia (Schltdl. & Cham.) Mez, Persea gratissima var. macrophylla Meisn., Persea gratissima var. oblonga Meisn., Persea gratissima var. praecox Nees, Persea gratissima var. vulgaris Meisn., Persea leiogyna Blake, Persea nubigena L.O. Williams, Persea paucitriplinervia Lundell, Persea persea (L.) Cockerell (nome inválido), Persea steyermarkii C.K. Allen.Persea americana C. Bauh

Família: Lauraceae.

Constituintes químicos: tanino; metil-eugenol; abacatina (princípio amargo); dopamina; quercitna; perseitol; proteínas; mucilagens; óleo essencial; flavonóides; estragol; anetol; possui quantidades variáveis de matéria insaponificável (máx. 2%); hidrocarbonetos, ácidos voláteis, esteróis (sitosterol, campesterol), aminoácidos; vitaminas (A, B, D, E, G) e lecitina. É rico em potássio, cálcio, fósforo e ferro. Abscisina (sementes).

Fruto: 20 a 25% de óleo, além de: ácidos graxos, hidratos de carbono, substâncias minerais, proteínas, ácido acético, ácido málico, carboidratos, dopamina, esparagina, metil-eugenol, d-perseitol, taninos e vitamina E.

Propriedades medicinais: adstringente, afrodisíaca, antianêmica, antidiarréico, anti-helmíntico, antiidade, antiinflamatória, anti-reumática, antioxidante, anti-séptico das vias respiratórias, anti-sifílica, antitênia, antiuricêmico, balsâmica, carminativa, cicatrizante, colagoga, colerética, depurativo, digestiva, diurético, emenagoga, emoliente, estomáquica, rejuvenescedora, tônica capilar, umectante, vermífuga, vulneraria.

Indicações: Rico em vitaminas e proteínas, é diurético, cicatrizante, abscessos, ácido úrico, afecções hepáticas, aftas, anemia, amidalite, artritismo, indisposição, infecções da bexiga, bronquite, cansaço, caspa, cefaléia, cistites, cólica histérica, diarréia, disenterias, dispepsia, distúrbios da digestão, diurético, dor de barriga, dor de cabeça, eczemas do couro cabeludo, edemas, eructações, estomatite, estresse, febre intermitente, flatulência, gases intestinais, gota, hepatite, hipertensão, inchaço dos pés, indigestão, inflamações dos dedos, nevralgia do trigêmeo, nutritivo, panarícios, queda de cabelo, reumatismo, infecções dos rins, rouquidão, secreções catarrais, sífilis, tosse, tuberculose, uremia, uretrites, varizes, verminoses, vesícula biliar, vias respiratórias, vias urinárias, regularizar o fluxo menstrual, ativar a excreção biliar, liberar a menstruação. A massa do abacate é fortificante dos cabelos e tem alto poder cicratizante.

Parte utilizada: folha, fruto, semente, óleo, botões florais. As folhas devem ser usadas secas porque as verdes causam palpitações cardíacas.

Contra-indicações/cuidados: A polpa é muito rica em calorias e deve ser evitada por quem faz dieta para perder peso. Já para atletas e malhadores de academias, desde de que orientados, é uma boa fonte de energia, substituindo com larga vantagem as mortais e venenosas margarinas e manteigas.

Uso culinário: Com a polpa, azeite de oliva e iogurte natural desnatado e uma pitada de sal marinho iodado se faz um delicioso e nutritivo creme que pode ser usado no lugar da manteiga, margarina e maionese industrializada.

Sem contra-indicações ao uso externo.

Efeitos colaterais: não encontrado.

Informações complementares:

– O fruto (polpa) e o caroço (semente) devem ser consumidos ainda frescos, podendo ficar na geladeira por algum tempo. A folha pode ser usada verde ou seca em geral para fazer chá.
– O chá da folha do abacateiro é diurético e carminativo (elimina gases intestinais) e ajuda a vesícula a liberar a bile, melhorando a digestão das gorduras. Evite tomar grandes quantidades diárias do chá (mais de 2 xícaras/dia), pois sendo diurético pode reduzir muita a pressão arterial em pessoas que tenham essa doença. Sendo diurético também procure tomar pela manhã e no máximo até 17 horas.

– O caroço (semente) tostado e moído bem fino combate a diarréia e a disenteria.

– A polpa do abacate é considerada afrodisíaca. Já no caroço (semente) concentra-se parte do poder de aumentar a libido. A polpa pode ser consumida com mel ou melaço de cana (use pouco) e recomendo evitar o uso de qualquer tipo de açúcar, seja o branco, invertido, demerado ou mascavo. Pode ser misturado com iogurte e outros alimentos.
A polpa é muito rica em nutrientes, vitaminas, sais minerais, antioxidantes e principalmente gordura boa. Suas gorduras são parecidas com as do azeite de oliva e seu teor de colesterol é irrisório ao contrário do que muita gente pensa. É boa para o coração e vasos.

O abacate escurece por ação do oxigênio do ar sobre os nutrientes contidos na polpa produzindo radicais livres. Assim acontece com a banana, a maçã, batata e outros vegetais depois de cortados quando perdem a proteção da casca que funciona como uma roupa protetora. Para evitar o escurecimento da polpa passe um pouco de limão, rico em vitamina C, que tem ação anti-radicais livres.

– As cascas são ricas em fitonutrientes que protegem as plantas contra a ação dos radicais livres. É por isso que deve-se comer a casca de algumas verduras e frutas. Com isso estamos consumindo seus nutrientes que também nos protege.

Mas existe um cuidado a ser tomado. Algumas frutas como o morango – um dos mais ricos em nutrientes, ao serem cultivados recebem uma carga muito grande de herbicidas que se acumulam exatamente na casca. Outros alimentos também tratados com muito herbicida são o tomate e a batata do reino. Procure comprar em feiras onde se vendem produtos sem uso de agrotóxicos e de boa procedência.

Do ponto de vista prático seu uso mais freqüente em fitoterapia é como chá diurético.

Afrodisíaco: O macerado do caroço (sem a folha, nem cânfora) preparado com vinho branco ou álcool de cereais para se obter um extrato também é usado como afrodisíaco. Deixar em infusão durante pelo menos 20 dias (quanto mais tempo melhor) em frasco de vidro escuro, protegido da luz. Procure agitar pelos menos uma vez ao dia. Depois de pronto pode-se tomar um cálice/dia.

Creme amaciante para face ou mãos:  Polpa do fruto maduro, mel de abelha. Amasse, faça uma massa cremosa (1/4 da polpa, 1 colher de sopa de mel de abelha). Aplique e deixe cerca de 30 a 40 minutos. Retire com água fria. Use pelo menos duas vezes por semana.

Dores de cabeça reumáticas e contusões: A folha e a semente picadas colocadas em repouso durante pelo menos 5 dias combate dores de cabeça, reumáticas e contusões.

Modo de usar: Uso interno

Infusão:

1 colher picada de folha, outra de semente ralada, 1 xícara de álcool de cereais a 60%, 1 pedra de cânfora; aplicar nas partes doloridas com chumaço de algodão. Essa infusão não deve ser bebida, é para uso tópico no local afetado.

– infusão: 50g de folhas em 1 litro de água. Tomar 1 xícara 3 a 4 vezes ao dia.
– infusão: 1 colher (sopa) de folhas ou flores picadas em 1 litro de água. Tomar 3 xícaras(chá) por dia. Tomar morno;
– brotos, por infusão: indigestão, libera a menstruação;
– caroço raspado: disenteria, depurativo;
– caroço, por infusão: anti-helmíntico;
– infusão das folhas secas: diurético, doenças renais, hepáticas e da bexiga, artritismo, gota e ácido úrico, ativar a excreção biliar, regularizar o fluxo menstrual, carminativa e antiséptico das vias respiratórias, nevralgias do Trigêmeo, antinflamatória, digestiva, doenças renais.
– extrato fluido: 2 a 10mL por dia;
– extrato seco: 1g ao dia;
– fruto in natura: obstipação intestinal, diurético, elimina cálculos renais, contra artritismo e contém muitas vitaminas.
– pó do caroço, diluido em água: dor de barriga, varizes.

Uso externo:
– decocção da semente ralada: compressas locais, várias vezes ao dia: antiinflamatória;
– caroço ralado e posto em álcool: fricções (contra reumatismo).

Plantio

Multiplicação: Reproduz-se por semente (ou mudas);

Cultivo: Plantio das sementes ou mudas o ano todo. Desenvolve-se em todo Brasil. Não tem preferência por solos, desde que seja corrigido o PH. Não se adapta em solos úmidos nem rasos. Possui diversos cultivares que se adaptam em diversos climas. Necessita de pelo menos 2 plantas para efetuar a reprodução das flores.

Colheita: Colhem-se os frutos quando maduros e as folhas mais verdes o ano todo.

Persea gratissima

Muito conhecido pelo seu fruto saboroso, nutritivo e usado em formulações cosméticas. Trata-se de uma árvore frondosa nativa da América Tropical.

Descrição : Planta da família das Laureáceas, também conhecida como abacado e pêra de advogado.

Trata-se de árvore grande, de até 20 metros de altura, muito elegante, de caule pouco reto, tendo a extremidade superior dos ramos e os brotos amarelo-tomerosos ou quase glabos, suas folhas são pecioladas, alternas, muito polimorfas, acuminadas, agudas ou agudo arrendodadas na base, penivervadasa, mais ou menos reticuladas; duas flores são pálidas ou branco-esverdeadas, muito pequenas, com periano quase sempre persistêntes, dispostas em corinbos cotonosos; o fruto é uma baga ovóide ou piriforme, de tamanho variáve, medindo até 20 centímetros de comprimento, contendo polpa verde, finíssima, comestível, envolvendo a semente, que é grande e globulosa, de cotilédones canosos e hemisféricos.

Utilização: Toda a planta.

Habitat: Nativas da América Tropical, México e América Central inúmeras variedades são cultivadas pelo mundo inteiro, Desenvolve-se em todo Brasil.

Plantio

Multiplicação: Reproduz-se por semente (ou mudas);

Cultivo: Plantio das sementes ou mudas o ano todo.

Não tem preferência por solos, desde que seja corrigido o PH.

Não se adapta em solos úmidos nem rasos.

Possui diversos cultivares que se adaptam em diversos climas.

Necessita de pelo menos 2 plantas para efetuar a reprodução das flores.

Colheita: Colhem-se os frutos quando maduros e as folhas mais verdes o ano todo.

Benefícios do abacate para a sua saúde:

Das folhas extrai-se remédio para reumatísmo, rins, bexiga, também serve para a limpeza do fígado, que pode estar saturado de gordura e toxicinas, devido a insuficiência hepática e retenção da bile.

A polpa do abacate pode ser usada como uma manteiga vegetal e no preparo de vários pratos, bem como uma máscara facial, amaciante para mãos e pele em geral e pomada cicatrizante de feridas.

A fruta também é apontada como emenagoga.

É um bom digestivo, o chá de suas folhas secas deve ser tomado depois das refeições, sem açúcar.

A hidratação com o creme de abacate para o cabelo é um estimulante para o crescimento capilar.

Proriedades : É excitane vesicular, balsâmico, carminativo, estomáquico, vulnerário, afrodisíaco, diurético, enemagogo e anti-sifílico.

Princípios Ativos:

Sacarina gordurosa e cerácea, resina cristalizada, substância albuminóide, e da perseita cristalizada é extraído um açúcar especial, carboidratos, substâncias amargas, perseitol, óleos essenciais, óleo fixo, mucilagens, taninos, pigmentos, carotenóides (amarelos) e clorofila (verdes);

O extraído óleo da polpa possui glicerídeos de ácido oleico (ácido graxo monoinsaturado) 61% a 95%; 10% de compostos insaponificáveis, esteróis e ácidos voláteis, vitamina D (excede a quantidade da manteiga ou ovos).

As sementes do abacate possuem ácidos graxos, álcoois, compostos insaturados excepcionalmente amargos.

As folhas do abacate possuem 3% de óleo essencial de estragol e anetol.

Efeitos colaterais:

Reação alérgica ao abacate – isoladas à boca ou à garganta (síndrome da alergia oral: coceira na boca, garganta e língua inchada), mais raramente acompanhadas de outros sintomas como dificuldade de respirar, constrição torácica, cólica abdominal e diarreia.

Sensibilidade alérgica cruzada existe entre o abacate e melão (tipo Cantaloupe), pêssego, banana, castanhas, tomate, batata e kiwi.

Sensibilidade cruzada também foi observada em pacientes com alergia ao látex da borracha natural e abacates.

Este tipo de sensibilidade cruzada também é chamada de síndrome látex-fruta ou alergia látex-fruta.

O mecanismo inflamatório mediado pelo IgE mostrou-se similar em produzir reações alérgicas ao látex, banana e abacate.

Modo de usar :

Antidiarréico, após cada evacuação : 4g de folhas frescas (1 colher de sopa para cada 1/2 xícara de água) em infuso para uso interno.

Como diurético : A dosagem é 2 vezes ao dia, sendo que, a última, deve ser tomada antes das 17:00 horas. A dose não deve ser excedida sob pena de queda acentuada da pressão arterial.

Articulações com osteoartrite : 30g de folhas frescas + 60g de sementes raladas na hora para 11 de álcool de cereais a 63° e após filtragem, acrescenta-se 4 pedras de cânfora. Essa tintura pode ser aplicada diretamente sobre partes doloridas.

Ativar as funções hepáticas e biliares : O infuso para é feito com folhas novas e tomado em jejum e 30 minutos antes do almoço.

Desintoxicação do fígado : faça um chá das folhas secas e tome-o em goles, de hora em hora, durante todo o dia, repetindo por 15 dias.

abacate
abacate- folhas Abacete - árvore abacate - frutos

Farmacologia:

Um número limitado de estudos indica que o abacate reduz o colesterol e melhora o quadro lipídico.

O abacate também aparenta reduzir os sintomas da osteoartrite.

Derivados da semente supostamente possuem atividade anti-tumorigenica em roedores.

Os abacates são frequentemente incluídos em dietas saudáveis e evidência de pesquisas sugere que o abacate é muito eficaz na modificação do perfil lipídico.

O óleo do abacate foi usado extensivamente por sua suposta habilidade de acalmar e cicatrizar a pele.

Este uso é baseado no índice elevado de hidrocarbonetos na polpa e no óleo, que é provavelmente benéfico à pele seca.

Um flavonol condensado isolado da semente foi relatado de ter atividade anti-tumorigênica em ratos e ratos de laboratório.

Diversos compostos insaturados alifáticos e oxigenados encontrados na polpa e na semente do abacate mostraram, invitro, uma atividade forte contra bactérias grampositiva, incluindo Staphytococcus aureus.

Em ratos, o abacate mostrou ter um efeito protetor na mucosa gástrica e também mostrou supressão experimental de danos hepáticos.

O mecanismo exato destas medidas protetoras está sendo investigado para uma potencial aplicação humana.

Interação medicamentosa:

Uma diminuição no efeito do anticoagulante da warfarina foi relatada em 2 pacientes após ingestão de abacate.

Os pacientes experimentaram uma queda no seu INR durante o consumo de abacate (100 e 200 g diariamente).

Quando o abacate foi eliminado da dieta a anticoagulação adequada foi restaurada.

Um paciente comeu abacate outra vez e experimentou uma nova diminuição no INR, que novamente aumentou quando o abacate foi eliminado da dieta.

Algumas espécies do gênero: Persea.

Perfil lipídico: Em um estudo randomizado, pacientes femininos escolheram entre uma dieta rica em ácidos graxos monoinsaturados, complementada com abacates ou uma dieta rica em carboidratos complexos. Após 3 semanas, a dieta de abacates resultou em redução do colesterol total comparado com colesterol inicial (redução significativa de 8.2%). O outro grupo também mos­trou uma redução no nível de colesterol total, porém não significativa (redução de 4.9%). Os níveis de colesterol LDL e apolipoproteína B mostraram uma re­dução somente no grupo que ingeriu abacates. Os autores concluíram que uma dieta rica em ácidos graxos monoinsaturados. suplementada com abacate, pode beneficiar os níveis de lipídios no sangue. Uma dieta vegetariana enriquecida com abacates mostrou-se efetiva na redução de triglicerídios e colesterol LDL, porém dietas vegetarianas não são recomenda­das incondicionalmente em pacientes dislipidémicos. Um estudo de pacientes com diabete mellitus tipo 2, demonstrou melhora do perfil lipídico e manutenção do controle glicêmico quando carboidratos complexos digestíveis foram parcialmente substituídos por ácidos graxos monoinsaturados, com o abacate sen­do uma das fontes principais. Osteoartrite: Dois estudos randomizados independentes, mostraram que uma combinação de compostos insaponifi-céveis provenientes do abacate/grão de soja reduz o uso de antiinflamatórios não esteróides em pacientes com osteodistrofia sintomática do joe­lho e quadril. A redução foi maior em pacientes com osteoartrite no quadril. Esta mistura foi usada para estudar a destruição de cartilagem. Estudos invitro e invivo mostraram que a mistura do abacate/grão de soja causa uma redução na produção espontânea de mediadores inflamatóri­os (por exemplo, prostaglandina E2) dos condrócitos. Esta combinação específica de abacate/grão de soja (abacate/ soja na proporção de 17 2), disponível em cápsulas na França, deve ser considerada uma dro­ga que altera os sintomas e que tem um efeito retar­dado e persistente. Toxicologia: O envenenamento de ruminantes por ingestão de abacate foi relatado na literatura. Esta toxicidade foi observada em pássaros e peixes. So­mente alguns casos de toxicidade por abacate foram publicados nos últimos 50 anos. Um artigo de revisão relatou que ratos alimentados com uma dieta com pro­porções de 1:1 de rações normais e semente de abacate seca, foi letal a todos os ratos. A quantidade de abacate ingerida variou de 10 a 14 g. Sinais de toxicidade tor­naram-se aparentes após 2 ou 3 dias e geralmente os  morreram nas 24 horas seguintes com hemorrágia no cérebro, nos pulmões e no fígado. No gado e em cabras, a toxicidade aguda foi caracterizada por uma cessação do fluxo de leite e mastite não-bacteriana. Em peixes, a morte foi causada em consequência de folhas que caíram em um lago. Embora o mecanismo específico da toxicidade não (foi) tenha sido concluído, cabras alimentadas com folhas (a) diminuem a produção de leite e aumentam os níveis das enzimas aspartato transaminase (AST) e desidrogenase lática (LDH).

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/

 

……….

ABACAXI 

 Ananas comosus (L.) Merr.  Sinônimos: abacaxizeiro, aberas, ananá, ananás-selvagem, ananás, ananaseiro, nanás, nanaseiro, pineapple, ananás, piña, ananas, abacascì, ananasso Del Brasile, ananas. Sinônimo botânico: Ananas ananas (L.) Voss, Ananas parguazensis L.A. Camargo & L.B. Sm., Ananas sativa Lindl., Ananassa sativa Lindl., Bromelia ananas L., Bromelia comosa L., Ananas sativus Schult. & Schult. F., Ananas lucidus Mill., Ananassa lucida Lindl., Ananassa bracamorensis Hort., Ananas erectifolius L.B. Sm., Ananas glaber Mill., Ananas mordilona Linden ex E. Morren, Ananas proliferus Hort. ex Baker, Ananas semiserratus (Willd.) Schult. F., Ananassa mordilona Linden, Ananassa semiserrata (Willd.) D. Dietr., Bromelia glabra Boerh. Ex Schult. F., Bromelia inermis Pers. Ex Steud., Bromelia lucida Willd., Bromelia semiserrata Willd., Bromelia subspinosa H.L. Wendl. Ex Schult. F.

Outros nomes populares: abacaxizeiro, aberas, ananá, ananás-selvagem, ananás, ananaseiro, nanás, nanaseiro; pineapple (inglês); ananás e piña (espanhol); ananas (francês); abacascì e ananasso Del Brasile (italiano); ananas (alemão).
Família: Bromeliaceae.

Constituintes químicos: bromelina, cinarina, triterpenos, saponinas, flavonóides, glicosídeos, sacarídeos, taninos e mucilagens. Cada 100 gramas de polpa do fruto contém 52 calorias, 0,4 gramas de proteínas, 0,4 gramas de fibras, 18 mg de cálcio, 8 mg de fósforo, 0,5 mg de ferro, 0,08 mg de vitamina B1, 0,02 mg de vitamina B2, 0,20 mg de niacina e 33,46 de vitamina C.

Propriedades medicinais: adstringente, anti-séptica, despigmentadora, digestiva, diurético, expectorante, lipolítica, regeneradora celular, rejuvenescedora.
Indicações: acidez estomacal, afecções das vias respiratórias, afecções da pele, azia, bronquite, estômago, gases, litíase, catarro mucoso das vias respiratórias, inflamação, neurastenia, tosse catarral; como esfoliante enzimático para ativar a circulação do corpo e promover a drenagem linfática; máscaras de tratamento para alisar cabelos crespos; peles oleosas e acnéicas; eliminação de manchas e sardas; celulite e gordura localizada.

Parte utilizada: folhas, frutos (bagos) maduros, casca.

Contra-indicações/cuidados: evitar o contato com os olhos, pois pode causar ardor e irritação. Não usar se estiver grávida nem em caso de úlcera gástrica.

Modo de usar: purê ou suco: peles oleosas e acnéicas; loções e compressas: auxiliar no tratamento de inflamações do rosto; máscara facial: ajudar na regeneração dos tecidos, eliminação de manchas e sardas; ingerido: afecções das vias respiratórias e da pele, bronquite e acidez estomacal, diurético brando, vermífugo, calmante da tosse e expectorante;

– é usado em cremes, géis e óleos de massagem para combater a celulite e gordura localizada;
– como esfoliante enzimático para ativar a circulação do corpo e promover a drenagem linfática;
– máscaras de tratamento para alisar cabelos crespos;
– as bromelinas, enzimas contidas nos frutos, na fabricação de pílulas para inflamação de tecidos;
– sucos da casca: doenças respiratórias.
– extrato: quantidade que contenha 80 mg de bromelina, três vezes ao dia.

……….

ABAJERÚ – Chrysobalanus icaco L.  Sinônimos: bajerú, guajerú, abajero, ajuru, ajuru-branco, ariu, cajuru, goajuru, guajiru, guajuru, oajuru. – Sinônimos botânicos: Chrysobalanus ellipticus Sol. ex Sabine, Chrysobalanus guianensis Klotzsch, Chrysobalanus icaco L., Chrysobalanus icaco var. ellipticus (Sol. ex Sabine) Hook. f., Chrysobalanus icaco var. genuinus Stehlé, M. Stehlé & Quentin, Chrysobalanus icaco var. pellocarpus (G. Mey.) Hook. f., Chrysobalanus interior Small, Chrysobalanus luteus Sabine, Chrysobalanus orbicularis Schumach., Chrysobalanus pellocarpus G. Mey., Chrysobalanus purpureus Mill., Chrysobalanus savannarum Britton, Prunus icaco Labat, Sorbus aucuparia L. – Outros nomes populares: bajerú, guajerú, abajero, ajuru, ajuru-branco, ariu, cajuru, goajuru, guajiru, guajuru, oajuru.

Família: Chrysobalanaceae.

Constituintes químicos:

Propriedades medicinais:

Indicações: blenorragia, crônica, diabete tipo 2, diarréia, leucorréia, reumatismo.

Parte utilizada:

Contra-indicações / cuidados:

Efeitos colaterais:

Modo de usar:

Algumas espécies do gênero:  Chrysobalanus

Outras informações: Cientistas brasileiros isolaram nas folhas de um arbusto conhecido popularmente como abajerú (Chrysobalanus icaco) uma substância anticancerígena, o ácido pomólico, capaz de destruir diversos tipos de tumores. O composto surpreendeu os pesquisadores ao apresentar atividade também contra células cancerosas resistentes a múltiplas drogas, uma característica considerada rara pelos cientistas. O grupo da UFRJ considerou a descoberta tão promissora que decidiu patentear a substância. O composto acaba de ser registrado no Tratado de Cooperação de Patentes, acordo internacional que cobre 122 países. A UFRJ ficará com 70% dos recursos gerados, enquanto os 30% restantes serão divididos entre as cientistas. Os próximos passos da pesquisa incluem testes de toxicidade em camundongos e a síntese artificial do ácido, já que o processo de purificação a partir do abajeru produz pouca quantidade. Como essas etapas são caras, a idéia é estabelecer um acordo com uma indústria farmacêutica, melhor equipada para esse tipo de tarefa.
A atividade anticancerígena foi constatada em laboratório, em testes realizados com linhagens de células de tumores de mama, cérebro, pulmão, intestino, laringe e medula. ‘O que mais chamou nossa atenção foi observar que a substância matava também linhagem de células de leucemia resistentes a múltiplas drogas’, afirmou a pesquisadora Cerli Rocha Gattass, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas, que está coordenando os testes. Uma característica particularmente valiosa do ácido, só encontrada em um número muito reduzido de compostos, é sua capacidade de afetar células com resistência a múltiplas drogas (MDR), principal causa da falha de quimioterápicos. A resistência a quimioterápicos normalmente usados no combate à doença é um problema sério porque praticamente inviabiliza o tratamento. Segundo os cientistas, substâncias capazes de matar a célula doente e, ao mesmo tempo, driblar a resistência são muito raras. No Brasil, não há nenhuma patenteada.

Usado popularmente no tratamento da diabetes, o abajeru, encontrado em regiões tropicais da África e América do Sul, foi alvo do estudo da pesquisadora Maria Auxiliadora Kaplan e sua aluna de doutorado, Raquel Oliveira Castilho, do Núcleo de Pesquisa de Produtos Naturais da UFRJ. A doutoranda isolou várias substâncias da planta, das quais três foram testadas para detectar atividade anticancerígena. O ácido pomólico foi o mais efetivo. “Ele atua induzindo a apoptose, a morte celular programada, nas células cancerosas”, explica a biofísica Cerli Rocha Gattass, chefe do Laboratório de Imunoparasitologia da UFRJ, que coordenou os testes. A substância apresenta ainda uma baixa letalidade de células normais, apenas 12% a 14%, e requer uma menor dose para surtir o mesmo efeito de outros quimioterápicos, como a cisplatina. A maneira pela qual o ácido consegue evitar a MDR ainda não está esclarecida. A resistência funciona a partir de proteínas que atuam como bombas, expulsando os medicamentos para fora da célula e reduzindo sua efetividade. “O ácido pomólico surpreendeu porque conseguiu afetar células de um tipo de leucemia que expressa MDR — uma das linhagens mais resistentes”, revela a biomédica Vivian Rumjanek, chefe do Laboratório de Imunologia Tumoral e que também coordenou os testes. O próximo passo é testar o composto em camundongos. O grupo da UFRJ espera que a substância desperte o interesse de alguma indústria farmacêutica para que, um dia, possa ser transformada em remédio. Os testes preliminares não demonstraram toxicidade. ‘Acreditamos que a substância tem um altíssimo potencial, tanto que investimos na patente’, afirmou Cerli. ‘Se tudo isso for confirmado, será de grande interesse para a indústria farmacêutica.’ A substância foi isolada por Raquel Oliveira Castilho, no Laboratório de Produtos Naturais da UFRJ. Sua atividade foi analisada por Cerli, Vivian Rumjanek e Janaína Fernandes.

Origem: O arbusto conhecido como abajeru é encontrado principalmente na África ocidental e nas áreas tropicais das Américas. Trata-se de planta que cresce essencialmente em regiões de restinga e é comum no Sudeste do Brasil. O abajeru é usado pela medicina popular no tratamento da diabetes, o que chamou a atenção dos pesquisadores para estudar seus compostos químicos. Coordenadora do grupo que analisa a atividade anticancerígena de uma substância isolada no abajeru, Cerli Gattass alerta, no entanto, que os cientistas estão testando um composto químico, extraído da planta em laboratório.

Cuidados: Há um risco de tomar o chá dessa planta. Em primeiro lugar porque ela não produz apenas essa substância mas também outras que são tóxicas. Em segundo, porque esse composto não está presente no chá’, afirmou. ‘Ou seja, quem tomar o chá não vai estar tomando a substância. Não adiantaria nada.’ Para a pesquisadora, a descoberta é importante por revelar o grande potencial da biodiversidade do país na produção de novos fármacos. Segundo a cientista, a planta, comum na América e na África Ocidental, já tinha um uso popular no tratamento do diabetes. Raquel de Oliveira Castilho, então estudante de doutorado no NPPN (Núcleo de Pesquisas de Produtos Naturais da UFRJ), passou a estudar as propriedades dos extratos e das moléculas do abajeru. Com ajuda de Castilho, hoje na Universidade Católica Dom Bosco, em Campo Grande (MS), Gattass notou que a planta tinha um verdadeiro arsenal biológico: suas moléculas tiveram efeito positivo contra diabetes e também contra bactérias, contra os parasitas causadores da leishmaniose e da doença de Chagas e, finalmente, contra o câncer.

A molécula que apresentou a ação anticancerígena, ácido pomólico, era desconhecida, conta Gattass. “Só havia seis trabalhos na literatura [científica], que apenas diziam que ele estava presente na planta”, afirma.

Com a ajuda da biomédica Vivian Rumjanek, também da UFRJ, a pesquisadora decidiu submeter o ácido a uma prova de fogo: o contato com linhagens de células de câncer resistentes a praticamente todo tipo de quimioterapia. No caso, os vilões celulares causam a chamada leucemia mielóide, um câncer das células sanguíneas. “Elas são selecionadas em laboratório para ficarem cada vez mais resistentes aos medicamentos, como ocorre no organismo de um paciente de verdade”, explica Rumjanek.Por razões ainda pouco conhecidas pelos cientistas, esse tipo de célula tem, na sua membrana, proteínas que funcionam como uma bomba, ejetando continuamente qualquer substância nociva para fora da célula. “Acontece que o ácido pomólico matava a linhagem toda e ia muito bem, obrigado”, brinca Gattass. O mesmo aconteceu quando a substância foi posta à prova contra cânceres de pulmão, mama, laringe, intestino e cérebro. Entre 70% e 90% das células cancerosas eram eliminadas. Como o ácido pomólico faz isso ainda não está claro. Estudos da estudante de doutorado Janaina Fernandes, orientada por Gattass, sugerem que a molécula gera uma pane nas mitocôndrias (usinas de energia das células). Segundo a biofísica, os efeitos do ácido em células normais são pequenos.

………….

ABIU  = Pouteria caimito (Ruiz & Pav.) Radlk.  Sinônimos: abieiro, abi, abi agulha, abiiba, abio, abiu-grande, abiurana, caimito, caimito abiurana, guta, cauje, temare, caimo, madura verde, luma, pomme-étoilée amazonienne, canistel, yellow star apple, eg g fruit, golden fruit tree.  Sinônimos botânicos; Achras caimito Ruiz & Pav., Achras guapeba Casar., Guapeba brasiliensis Steud., Guapeba caimito (Ruiz & Pav.) Pierre, Guapeba lasiocarpa (Mart.) Pierre, Guapeba laurifolia Gomes, Labatia caimito (Ruiz & Pav.) Mart., Labatia lasiocarpa Mart., Labatia reticulata Mart., Lucuma caimito (Ruiz & Pav.) Roem. & Schult., Lucuma huallagae Standl. ex L.O. Williams, Lucuma lasiocarpa (Mart.) A. DC., Lucuma laurifolia (Gomes) A. DC., Lucuma laurifolia var. reticulata (Mart.) A. DC., Lucuma temare Kunth, Lucuma ternata Kunth, Pouteria caimito var. laurifolia (Gomes) Baehni, Pouteria lasiocarpa (Mart.) Radlk., Pouteria laurifolia (Gomes) Radlk., Pouteria leucophaea Baehni, Pouteria temare (Kunth) Aubrév., Richardella temare (Kunth) Pierre

Família: Sapotaceae.

Origem: Brasil – Região Amazônica.

Características da planta:
Árvore: de até 10 m de altura, tronco de casca áspera, copa densa e esgalhada. Folhas lisas e brilhantes. Flores de coloração amarelo-avermelhada.

Fruto: De forma ovóide ou esférica, coloração amarela, casca lisa, apresentando látex leitoso que coagula em contato com ar. A polpa é translúcida, branca ou amarelada, mucilaginosa e doce. Encerra em seu interior de 1 a 4 sementes lisas e pretas.

Cultivo: Cresce espontaneamente na Amazônia, adaptando -se para cultivo nas regiões litorâneas do Oiapoque (AP) até Santos. Cultivada em quase todo o país, prefere solos profundos e humosos. Multiplica-se por sementes, produzindo 200 frutos por árvore, podendo atingir até 1.000 frutos. O abieiro é uma planta tropical, originária da região amazônica próxima às encostas andinas do Peru e do oeste da parte amazônica brasileira.

A árvore e seu fruto, o abiu, são facilmente encontrados na forma silvestre por toda a Amazônia: alguns exemplares do abieiro fazem até parte da arborização urbana da região enfeitando praças de Manaus, sendo também encontrados nas cercanias de Belém.Apesar de ser mais conhecido na Amazônia, o abieiro cresce e frutifica em quase todo o Brasil litorâneo, por onde se espalhou sem pedir licença. A forma da fruta difere bastante de uma variedade para outra, podendo ocorrer frutos inteiramente redon-dos, ovais e alongados, todos eles do tamanho aproximado de um ovo grande de galinha ou de pata. Sua superfície é lisa e contém uma polpa gelatinosa, branca ou amarelada, às vezes adocicada, às vezes sem sabor e, às vezes, para o prazer de muitos, dulcíssima.

O cultivo do abieiro é aparentemente simples, exigindo pouca fertilidade da terra e poucos cuidados, exceto quando a planta ainda é nova.Com 3 anos de idade inicia a frutificação, que se avoluma bastante a partir do quinto ano. Sendo o abiu fruto generoso, de árvore bonita e de abundante frutificação, basta um único abieiro num quintal caseiro para suprir toda uma família, seus agregados e vizinhos, da delicadeza dos sabores da fruta.Apesar de todas as suas excelências e qualidades, o abieiro permanece, no Brasil, como árvore frutífera de quintal e de pomares não-comerciais.

Constituintes químicos:

Propriedades medicinais: adstrigente, amarga, desinfetante, emoliente, nutriente, tônico.

Indicações: afecção pulmonar, anemia, diarréia, disenteria, dor de ouvido, febre, inflamação, malária, malária, otite, sapinho da boca de criança, terçol.

Parte utilizada: Azeite das sementes, polpa, folhas.

Contra-indicações / cuidados:

Efeitos colaterais:

Modo de usar:
Inflamações – Aplicar localmente cataplasma do azeite extraído das sementes.
Otite – Pingar algumas gotas do azeite do caroço do abiu, morno, Infelizmente este azeite não é fácil achar no mercado.
Pulmões, doenças crônicas do – Fazer refeições com a polpa do abiu cozida em água e sal. Utilizar morno, inclusive o caldo, ao qual se pode adicionar mel. Este caldo com mel pode ser tomado ao longo do dia, às colherada.

Algumas espécies do gênero: Pouteria

Curiosidades: Para Eurico Teixeira, o abiu, além de delicioso, muitas vezes se transforma em verdadeiro símbolo da pátria por levar, como bandeira, suas cores principais – o verde e o amarelo – pois algumas variedades apresentam sobre a casca amarela várias estrias verdes, que riscam o fruto no sentido longitudinal.

A fruta é aproveitada quase sempre in natura podendo, porem, ser conservada até uma semana, quando refrigerada, ou então, processada como geléia.

Como fruta fresca, deve ser consumida exclusivamente quando estiver bem madura e amarela, pois, do contrário, sua casca libera um leite branco e viscoso que adere aos lábios, provocando uma sensação bastante desagradável. Por outro lado, esse mesmo látex e um outro – que sai da casca da árvore -são utilizados na produção de cola e de remédios caseiros.

………..

ABÓBORA = Cucurbita moschata Duschene.ABÓBORA = Cucurbita pepo L., aboboreira, abobra, jerimum, jerimunzeiro, abobrinha italiana, abóbora-amarela, abóbora-da-guiné, abóbora-de-carne-branca, abóbora-de-carneiro, abóbora-grande, abóbora-moganga, abóbora-moranga, abóbora-de-porco, abóbora-porqueira, abóbora-quaresma, abobreira-grande, cabaceira, cucurbita-major-rotunda, cucurbita-potiro, girimum, jeremum, jurumum, zapalito-de-tronco, zapalo, erimum, jerui, pumpkin, abobra, courge, peperone, garten-kürbis. 
…………
ABRÓTANO = Artemisia abrotanum L. , aurônia, losna.
…………

ABRUNHEIRO: Prunus spinosa L., abrunheiro-bravo, pruneira, abrunheiro, schwarze schlehe, abruñero, prunellier, wildplum, prugnolo.

…………

ABUTA =Abuta grandifolia (Mart.) Sandw. – Sinônimos: abutua-verdadeira, buta, caapeba, panibaga, parreira-brava-da-praia, parreira-branca, orelha-de-onça, abuta preta, uva-do-mato, abutua-do-Amazonas, baga-da-praia, uva-do-rio-apa, jaboticaba-de-cipó, barbasco, imchich masha, butua, gasing-gasing.

…………

ABUTUA = Chondrodendron platiphyllum (A. St.-Hil.) Miers. – Sinônimos: butua, abutua, raiz-de-parreira-brava, uva-do-mato, jabuticaba-de-cipó.

…………

ACÁCIA = Acacia horrida (L.) Willd. – Sinônimos: carambuco africano, acacia búfalo de África, acacia espinosa, mimosa naranja, aromo de Africa, espina dulce, acácia, acacia, acacia blanca, espinillo.

…………

ACÁCIA-FALSA = Robinia pseudoacacia L. – Sinônimos: acácia, acácia-pára-sol, black locust, falsa acácia, robinie.

…………

AÇAFRÃO – Crocus sativus L. – Sinônimos: açaflor, açafrão, açafreiro, açafroeiro, saffron, azafrán, safran des Indes, zafferano, echter safran, safuran, za’faran, fan hun g hua, saffraan, zaforá, safran, szafran uprawny, safran, shafran, sáfrány, kunyit kerin g, kunyit kerin g, nghe, jafran, safrano.

…………

AÇAFRÃO da Terra ou Curcuma – Curcuma aromática L. – Sinônimos: cúrcuma, curcuma-selvagem. – Curcuma longa L. – falso-açafrão, gengibre amarelo, açafrão, açafroa, açafrão da terra, acafrão-da-índia, açafroeiro-da-índia, cúrcuma, curcumã, batatinha-amarela, gengibre-dourada, mangarataia, gelbwurzel, cúrcuma, curcuma, turmeric, curcuma, haldi. Outros nomes: falso-açafrão, gengibre-amarelo, açafrão, açafroa, açafrão-da-terra, acafrão-da-índia, açafroeiro-da-índia, cúrcuma, curcumã, batatinha-amarela, gengibre-dourada, mangarataia, gelbwurzel (alemão), cúrcuma (espanhol), curcuma (francês), turmeric (inglês), curcuma (italiano), haldi (índia). Nome Científico: Curcuma longa L. Nomes Botânicos: Amomum curcuma Jacq., Curcuma domestica Valeton, Stissera curcuma Raeusch. – Nome Farmacêutico: Rhizoma curcumae longae

Família:
Partes Usadas: Rizomas.
Sabor: Picante, amarga e quente.
Constituintes Químicos: ácidos graxos, açúcares, amido, carvona, cineol, curcumina, felandreno, glicose, niacina, óleos essenciais, resinas, riboflavina, saponina, substância amarga, tiamina, turmerona.
Propriedades Medicinais: tônico digestivo; colagoga; carminativa; emenagoga; calmante; hepática; analgésica; cicatrizante (uso tópico); anticancerígena, antireumática; antidiarréica; antiescorbútica; antiespasmódica; antimicrobiana, antioxidante; antitóxica; cicatrizante da pele; colerética; colerífera; cordial; digestiva, diurética; estomáquica, excitante; hepatoprotetora; hipocolesterolêmica; hipoglicemiante; laxante; litotríptica; resolutiva; alterativa; anti-helmíntico; antibiótico; anti-séptico (uso tópico); anti-hemorrágico (uso tópico); anti-micótico; antiinflamatório (uso tópico).
Indicações (Uso Interno): amenorréia; distúrbios da bexiga; cálculos biliares; dismenorréia; distensões abdominais e peitorais; epistaxia; espasmos; problemas do fígado; hematêmese; hematúria; hepatite; intensifica a circulação; micoses de pele; constipação; problemas dos rins; reumatalgias; sarampo; úlceras estomacais; aumenta o fluxo da bílis; irritabilidade; problemas oculares; regulador do metabolismo; alivio mucosidades; doença de Crohn; antiinflamatório de amplo espectro; edemas; icterícia; melhora a flora intestinal; purificador do sangue; intensifica a digestão de proteínas como leite, carnes e outros; diabetes; afecções das vias superiores; asma; bronquite; amidalite; faringite; sinusite; tosses; alergias respiratórias; anemia; convalescença; histerias (queimar como incenso); crise nervosa (cheirar como rapé).
Indicações (Uso Externo): acne; feridas; úlceras de decúbito; machucados; ferimentos em geral; artrites; eczemas; psoríases; alergias cutâneas; afecções da pele; pruridos; assaduras.
Indicações Pediátricas: não há relatos na literatura consultada.
Utilizações na MTC: ativa a circulação do Xue e quebra sangue congelado; promove circulação do Qi o Fígado; clareia calor no pericárdio e acalma o Shen; elimina vento, mucosidade e umidade; promove o fluxo do Qi; beneficia a Vesícula Biliar e reduz icterícia; elimina calor do Coração; utilizado na obstrução dos orifícios do Coração por fleuma-calor. Cozinhar com vinho para direcionar ação para o fígado e promover o fluxo de Qi. Torrar para diminuir ação refrescante nos casos de estagnação pelo frio. Limpa umidade calor do Jiao médio. Promove a transformação dos alimentos.
Classificação da Erva na MTC: Categoria 12 – Ervas que regulam o Xue.
Elemento predominante na MTC: Madeira
Atuação nos Canais: PC, C, BP, E, VB, IG e F
Ayurveda (Ação nos doshas): nome ayurvédico: Haridra/gauri. Reduz Kapha e Vata e equilibra Pitta. Atua em todos os tecidos (dhatus) em especial no circulatório, digestivo, respiratório e urinário. É um dos mais importantes medicamentos ayurvédicos. Promove a prosperidade e a conexão com a energia da Mãe Divina. Purifica os chakras intensificando a eficácia dos asanas durante as práticas de Yoga. Excelente antídoto de Ama do leite. Tonifica o agni digestivo. Evitar uso em crise de Pitta em excesso.
Rasa: Picante e amarga.
Virya: Quente
Vipaka: Picante
Informações em outros sistemas de saúde: Medicina antroposófica – Purificação e detoxificação das energias cristalizadas no duplo etérico, liberando o fluxo energético para o equilíbrio físico das células físicas e órgãos correlatos. Atua diretamente sobre todo sistema energético Baço-Pâncreas, incluindo seus canais energéticos, diminuindo assim a mucogenicidade tão perniciosa nos problemas respiratórios e patologias digestivas. Desobstrui os canais energéticos do fígado e vesícula biliar, favorecendo a boa função destes órgãos e beneficiando em todas as patologias correlacionadas com estes meridianos em todos os seus trajetos. Harmonização do chakra solar e de seus acessórios esplênico e hepático, com repercussão benéfica e direta sobre todos os problemas digestivos e indiretamente sobre os problemas respiratórios (chakra laríngeo) e cardiocirculatórios (chakra cardíaco).
Aromaterapia: ação antioxidante, bactericida, estimulante, recupera os músculos e as articulações, antifúngico, anti-micótico.
Floral:não há relatos na literatura consultada.
Homeopatia: utiliza-se o rizoma fresco. Nome de Curcuma, Curc.
Contra-indicações: na gravidez; quando não houver estagnação do Xue; na deficiência do Yin e do Xue; pode causar fotosensibilidade e erupções cutâneas em algumas pessoas. Evitar em hepatite aguda e icterícia. Pessoas com Pitta agravado.
Interações medicamentosas: incompatível com Aconitum spp. Evitar uso concomitante com antiinflamatórios, pois pode aumentar o risco de sangramentos. Potencializa efeito dos anticoagulantes, e pode provocar hemorragias em doses elevadas. Pode diminuir a ação de imunossupressores, quando usados concomitantes. Nos casos de sinusite, associar com batata infalível – Mandevilla velutina e Hydrastis canadensis. Nos casos de rinites, associar com sabugueiro – Sambuccus spp, Eucalyptus globulus e/ou Mikania glomerata. Pode ser útil nos casos dos cistos do ovário, junto com Artemísia vulgaris.
Uso Veterinário: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.
Doses: de 3 a 10g em decocção/dia; de 500mg à 2g em pó/dia.
Formulações: Creme vaginal para leucorréias – Curcuma longa extrato glicólico a 2% + Azadirachta indica extrato glicólico a 2% + Calendula officinalis extrato glicólico a 2% + óleo de melaleuca 2% + creme vaginal qsp 100g = Uso interno, com aplicador vaginal, 1 vez ao dia, por 10 dias consecutivos, evitando relação sexual neste período. Formulação em solução nasal para renite alérgica e sinusite – Em 100 ml de água destilada ou soro fisiológico, acrescentar 1 ml de própolis extrato aquoso, 2 ml de Curcuma longa DH1 ( em AD ), 1 ml de Pterodon emarginatus (sucupira) DH1 (em A dest.). Aplicar 5 a 10 gotas nas narinas 3 vezes ao dia. Evitar leite de vaca durante o tratamento. Preparo de alcoolatura – Usar 200g de rizoma fresco para 1 litro de álcool a 70%. Agitar diariamente por 10 dias de 30 segundos a 1 minuto. Deixar em repouso por 15 dias. Prensar e filtrar (filtro de papel). Acondicionar em recipiente de vidro escuro, com tampa de rosca, em ambiente fresco e com ausência de luz. Preparo do corante de açafrão – adicionar 20g do açafrão em pó em 100ml de água filtrada ou destilada. Agitar e deixar sedimentar. Eliminar a água. Repetir por três vezes. Secar em estufa ou em forno o sedimento final, não passando de 100oC. Após seco, o pó é macerado em álcool de cereais por 7 dias. Filtrar e usar a solução para colorir alimentos e bebidas.
Formulações populares: Preparado para vitiligo -. Em 1 litro de álcool 150g de Guatambu – casca, de casca ou raiz de mamica de cadela, de açafrão ( Curcuma ). Deixar em maceração por 3 a 5 dias, e com algodão passar nas lesões, tomando sol por 10 minutos após. Repetir este procedimento até pigmentação total ( Irmão Ita ). Preparado para psoríase – Em 1 litro de água ferver 1 colher de sopa das seguintes plantas : Cipó mil homens, Calunga, Curcuma ou açafrão, Alecrim de horta. Tomar 1 xícara de café 3 vezes ao dia. Para dor de garganta, polvilhar 1 colher (chá) de mel com pitadinhas de cúrcuma e lamber devagarinho.
Cultivo:
Planeta regente: Regente – Sol.
Indicações energéticas ou mágicas: certos povos utilizam em pinturas para afastar os maus espíritos. Emprega-se em amuletos com mesma finalidade.
Habitat: Sul da Ásia. Cultivada na China, Bengala e Java.
Informações clínicas e/ou científicas: Câncer de colo uterino – Em estudos clínicos com 80 casos de câncer de cérvix uterino, em vários estágios de estadiamento, revelou cura em 50% dos casos e redução significativa em 22% dos casos, pelo exame de Papanicolau e biópsia. Dispepsias – Em um estudo com a administração de 250mg de pó de cúrcuma 3 vezes ao dia, por 7 dias, melhorou os sintomas dispépticos em 86% dos casos. A curcumina inibe fortemente a peroxidação de gorduras, e quando associada aos alimentos, pode retardar sua deterioração.
Descrição botânica: Planta herbácea, que pode atingir cerca de um metro e meio de altura, e produz folhas oblogo-lanceoladas e grandes, de cor verde escuro intenso e brilhante, pecíolos compridos e bainhas invaginantes, sendo aromática quando amassada fresca; flores branco-amareladas, pequenas, dispostas em espigas longas; raízes em forma rizomatosa elíptica, consistência carnosa, com anéis de brácteas secas, sendo que cada rizoma mede até 10 cm de comprimento, e num corte transversal evidencia um coloração fortemente amarelada, com cheiro agradável, aromático e picante. Os rizomas se distribuem num pivô central periforme (ou arredondado), e suas ramificações secundárias lateralizadas, tendo o conjunto o aspecto visual de uma mão. A raiz principal tuberosa emite muitas raízes laterais, algumas das quais emitem folhas que podem dar origem a outra planta independente. A senescência das folhas, que culmina no inverno, é decorrente da retranslocação de nutrientes para os rizomas. Inflorescência cilíndrica ou longo-ovóide, com cerca de 12 a 15cm de comprimento e 4 a 6cm de diâmetro.
Toxicidade: Superdosagem acima de 30 g/dia pode ser neurotóxica (óleo essencial), e causar delírios e confusão mental.
Colaboradores: RODRIGO SILVEIRA – consultor em fitoterapia, professor e criador do ERVANARIUM • http://www.ervanarium.com.br/profissional/8/rodrigo-silveira
Observações: Na medicina Indiana, os rizomas geralmente fervidos (1-2 minutos) para produzir evaporação de possíveis tóxicos voláteis e depois então secados ao sol para serem moídos a pó. Essa prática não é habitualmente feita no Brasil e em outros países. Ao ser desidratada e moída, o pó da cúrcuma não deve ser armazenado em recipientes plásticos, sobretudo sacos plásticos, pois os princípios ativos reagem com o material, o qual adquire consistência pegajosa.
Fontes de pesquisa: http://www.venusinferns.biz/104-curcuma-oleo-essencial-curcuma-longa-.html • http://www.viaintegral.com/via2007/paginas/curcuma.htm • http://jardimcuidado.blogogi.com/page/5/ • http://www.plantamed.com.br/ •
http://www.soniahirsch.com/2009/04/curcuma-ou-acafrao-da-terra-todo-dia.html •
Carvalho, Ana Bandeira, As plantas e os planetas – a utilização das plantas medicinais na astrologia médica, Nova Era • The Ayurveda Encyclopedia – Swami Sadashiva Tirtha • Apostila de Fitoterapia Chinesa – Prof. Antonio de Bortolli – Delta Educação • Yoga of Herbs – Dr. David Frawlwy and Dr. Vasant Lad – Lótus Press • Fórmulas Mágicas – Dr. Alex Botsaris – Ed. Nova Era • Curas Herbais Chinesas – Henry C. Lu – Roca • Ayurveda – A ciência da longa vida – Dr. Edson D´Angelo e Janner Rangel Côrtes – Madras •
…………

AÇAFRÃO-DO-PRADO  – Colchicum autumnale L., – açafrão-do-outono, açafrão-dos-padros, CÓLQUICO, autumn crocus, cólchico, colchique d’automne, colchico d’autunno, mönchskappen.

…………

AÇAIZEIRO = Euterpe oleracea Mart. – açaí-do-pará, açaizeiro, assai, juçara, piná, palmito, acai palm, asaí, wassaï.

…………

ACANTO = Acanthus mollis L. – acanthus, pé-de-urso, acanthe, acanthus, bear’s breech, acanto, acanto, ala de ángel, carnerona, hierba gigante, harcuch-kanta.

…………

ACAPURANA =
Campsiandra laurifolia Benth. – acapú-do-igapó, manaiara, comandaçu, cumandá, comanda-açú, capoerana, acapurana-vermelha, acapurana-da-várzea, caacapoc, caacapoc-dos-aborigenes.

…………

ACARIÇOBA = Hydrocotyle umbellata L. – acaricaba, acariroba, barbarosa, erva-do-capitão.

…………

ACARIÇOBA =  Hydrocotyle bonariensis Lam. – erva-capitão.

…………

ACARIÇOBA = Hydrocotyle leucocephala Cham. e Schl. –  cicuta-falsa, erva-capitão-da-miúda, orelha-de-onça-rasteira.

…………

ACELGA = Beta vulgaris subsp. orientalis (Roth) Aell. –  beterraba-branca.

…………

ACEROLA = Malpighia glabra L. – cereja-das-Antilhas, cereja-de-barbados, acerola, cereza de Antilles, cerise d’Antilles, ciliegia di Antilles, acerola, Antilles cherry, Barbados cherry, cereso, cerezo, escobillo, health tree, huesito, Puerto Rican, cherry, West Indian cherry.

…………

AÇOITA-CAVALO = Luehea speciosa Willd.

…………

AÇOITA-CAVALO = Luehea divaricata Mart. – envireira-do-campo, caa-abeti, ivantiji, ivitinga, mutamba-preta, ubatinga, uvatinga, ivatinga, cacauei, vacona-do-campo, papeá-guaçu.

…………

ACÔNITO = Aconitum napellus L. – capacete-de-júpiter, capuz-de-frade, casco-de-júpiter, napelo. Acónito, anapelo, matalobos, nabillo del diablo, napelo, aconite, blue rocket, true monkshood, wolfsbane, bachnag, mithazahar, casque de jupiter, ts’ao-wu, wu-t’ou, aconito.

…………

AÇUCENA = Lilium candidum L. cajado-de-são-José, cebola-cecem, copo-de-leite, lírio-branco, lírio-dos-poetas.

…………

ADONIS = Adonis vernalis L. – adonis-da-primavera, Yellow adonis, false hellebore, ox-eye, peasant’s eye, sprin g pheasant’s eye, botón de oro, adonis, adonide primaverile, eléboro falso, ojo de perdiz.

…………

AGAR-AGAR = Gelidium corneum L.

…………

AGAVE = Agave americana L. Sinônimos: pita, piteira, caroatá-açu, gravatá-açu, piteira, agave americana, pite, agave, sisal agave, american aloe, american century plant, century plant, miracle of nature, spiked aloe, sisal, acíbara, alzabara, henequén, maguey, pita, pitera, lu-sung-ma, rakaspattah.

…………

AGÁRICO-BRANCO = Polyporus officinalis Fries. Sinônimos: white agaric, larch agaric, purgin g agaric.

…………

AGNOCASTO = Vitex agnus-castus L. Sinônimos: alecrim-de-angola, agno-casto, árvore-da-castidade, cordeiro-casto, flor-da-castidade, pimenteiro-silvestre, Agnocasto, Arbre aupoivre, Chaste tree, agnocasto, Ajerobo, casto, Jorobo, Gatillo, Sauzgatillo, Flor d’aloc, Simbla, Panjangusht, Ranukabija, Salitzuqui.

…………

AGONIADA = Plumeria lancifolia Muller Arg. Sinônimos: agonia, agonium, arapou, arapuê, arapuo, colônia, guina-mole, jasmim-manga, quina-branca, quina-mole, sacuíba, sucuba, sucuriba, sucuúba, tapioca, tapouca, tapuoca.

…………

AGRIÃO = Nasturtium officinale R. Br. – Sinônimos: agrião-d’agua-corrente, agrião-da-europa, agrião-da-fonte, agrião-da-ponte, agrião-de-lugares-úmidos, agrião-oficinal, berro, cardamia-jontana, cardomo-dos-rios, mastruço-dos-rios, saúde-do-corpo. Cresson, water-cress, crescione.

…………

AGRIÃO-DA-LAGOA = Nasturtium pumillum Cham. – Sinônimos: abecedaria, acmela, agrião-bravo, agrião-da-ilha-de-franca, agrião-da-mata, agrião-do-mato, agrião-mouro, agrião-do-Pará, agrião-silvestre, berro-do-prato, botão-de-ouro, cardamina-do-prato, egrio, erva-do-esforço, erva-das-crianças, erva-de-malaca, jambo, jambo-açú, jambo-rana, malaca, mastruço, mastruço-do-Pará, nhambu, pimenta-da-costa, pimenta-do-Pará, rainúnculo-brasileiro.

…………

AGRIÃO-DO-BREJO = Nasturtium officinale R. Br.

…………

AGRIMÔNIA = Agrimonia eupatoria L. – Sinônimos: eupatória, erva-dos-gregos, erva-hepática, aigremoine, agrimony, agrimont, church steeples, churchsteeples, cockleburr, philanthropos, sticklewort, agrimonia, eupatorio, hierba de San Guillermo, agrimonia, amores pequeños, amoricos.

…………

AGUAPÉ = Eichhornia azurea Kunth. – Sinônimos: aguapé-de-baraço, aguapé-de-canudo, aguapé-de-cordão, baroneza, camalote, colhereira, dama-do-lago, jacinto-d’água, lírio-d’água, murere, mureré-de-flor-roxa, mureré-orelha-de-veado, mureru, mureru-orelha-de-veado, mureru-de-flor-roxa, muriru, murure, murumuru, orelha-de-veado, rainha-dos-lagos, pareci.

…………

AGUAPÉ = Eichhornia crassipes (Mart.) Solms. – Sinônimos: aguapé-de-flor-roxa, baroneza, camalote, dama-do-lago,jacinto-d’água, murerê, mureru, muriru, murumuru, mururé-de-canudo, orelha-de-veado, orquídea-d’água, parecí, pavoã, rainha-dos-lagos.

AIPO = Apium australe Thou. Sinônimos: aipo-d’água, aipo-doce, aipo-do-rio-grande, aipo-dos-pântanos, ápio, celeri, salsão. Apium graveolens L. Sinônimos: sansão, salsão-selvagem, aipo-do-rio-grande, aipo-d’água, aipo-doce, aipo-bravo, aipo-hortense, aipo-dos-pântanos, aipo-rebano, aipo-silvestre, celeri, ápio, aipo-cultivado, echter sellerie, apio, céleri, celery, sedano.

…………

AJOWAN = Trachyspermum copticum (L.) Link. Sinônimos: orégano-semente, semente-de-orégano. Adiowan, ajowan, indischer kümmel, königskümmel, ajowan, ajwain, omam, ajwain, bishop’s weed.

…………

AJUGA = Ajuga reptans L. Sinônimos: ajugaíba, búgula, consolda média, erva-de-são-léo, erva-de-são-lourenço, erva-férrea, jujuba, língua-de-boi, common bugle, ajuga, bugle, consuelda media.

…………

ALAMANDA = Allamanda cathartica L.  –  “Tóxica” Sinônimos: alamanda-de-flor-grande, alamanda-de-flor-grande-amarela, buiussu, camendará, cipó-de-leite, comandara, comandau, dedal-de-dama, orélia, orélia-grandiflora, purga-de-quatro-pataca, quatro-pataca, quatro-pataca-amarela, santa-maria, sete-pataca, common allamanda, yellow allamanda, monette jaune, orélie de guyane, grelie, liane à lait, canário, cantiva.

…………

ALAMANDA-DE-JACOBINA = Allamanda blanchetti DC. – “Tóxica”. Sinônimos: alamanda-de-blanchet, alamanda-cheirosa, alamanda-roxa, emeto, orelia, rosa-do-campo.

…………

ALECRIM = Rosmarinus officinalis L. Sinônimos: alecrim-da-horta, alecrim-de-jardim, alecrim-de-cheiro, alecrim-rosmarinho, alecrim-rosmarino, alecrinzeiro, erva-da-graça, libanotis, rosmarino, rozmarim, roris marini, rosemary, romero, romarin, ramerino, rosmarin.

…………

ALCAÇUZ = Glycyrrhiza glabra L. Sinônimos: glicirriza, salsa, regoliz, regaliz, pau-doce, raiz-doce, alcaçus, alcaçuz-da-europa, alcaçuz-glabro, madeira-doce, deutsches süssholz, orozus, regalicia, licorice, liquirizia comune. Periandra mediterranea (Vell.) Taub. Sinônimos: alcaçuz-da-terra, alcaçuz-do-cerrado, raiz-doce,  cipó-em-pau-doce, alcaçuz-do-brasil, uruçuhuê.

…………

ALCACHOFRA = Cynara scolymus L. Sinônimos: cachofra, alcachofra-hortense, alcachofra comum, alcachofra cultivada, alcachofra de comer, alcachofra rosa, artischocke, alcachofa, artichaut, artichoke, carciofo.

…………

ALCANFOREIRA = Laurus camphora. Sinônimos: canforeira, erva-cavaleira, rabugem-de-cachorro, alcanforero.

…………

ALCAPARRA = Capparis spinosa L. Sinônimos: alcaparreira, kaperstrauch, al-kábar, alcaparra ou alcaparrón, câpre, caper, spineless caper, càppero, coppari.

…………

ALCARÁVIA = Carum carvi L. Sinônimos: cominho, cariz, cominho-armênio, alcaravea, alcarovea, alquirevia, cominho-de-montanha, cominho-dos-prados, cominho-romano, cuminho, quirivia, wiesen-kümmel, alcarávea, cumin, caraway, carvi, krishnajira.

…………

ALECRIM-DA-SERRA = Dicliptera aromatica L. Sinônimos: alecrim-tabuleiro.

…………

ALECRIM-DE-CABOCLO = Baccharis sylvestris L.

…………

ALECRIM-DE-CAMPINAS = Holocalyx glaziovii L. Sinônimos: alecrim, pau-alecrim.

…………

ALECRIM-DO-BREJO = Caconapea gratioloides Cham.

…………

ALECRIM-DO-CAMPO = Baccharis dracunculifolia DC. Sinônimos: alecrim-de-vassoura, carqueja, cilca, vassoura, vassoureira, vassourinha.

ALECRIM-DO-CAMPO = Lantana microphylla Mart. Sinônimos: alecrim-bravo, alecrim-do-sertão.

…………

ALECRIM-PIMENTA = Lippia sidoides Cham. – Sinônimos: alecrim-grande, estrepa-cavalo.

…………

ALFACE = Lactuca sativa L. Sinônimos: grüner Salat, lechuga, laitue, lettuce, lattuga coltivata, leituga.

…………

ALFACE-D’ÁGUA = Pistia stratiotes L. Sinônimos: mururé, pajé, erva-de-santa-luzia, flor-d’água, gôlfo, lentilha-d’água, mururé-pagé, pagé, pasta, repolhinho-d’água.

…………

ALFARROBA = Prosopis juliflora (Sw.) DC. Sinônimos: alfarrobeira, algarobia, algarrobo, goma-de-mesquite, mesquite.

…………

ALFARROBEIRA = Ceratonia siliqua L. Sinônimos: ceratonina, siliqua, garrover. garrofer, algarrobo, carob, locust tree.

…………

ALFAVACA-DO-MATO = Hyptis brevipes Poit. Sinônimos: fazendeiro, hortelã-brava, alfavaca-do-mato.

…………

ALFAZEMA = Lavandula officinalis Chaich. Sinônimos: lavanda, lavande, lavândula, echter lavandel, espigolina, lavande, lavender, lavanda vera, spigo, fior di spigo, flores spicae.

…………

ALFAZEMA = Lavandula sp. Lavandula spicata L.

…………

ALGAS = Macrocystis pyrifere

…………

ALGODÃO = Gossypium arboreum L. Sinônimos: algodão-do-pantanal, amaniú, muginha.

…………

ALGODÃO = Gossypium hirsutum L. Sinônimos: algodoeiro, algodão-bonito, algodão-de-malta, algodão-herbáceo, algodoeiro, amaniu, cotton, alcotón, coton, nanchina, baumwolle.

…………

ALGODÃO-BRAVO = Ipomoea carnea Jacq. Sinônimos: algodão-de-pântano, algodoeiro-bravo, canudo-de-pito, campainha, mata-pinto, majorana, salsa-branca, salsão, mata-cobra.

…………

ALGODÃO-DO-BREJO = Hibiscus bifurcatus Cav. Sinônimos: algodoeiro-do-brejo, amaniu-rana, amanduerana, amanduerana-bravo, campainha-de-canudo, faja, fajan, fanjan, fanja-maioranta, majorona, malva-vinagreira, mamorana, mata-cobras, mata-pinto, quiaborana, vacina-do-brejo, vinagreira-do-campo, uaicima-do-brejo.

…………

ALHO = Allium sativum L. Sinônimos: alho-comum, alho-da-horta, alho-hortense, alho-manso, garlic, cultivated garlic, ajo, ail, aglio, aglio comune, ail, hsiao-suan, lasan.

…………

ALHO-PORÓ = Allium porrum L. Sinônimos: porró, alho francês, leek, garden leek, poireau, ajo porro, puerro, pulantu, dungali, kânda, pyaz, san-chiu, tsun g.

…………

ALHO-SILVESTRE = Nothoscordum bivalve (L.) Britton.

…………

ALMECEGA-CHEIROSA = Protium heptaphyllum (Aubl.) Marchand. Sinônimos: almecega, almecega-do-Brasil, almecega-brava, almecega-verdadeira, almecega-vermelha, almecegueiro, almecegueiro-bravo, almicar, aime, árvore-do-incenso, aronaou, breu-almecega, breu-branco, breu-branco-do-campo, breu-janaricica, cicantaa-ihua, elmi, elmi-do-Brasil, elemieira, erva-feiticeira, goma-limão, guapohy, guapoy-ici, ibicaraica, icaraiba, icica, icica assu, icicariba, icenso-de-cayena, mescla, mirra, pau-de-breu, resina-icica, tacaamaca, tei, ubiraciqua, ubirasiqua, almesca.

…………

ALMÍSCAR = Malva moschata L. Sinônimos: malva-almiscarada. musk mallow, mauve musquée.

…………

ALPINA = Alpinia galanga (L.) Willd. Sinônimos: galanga, gengibre-selvagem, galangal, greater galangal, galanga, galanga grande, saphed-panaki-jhad, hung-tou-k’ou.

…………

ALQUEQUENJE = Physalis alkekengi L. Sinônimos: erva-noiva, cereja-de-judeu, cereja-de-inverno, groselheira-do-cabo, erva-pedra, erva-das-serpentes, maçã-do-amor.

…………

ALQUEMILA = Alchemilla vulgarisL. Sinônimos: pé-de-leão, alquemila, pie de léon, alchemile, ladies mantle, alcemila, alquemila, pie de león.

…………

ALTÉIA = Althaea officinalis L. Sinônimos: malva-branca, malva-do-pântano, malvaísco, malvarisco, altea, bismalva, hierba cañamera, malvavisco, malbaxuri, mauve blanche, guimauve, altea comune, k’uei, risha-i-khinni, gulkhairo, common marsh-mallow, marshmallow, mortification root, sweet weed, wymote.

…………

AMAJOUVA = Aiouea brasiliensis Meissn.

…………

AMAPÁ = Parahancornia fasciculata (Poir.) Benoist.Sinônimos: amapá-amargo.

…………

AMAPÁ-DOCE = Brosimum potabille Ducke. Sinônimos: amapá-da-várzea, leiteira.

…………

AMBROSIA = Ambrosia tenuifolia L. Sinônimos: absinto-selvagem, ambrosia-americana, artemija, artemisia, carprineira, cravo-da-roça, cravorana, losna-selvagem, slim-leaf burr-ragweed.

AMEIXEIRA-DA-BAIA = Ximenia americana L. Sinônimos: ambuy, ameixa-da-baia, ameixa-da-terra, ameixa-de-espinho, ameixa-do-brasil, ameixa-do-Pará, espinheiro-de-ameixa, limão-bravo-do-brejo, sândalo-do-brasil, umbu-bravo.

AMEIXEIRA-PRETA = Prunus domestica L.

AMENDOEIRA = Amygdalus communis L.

AMÊNDOA-AMARGA = Amygdalus communis var. amara DC. Sinônimos: amendoeira, alemendro, amandier, almond tree, màndorlo, mandelbaum.

AMÊNDOA-DOCE = Amygdalus communis var. dulce. Sinônimos: amêndoa-doce, alemendro, amandier, almond tree, sweet almond, màndorlo.

AMENDOIM = Arachis hypogaea L. Sinônimos: amendoí, jinguba, mancarra, mandobi, mandubi, mendubi, menduí, mindubi, mindubim, erdnub, maní, cacahuete ou amendoim, cacahuète, pistache de terre, arachide, peanut, arachide.

AMENDOIM = Arachis helodes Mart. ex Krapov. & Rigoni. Sinônimos: amendoí, jinguba, mancarra, mandobi, mandubi, mendubi, menduí, mindubi, mindubim, erdnub, maní, cacahuete ou amendoim, cacahuète, pistache de terre, arachide, peanut, arachide.

AMIEIRO = Alnus glutinosa (L.) Gaertn. Sinônimos: amieiro erle, aliso, alno, humero, aune, alder-tree, black alder, common alder, english alder, european alder, owler, alno.

AMOR-CRESCIDO = Portulaca pilosa L.

AMOR-DO-CAMPO = Desmodium axillare (Sw.) DC.

AMORA-BRANCA = Morus alba L Sinônimos: amora, white mulberry, Amoreira-branca.

AMORA-PRETA = Morus nigra L. Sinônimos: amora, mulberry, blackberry, morera, mûrier noir, mora, maulbeerbaum, moral.

AMORA-PRETA = Rubus brasiliensis Mart. Sinônimos: amora-verde, amoreira-da-selva, amoreira-do-mato, framboesa-negra, sarca-amoreira.

AMOREIRA = Alorus alba L. Sinônimos: morera.

ANABI = Potalia amara Aubl.

ANDIROBA = Carapa guianensis Aubl. Sinônimos: andiroba-saruba, andiroba-branca, andiroba-do-igapó, andirava, aruba, saruba, canapé, caoba bastarda, caoba brasileira, carapá, castanha-mineira, carape, carape, caropá, carapinha, comaçari, fava-de-santo-inácio-falsa, genriroba, iandiraba, iandirova, jandiroba penaíba, nhandiroba, requia, andiroba, crabwood, andiroba.

ANDROSEMO = Hypericum androsaemum L. arcangélica, erva-de-espírito-santo, jacinto-da-índia, polianto, raiz-do-espírito-santo, angélique, ch’ien-tu, echte engelwurz, angélica, hierba de los ángeles, hierba del espíritu Santo, archangelica, angelica, angelica arcangelica, archangelicae.

ANÊMONAS = Pulsatilla pratensis (L.) Mill. Sinônimos: anemone, anémona, anemone, wind-flower, anémone, anèmone.

ANGÉLICA = Angelica archangelica L. Sinônimos: arcangélica, erva-de-espírito-santo, jacinto-da-índia, polianto, raiz-do-espírito-santo, angélique, ch’ien-tu, echte engelwurz, angélica, hierba de los ángeles, hierba del espíritu Santo, archangelica, angelica, angelica arcangelica, archangelicae.

ANGÉLICA = Angelica sylvestris L. Sinônimos: angelica-de-rama.

ANGELICÓ = Aristolochia trilobata L. Sinônimos: angelicó, calunga, capa-de-homem, contra-erva, erva-de-urubú, papo-de-perú, urubú-caá, jarrinha, mil homens.

ANGELIM = Vouacapoua americana Aubl. Sinônimos: acapú, pitangueira, Bruinhart, Sarabebeballi, Wacapou.

ANGELIM =  Andira anthelminthica Benth. – “Tóxica”. Sinônimos: angelim-amargo, andiraíba, angelim-de-folha-grande, angelim-macho, nagelim, pau-de-morcego, angélin, andira, cabbage bark, cabbage tree.

ANGICO = Anadenanthera peregrina (L.) Speng. Sinônimos: paricá, angico-de-curtume, paricá-da-terra, paricá-de-curtume, paricá-do-campo, angico-branco, cambuí, niopó.

ANGICO = Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan. Sinônimos: acácia-angico, acácia-virgem, angico, angico-bravo, angico-castanho, angico-de-casca, angico-do-campo, angico-fava, angico-preto, angico-rajado, arapiraca, cambuí, cambuí-ferro, corupa, guarapiracaí, paricá.

ANGUSTURA = Cusparia angostura (Spreng.) A. Lyons.

ANGUSTURA = Galipea officinalis J. Hancock. Sinônimos: angustura, angostura.

ANIL = Indigofera suffruticosa Mill. Sinônimos: anil-do-campo, anileiro, anileiro-da-índia, anileiro-verdadeira, caá-chica, caá-chira, caá-obi, caá-timbó, caobi-índigo, guajaná-timbó, índigo, indigueira, naileiro, timbó-mirim, timbozinho.

ANIS-ESTRELADO = Illicium verum Hook F. Sinônimos: anis-verdadeiro, anis-da-sibéria, badiana, badiana-de-cheiro, funcho-da-china, anise star, badiane-anis, étoilé.

ANTENÁRIA = Antennaria dioica (L.) Gaertn. Sinônimos: pé-de-gato, catsfoot, stoloniferous pussytoes, katzenpftchen, peu de gat, pota de gat, pie de gato, ylesivec dvojdomy.

APARINE = Galium aparine L.

APII = Dorstenia asaroides Gard. Sinônimos: apihy, apehy, carapiá, caapiá-verdadeiro, caapiá-açú, chuoachupa, conta-de-cobra, contra-erva, liga-osso, tapaaré, teju-açú, tiu.

AQUILEA = Aquilegia vulgaris L. – “Tóxica”. Sinônimos: aquilégia, european columbine, granny’s bonnets, aquilegia, aquileña, aquilea.

ARAÇAZEIRO = Psidium araça Raddi. Sinônimos: araça-paulista, araçá-verdadeiro, guayaba llanera, brazilian guava, peruvian guava, guava peruvian, wild guava, guyana-guave.

ARÁLIA = Aralia nudicaulis L. Sinônimos: salsaparilha-falsa, small spikenard, false sarsaparilla, wild sarsaparilla, american sarsaparilla.

ARARUTA = Maranta arundinacea L. Sinônimos: agutiguepa, agutiguepe, araruta-caixulta, araruta-comum, araruta-especial, araruta-gigante, araruta-palmeira, araruta-raiz-redonda, araruta-ramosa, aru-aru, embiri, arrow-root, maranta arruruz, dictame, maranta, arrowrootpflanze.

ARATICUM-BRAVO = Annona glabra L. Sinônimos: araticum, araticum-da-praia, articum-cortiça, araticum-de-boi, araticum-do-brejo, araticum-caca, araticum-de-jangada, araticum-de-mangue, araticum-d’água, araticum-da-lagoa, araticupana, maçã-de-cobra, mulato, caroáo, pond apple.

ARGENTINA = Potentilla anserina L Sinônimos: ansarinha, Silverweed, Silverweed Cinquefoil, Five-finger grass, Five-leaf grass, Goose grass, Goose Tansy, Moor Grass.

ARNICA = Arnica chamissonis Less Sinônimos: arnica flowers, arnica root, leopard’s bane, mountain arnica, mountain tobacco, wolfsbane.

ARNICA = Arnica montana L. Sinônimos: arnica-das-montanhas, arnica-verdadeira, panacéia-das-quedas, quina-dos-pobres, tabaco-de-montanha, tabaco-dos-saboianos, arnica-verdadeira, echte arnika, arnica, arnicae.

ARNICA-BRASILEIRA = Solidago microglossa DC. Sinônimos: arnica, arnica-brasileira, arnica-da-horta, arnica-de-terreiro, arnica-do-brasil, arnica-silvestre, erva-federal, erva-lanceta, espiga-de-ouro, federal, flecha, lanceta, macela-miúda, marcela-miúda, rabo-de-foguete, rabo-de-rojão, sapé-macho.

ARNICA-DO-CAMPO = Eupatorium maximilianii Schrader.

ARNICA-DO-MATO = Wedelia paludosa DC. Sinônimos: cura-tombo, margarida, margaridão, mal-me-quer, malmequer-do-brejo, picão-da-praia, ponta-livre, vadélia, vedélia.

ARNICA-MINEIRA = Lychnophora pinaster Mart. Sinônimos: arnica.

ARNICA-PAULISTA = Porophyllum ruderale (Jacq.) Cass. Sinônimos: couve-marinho, couvinha, erva-fresca, couve-cravinho, arnica-do-mato.

ARRUDA = Ruta graveolens L. Sinônimos: arruda-doméstica, arruda-dos-jardins, ruta-de-cheiro-forte, ruda, rue, common rue, garden rue, german rue, herb-of-grace, countryman’s treacle, herbygrass, aruta, somalata, sadab, weinraute.

ARTEMÍSIA = Artemisia annua L. Sinônimos: erva-de-são-joão.

ARTEMISIA = Chrysanthemum parthenium (L.) Bernh. Sinônimos: artemigem-dos-jardins, artemijo, artimijo, camomila-pequena, macela-da-serra, macela-do-reino, margaridinha, matricária, monsenhor-amarelo, piretro-do-cáucaso, artemísia dos ervanários, artemísia romana.

ÁSARO = Asarum europaeum L. Sinônimos: ásaro haschwurz, assaret, asarum, asarabacca, hazlewort, wild nard, asaro.

ASPARGO = Asparagus officinalis L. Sinônimos: espargo, melindre, aspargo-hortense, spargel, esparraguera, asperge, asparagus, asparago.

ASPÉRULA-ODORÍFERA = Galium odoratum (L.) Scop.

ASSACÚ = Hura crepitans L. Sinônimos: uassacú, árvore-do-diabo, catauá, no-perú, acaçú.

…………

ASSAFÉTIDA = Ferula assa-foetida L. Sinônimos: férula, funcho-gigante, esterco-do-diabo.

…………

ASSAPEIXE = Vernonia ferruginea Less. / Vernonia grandiflora Less.Sinônimos: mata-campo, urtiga-do-brasil.

ASSAPEIXE = Vernonia polyanthes Less. Sinônimos: assa-peixe-branco, cambará branco, cambará-guaçú, cambará-guassú, chamarrita.

…………

ASTRAGALO = Astragalus membranaceus Moench. Sinônimos: astragalus, hun g qi.

…………

AVEIA = Avena sativa L. Sinônimos: aveia-cultivada, aveia hafer, avena, avena, avoine, avoine, common oat, oats.

…………

AVELà= Corylus avellana L. Sinônimos: aveleira, hazel nut, avellana, noisetier, nocciola, haselnuss.

…………

AVELOZ = Euphorbia tirucalli L. Sinônimos: almeidinha, árvore-de-são-sebastião, árvore-do-coral-de-são-sebastião árvore-do-lápis, avelós, cassoneira, cega-olho, coral-de-são-sebastião, coral-verde, coroa-de-cristo, dedinho, dedo-de-diabo, dente-de-cão, espinho-de-Cristo, espinho-de-judeu, espinho-italiano, graveto-do-diabo, labirinto, mata-verrugas, pau-pelado, pinheirinho, pau-liso, pau-sobre-pau, solitärpflanze, árbol de los dedos, petroleum plant, euphorbea.

…………

AVENCA = Adiantum capillus-veneris (L.) Diels. Sinônimos: avenca-comum, avenca-do-canadá, cabelo-de-vênus. Culantrillo, capillaire, maidenhair, capelvenere.

…………

AVENCA = Adiantum raddianum C. Presl. Sinônimos: cabelo-de-vênus, avenca-comum, avenca-do-Canadá.

…………

AZEDINHA = Rumex acetosa L. Sinônimos: língua-de-vaca, azedeira, azeda-comum.

…………

AZEITONA = Olea europaea L. Sinônimos: azeitona, oliveira, olive, oliva, olivo, ölbaum.

…………

AZEVINHO = Ilex aquifolium L. Sinônimos: azevim, azevinho-espinhoso, espinha-sempre-verde, zebro, pica-folha, pica-rato, visqueiro, aquifólio, teio, vidreiro, acedo, congonha, stechpalme, stechhülse, acebo, arbre de visc, arbre de mal fruit, grèvol, coscoll de vesc, agrifoglio.

…………

BABA = Solanum agrarium Sendt.

Sinônimos: bobo, bobo-frita, bombão, arrebenta-boi, arrebenta-cavalo,
jurubeba-do-campo, joa, juceri-baba, juá-do-norte, juá-bravo, juá-amarelo,
joazeiro-bravo, joa-ti, camapu, melancia-brava, melancia-da-praia,
minola.

BABOSA =
Aloe arborescens Mill.Sinônimos: aloé, alóe-candelabro, babosa-de-arbusto, erva-babosa, erva de
azebra, caraguatá, caraguatá-de-jardim.

BABOSA =
Aloe harlana Reynolds.

BABOSA =
Aloe humilis (L.) Mill.

Sinônimos: babosa-caraguatá, erve-babosa, aloe africana, Acibar, aloès,
bitter aloes, aloe.

BABOSA =
Aloe maculata All.

BABOSA =
Aloe vera (L.) Burm. f.

Sinônimos: aloé vulgaris, aloé barbadensis, caraguatá, erva babosa, aloé
perfoliata, babosa-de-botica, babosa-folha-miúda, babosa-de-jardim, caraguatá-de-jardim.
Aloes, aloe, áloe, aloés.

BABOSA-DE-PAU =
Philodendron martianum Engl.

Sinônimos: babosa-de-árvore.

BACOPA =
Bacopa aquatica Aubl.

Sinônimos: pacoba, pacobeira, pacova.

BACUMIXA =
Sideroxylum vastum F. All.

Sinônimos: bacomixa, bacomicha, bacomica.

BACUPARI =
Rheedia brasiliensis (Mart.) Planch. & Triana

Sinônimos: bacopari, bacapari, bacuripari, vacapari, vacopari, uvacupari,
thacopari, sacopari, canfo, sacuparu, suputa, mirante, mucuri.

BACUPARI =
Rheedia gardneriana Planch. & Triana

Sinônimos: bacopari, mangostão amarelo, bacori, madroño, cozoiba, madrono,
madruno.

BAICURÚ =
Statice brasiliensis Boiss.

BALSAMINA =
Impatiens balsamina L.

Sinônimos: bálsamo-do-jardim, beijo-de-frade, ciúmes, maravilha,
maria-sem-vergonha, melindre, não-me-toques, suspiro, Äkta balsamin,
Balsam.

BÁLSAMO =
Cotyledon orbiculata L.

Sinônimos: pau-de-bálsamo, balso, cabraiba, óleo-vermelho, cabureiba,
pau-vermelho.

BÁLSAMO =
Myrocarpus frondosus Allemão.

Sinônimos: bálsamo-caboriba, bálsamo-cabureíba, braúna, braúna-parda,
caboré, caboreíba, caboretinga, cabreutinga, cabreúva, cabreúva-mamata,
cabreúva-parda, cabreúvinha, cabriúna, cabriúna-preta, Cabriúva-branca,
cabriúva-amarela, cabriúva-parda, cabriúva-preta, cabriúva-vermelha, cabrué,
caburé, cabureíba, cabureira, conduru-de-sangue, gabriúva, jataúba, miroé,
óleo-cabureíba, óleo-de-caboreíba, óleo-pardo, pau-bálsamo, pau-de-bálsamo,
pau-de-óleo, pau-de-óleo-verdadeiro, roxinho.

BÁLSAMO =
Myroxylon peruiferum H.B.K.

Sinônimos: óleo-balsamo, bálsamo-de-tolu, pau-bálsamo,
bálsamo-índico-seco, bálsamo-de-cartagena, resina-de-tolu, bálsamo-toluano,
bálsamo-da-américa, bálsamo-de-cartagena, bálsamo-de-cheiro-eterno,
bálsamo-de-são-tomaz, bálsamo-do-peru, bálsamo-de-são-salvador,
benjoim-do-norte, opobálsamo, óleo-vermelho, coroiba, resina-de-tabu.

BÁLSAMO =
Sedum praealtum DC.

BÁLSAMO-ALEMÃO =
Kalanchoe tubiflora R. Hamet.

Sinônimos: cacto-da-abissínia, cacto-japonês, flor-da-abissínia.

BÁLSAMO-BRANCO =
Sedum dendroideum Moc. e Sessé.

BAMBU =
Bambusa vulgaris Schrad. ex J.C. Wendl.

Sinônimos: bambu, bambus, bambú, bambou, bamboo, common bamboo, bans,
kapura, magar, chuk-kwang-chukan, k’u-chu, t’ien-chu-nuang, t’ien-chu-yuen,
tacuará, tvak-kshira, vansa.

BAMBU =
Pseudosasa japonica (Siebold & Zucc. ex Steud.) Makino ex Nakai.

Sinônimos: arrow bamboo, yadake.

BAMBURRAL =
Hyptis umbrosa Salz.

BANANEIRA =
Musa paradisiaca L.

Sinônimos: banana.

BANANEIRA =
Musa spp.

Sinônimos: pacoba, pacova.

BAOBÁ =
Adansonia digitata L.

Sinônimos: árvore-dos-mil-anos, adansônia, bondo, ibondeiro, imbondeiro.
Baobat, adansonia, baobad, baobad, monkey-brad-tree, baobab, baobab,
rookha.

BARBA-DE-BARATA =
Caesalpinia pulcherrima SW.

Sinônimos: brio-de-estudante, árvore-da-ave-do-paraíso, chagueira,
chagas-de-jesus, flor-do-paraíso, flor-de-pavão, flor-da-ave-do-paraíso,
flamboianzinho, renda-de-ouro, flamboyanzinho, barba-de-barata, poinciana-anã, vaio-de-estudante,
orgulho-de-barbados.

BARBA-DE-SÃO-PEDRO =
Polygala paniculata L.

Sinônimos: mimozinha, bromil, alecrim-de-santa-catarina, arrozinho,
alcacuz-de-santa-catarina, ipeca-bastarda,
poligala-de-flores-em-panícula.

BARBA-DE-VELHO =
Tillandsia usneoides L.

Sinônimos: barba-de-pau, samambaia, barba-espanhola, barba-de-macaco,
barba-de-pai-ventura, barba-de-pau, cabelos-do-rei, camambaia, crina-vegetal,
erva-dos-bardonos, samambaia-de-norte, hirahuasso.

BARBASCO =
Pterocaulon virgatum DC.

Sinônimos: barbasso, verbasco-do-brasil, tinguis, alecrim-das-paredes,
calças-de-velho, calção-de-velho.

BARBATIMÃO =
Stryphnodendron rotundifolium Mart.

Sinônimos: barbatimão-verdadeiro, barba-de-timan, barba-de-timao,
uabatima, uabatimo, casca-da-mocidade, casca-da-virgindade, iba-timão,
paricarana-pará, charaosinho-roxo.

BARBATIMÃO =
Stryphnodendron barbatiman Mart.

Sinônimos: barbatimão-verdadeiro, barba-de-timan, barba-de-timão,
casca-da-mocidade, casca-da-virgindade, iba-timão, ibatimô, paricarana,
uabatimô, ubatima, ubatimó, chorãozinho roxo, paricana, verna, piçarana,
alumbark.

BARDANA =
Arctium lappa L.

Sinônimos: baldrana, bardana-maior, carrapicho-de-carneiro,
carrapicho-grande, erva-dos-pega-massos, erva-dos-tinhosos, gobô, labaca, lapa,
orelha-de-gigante, pega-nossa, pegamassa, pegamasso, pegamoço, pejamaço,
perga-masso, arctii lappae, burdock, bardana, bardane, bardana maggiore, lapp
bardana, lappola, große klette.

BARIRICO =
Trimezia lurida Salsb.

Sinônimos: bararico, baririco-amarelo, baririco-do-mato,
batatinha-amarela, batatinha-de-purga, batatinha-do-campo, beririco,
cabeça-de-maririco, capim-rei, lirio-roxo-dos-campos, mararico, maririgo,
ruibarbo-da-horta, ruibarbo-do-brejo, rui-do-mato, rui-dos-campos,
rui-dos-charcos.

BATATA-DE-PURGA =
Ipomoea purga (Wender.) Hayne.

Sinônimos: jalapa, jalapão.

BATATA-DE-PURGA =
Operculina alata (Ham.) Urban.

Sinônimos: jalapa-brasileira, jalapa, raiz-do-jeticucu, mecoacã.

BATATA-DE-PURGA =
Operculina macrocarpa (Linn) Urb.

Sinônimos: briônia-da-américa, jalapão, jalapa-do-brasil,
jalapa-de-são-paulo, jalapa-de-lisboa, jalapa-da-india, jalapa-brasileira,
jalapa-branca, jalapa-bastarda, ipu-minas-gerais, flor-das-quatro-horas,
escamonea-da-america, mechoacan-do-peru, mecacan, purga-de-amaro-leite,
purga-de-batata, raiz-de-jaticu, raiz-de-jati-cucu, rui-de-barbo-branco,
purga-do-sertão.

BATATA-DOCE =
Ipomoea batatas (L.) Lam.

Sinônimos: batata-da-terra.

BATATA-DO-INFERNO =
Jatropha podagrica Hook.

BATATA-INGLESA =
Solanum tuberosum L.

Sinônimos: batata-inglesa, batatinha-inglesa, batata.

BATATA-MEXICANA =
Dioscorea sylvatica var. sylvatica (Kunth) Eckl.

Sinônimos: forest elephant’s foot, batata mexicana.

BATATINHA-DE-PURGA =
Cypella herbertii Hook.

Sinônimos: batatinha-do-campo, careta, mararico, ruibarbo-do-campo,
baririco, baririco-amarelo, batatinha-amarela, batata-laxante,
batatinha-laxante, baririco-do-mato, bararico-do-campo, beririco, vareta.

BAUNILHA =
Vanilla planifolia Andr.

Sinônimos: vainilla, vanille, vanilla.

BECABUNGA =
Veronica beccabunga L.

Sinônimos: becabunga, verónica acuática, brooklime, european
speedwell.

BEIJO-DE-FRADE =
Impatiens sultani Hooker.

Sinônimos: beijo-turco, beijo-de-freira, maria-sem-vergonha, sultana,
africa housenka.

BELADONA =
Atropa belladonna L.

Sinônimos: beladona, bela-dama, erva-envenenada, tollkirsche, belladonna,
belladone, deadly nightshade, dwale, belladonna.

BELDROEGA =
Portulaca oleracea L.

Sinônimos: portulaca, porcelana, salada-de-negro, caaponga,
beldroega-da-horta, common purslane, green purslane, little hogweed,
purslane.

BENÇÃO-DE-DEUS =
Talinum paniculatum (Jack). Gaertn.

Sinônimos: beldroega-grande, beldroega-miúda, benção-de-deus, bredo,
bredo-major-gomes, bunda-mole, carirú, carne-gorda, carurú, erva-gorda,
fura-tacho, inhá-gome, joão-gomes, joão-gordo, labrobró, labrobró-de-jardim,
língua-de-vaca, manjogome, major-gomes, maria-bombi, maria-gombe, maria-gombi,
maria-gomes, maria-gorda, maria-mole, mata-calos, ora-pro-nobis-miúdo,
piolhinha, quebra-tigela.

BENJOIM =
Styrax spp.

BERGAMOTA =
Citrus auratium var. Bergamia Risso

Sinônimos: laranja-cravo, laranja-mimosa, mandarina, mexerica, mimosa,
mixirica, tangerina, vergamota, bergamotte, bergamoto ou bergamote, bergamote,
bergamot, bergamotto.

BERINJELA =
Solanum melongena L.

Sinônimos: berengens, tongu, macumba, eggplant, berenjena, aubergine,
melanzana, aubergine.

BERTALHA =
Basella rubra L.

Sinônimos: bretalha, malabar, espinafre-indiano, malabar spinach, ceylon
spinach.

BETERRABA =
Beta vulgaris L.

Sinônimos: beet, beterraga ou remolacha, betterave, barbaiètola, zuckerrübe.

BETÔNICA =
Betonica officinalis L.

Sinônimos: betônica, betonie, betoine, épicure officinale, bétoine
officinale, betony, bishopworth, bishop wort, Wood Betony, Lousewort,
bettonica, rohtopähkämö, lus bheathag, epiaire vulgaire, betoniye, betonica,
pourpre, bathenien, common hedgenettle.

BÉTULA =
Betula pendula Roth.

Sinônimos: bétula-branca, vidoeiro, hänge-birke, bouleau, european white
birch, silver birch, bettula verrucosa, barancio.

BICO-DE-PAPAGAIO =
Euphorbia coccinea Willd.

Sinônimos: poinsétia, folha-de-sangue, flor-de-páscoa,
rabo-de-arara.

BICO-DE-PAPAGAIO =
Euphorbia pulcherrima Willd. ex Klotzsch

BISNAGUEIRA =
Spathodea campanulata P. Beauv.

Sinônimos: espatódea.

BISTORTA =
Polygonum bistorta L.

Sinônimos: flor-de-lã, bistorta-major, serpentaria-macho,
serpentária-fêmea.

BOLDÃO =
Plectranthus grandis (Cramer) R. Willemse

Sinônimos: boldo-grande, boldo-baiano.

BOLDO =
Plectranthus barbatus Andrews.

Sinônimos: alumã, boldo, boldo-chileno, boldo-de-jardim, boldo-do-brasil,
boldo-do-chile, boldo-falso, boldo-nacional, boldo-silvestre, erva-cidreira,
falso-boldo, malva-amarga, malva-santa, sete-dores, sete-sangrias,
tapete-de-oxalá. Coleus, cóleo, Coléus.

BOLDO-DO-CHILE =
Peumus boldus Molina.

Sinônimos: boldo, boldo-verdadeiro.

BOLDO-CIDREIRA =
Coleus amboinicus (Lour.) Andr.

Sinônimos: erva-cidreira, hortelã-grande, hortelã-graúda, hotelã-grossa,
hortelã-pimenta, orégano-orelhão, malva, malvão, malvariço, malvarisco, country
borage, indian borage, broadleaf thyme, cuban oregano, mexican mint, menthol
plant, mexican oregano, spanish thyme, jamaicathymian, spanischer
thymian.

BOLDO-DA-BAHIA =
Vernonia condensata Backer.

Sinônimos: acumã, alcachofra, alomã, alumã, aluman, árvore-do-pinguço,
assa-peixe, boldo, boldo-baiano, boldo-chinês, boldo-goiano, boldo-japonês,
boldo-africano, boldo-de-goiás, cambará-guaçu, fel-de-índio, figatil, heparém,
luman.

BOLDO-RASTEIRO =
Plectranthus ornatus Codd.

Sinônimos: boldo-rasteiro, boldo-chinês, boldinho.

BOLSA-DE-PASTOR =
Capsella bursa-pastoris (L.) Medik.

Sinônimos: braço-de-preguiça, bucho-de-boi, chapéu-de-frade, panacéia,
shepherd’s purse, bolsa del pastor, capselle bourse à pasteur, borsa del
pastore, gemeines hirtentäschelkraut.

BORRAGEM =
Borago officinalis L.

Sinônimos: borracha, borracha-chimarrona, borrage, foligem, borage,
borraja, bourrache, borragine comune, boreisch.

BRAÚNA-PRETA =
Melanoxylon brauna Schot.

Sinônimos: baraúna, árvore-da-chuva, barauninha, bimbeira, canela-amarela,
coração-de-negro, garauba, garauna, garauna-da-moda, garauna-preta, graúna, guirauna,
ibirauna, ipe-taruman, maria-preta-da-mata, maria-preta-do-campo, muiraruna,
muirauna, parova-preta, parovauna, perovauina, perovauna, rabo-de-macaco,
ubirarana, ubirauna, ybira-uma.

BRINCO-DE-PRINCESA =
Fuchsia sp.

BRIÔNIA =
Bryonia dioica Jacq.

Sinônimos: colubrina, briônia, colubrina rotbeerige zaunrube, brionia,
nueza, bryone dioique, feuardent, vigne du diable, white bryony, brionia.

BRIÔNIA-BRANCA =
Bryonia alba L.

Sinônimos: briônia.

BRÓCOLIS =
Brassica oleracea var. Italica Plenck.

Sinônimos: brócoli, brócolos, brocos, couve-brócolo, broccoli, brocoli,
brocoli, broccolo, brokkoli.

BUCHA =
Luffa cylindrica (L.) M. Roem.

Sinônimos: bucha-dos-paulista, bucha paulistana.

BUCHINHA-DO-NORTE =
Luffa operculata (L.) Cogn.

Sinônimos: cabacinha, buchinha, bucha-dos-paulistas, purga-de-joão-pais,
abobrinha-do-norte, abobrinha-do-mato, bucha-dos-caçador, purga-de-bicho,
purga-de-bucha, purga-de-falope, endoço, burcha-dos-pescador,
purga-dos-paulistas, bucha-do-norte, capa-de-bode, buchinha-do-nordeste.

BUCHU =
Barosma betulina Bartl. & Wendl. F.

Sinônimos: buchu, buchus, bucco.

BUPLEURUM =
Bupleurum falcatum L.

Sinônimos: bupleurum, chai hu, hare’s ear, thorow-wax.

BURITI =
Mauritia vinifera Mart.

Sinônimos: miriti, boriti, palmeira-de-vinho, carandaí, guaçu.

BUTIÁ =
Cocos capitata Mart.

Sinônimos: butiá-de-vinagre, butiazeiro, cabeçudo, butiá-azedo,
coqueiro-azedo, guarioba-do-campo.

BUVA =
Erigeron bonariensis L.

Sinônimos: acatóia, capetiçoba, capiçoba, catiçoba, enxota, erva-lanceta,
margaridinha-do-campo, rabo-de-foguete, rabo-de-raposa, salpeixinho,
voadeira.

BUXO =
Buxus sempervirens L.

Sinônimos: buxinho, buxo, árvore-de-caixa.

CAAMEMBECA =
Polygala spectabilis DC.

CAAPEBA =
Piper marginatum Jacq.Sinônimos: pariparoba, piperomia, malvaísco, caapeba-cheirosa, capava,
malvarisco, capeba, capeba-branca, aguaxima, pimenta-do-mato,
pimenta-dos-índios, nhandi.

CAAPEBA =
Piper peltatum L.

Sinônimos: pariparoba, santa-maria, cataié, caapeba-verdadeira,
malvarisco, pariparobina, pariparoba, manjerioba.

CAAPEBA =
Piper umbellatum L.

Sinônimos: aguaxima, caapeba, caá-peuá, caena, capeba, capeba-do-campo,
capeba-do-norte, catajé, lençol-de-santa-barbara, malvarisco, manjerioba,
pariparoba, pariparoba do mato, pariparova, periparoba.

CABAÇA =
Lagenaria vulgaris Ser.

Sinônimos: cabaça-amargosa, cabeça-de-romeiro, cabaça-purunga,
cabaço-amargoso, cocombro, cuia, cuieteseira porongo, taquera.

CABELO-DE-MILHO =
Zea mays L.

Sinônimos: barba-de-milho, estigmas-de-milho. Maíz, maïs, corn,
granoturco.

CACAUEIRO =
Theobroma cacao L.

Sinônimos: árvore-do-chocolate, cacau. Cocoa tree, chocolate tree,
cacao.

CACTO =
Selenicereus grandiflorus (L.) Britton & Rose.

CACTUS =
Cereus brasiliensis (Britton & Rose) Luetzelb.

CAFEEIRO =
Coffea arabica L.

Sinônimos: cafeeiro, kaffee, café, coffee, caffè.

CAFERANA =
Tachia guianensis Aubl.

Sinônimos: jacaré-aru, jacaruaru, quássia-do-pará, tinguá-aba,
tinguaciba-do-pará, Tachi.

CAGAITEIRA =
Stenocalyx dysentericus (DC.) O. Berg.

CAJAZEIRO =
Spondias mombin L.

Sinônimos: taperebazeiro, macucu, cajá, cajazeira, cajá-mirim, cajamanga,
cajá-manga, taperebá, tamacoaré, tamaquaré-serrado, cajazeiro tapiribá,
acaiamiri, acaíba, cajá-pequeno, cajá-miúdo, yellow mombin, prunier mombi,
ciruela amarilla ou jobo, spondias, monbinpfaume, cagià.

CAJEPUTE =
Melaleuca leucadendra L.

Sinônimos: árvore-de-óleo-de-cajepute, melaleuca, sete-capotes,
Kajeputbaum, Cayeput ou Cayeputi, Cajuput.

CAJUEIRO =
Anacardium occidentale L.

Sinônimos: cajú, anacardo, acaju, acajuíba, caju-manso, cajuzeiro, cashew,
cashew nut, anacardo, marañom, merli, cajou, anacardio, kaju.

CAJUEIRO =
Anacardium orientale

Sinônimos: cajú, vitex, chasteberry, monk’s pepper tree, wild
lavender.

CALAMINTA =
Calamintha officinalis Moench.

Sinônimos: nêveda, erva-das-azeitonas.

CÁLAMO-AROMÁTICO =
Acorus calamus L.

Sinônimos: ácoro, ácoro-verdadeiro, cálamo, cana-cheirosa,
pimenta-das-abelhas, ácoro, acore odorant, sweet fla g, càlamo aromàtico, acoro
aromático, acoro verdadero, cálamo aromático, bach, vacha, vashambu,
ch’ang-p’u, grass myrtle, sweet cane, sweet grass, sweet myrtle, sweet rush,
sweet sedge, sweet segg, sweetroot, cinnamon-sedge, myrtle-flag, myrtle-grass,
myrtle-sedge, beewort, rat root, sweet fla g.

CALÊNDULA =
Calendula officinalis L.

Sinônimos: bem-me-quer, mal-me-quer, bem-me-quer-de-todos-os-meses,
calêndula-das-boticas, maravilha, maravilha-dos-pudins, malmequer,
malmequer-amarelo, malmequer-do-campo, mal-me-quer-dos-jardins, malmequeres,
margarida-dourada, verrucária, garten-ringelblume, caléndula, calendule,
marigold, fiorrancio coltivato.

CALUMBA =
Jatrorrhiza palmata (Lam.) Miers.

Sinônimos: calumba, kolombowurzel, colombo, racine de colombo,
calumbé.

CAMAPÚ =
Physalis angulata L.

Sinônimos: bucho-de-rã, joá-de-capote, juá-de-capote, mata-fome, canapum,
camapum, bate-testa, juá-roca, bucho-de-rã.

CAMBARÁ =
Lantana camara L.

Sinônimos: cambará-de-cheiro, cambará-de-espinho, cambará-verdadeiro,
camará, camará-de-chumbo, camara-vermelha, camara-miúda, erva-chumbinho,
milho-de-grilo, camarajuba, camará-juba, camará-de-espinho.

CAMBUÍ-VERDADEIRO =
Myrtus rubra

Sinônimos: cambuí-roxo.

<br>CAMOMILA =
Matricaria chamomilla L.

Sinônimos: chamomilla, camomila-comum, macela-nobre, camomila-vulgar,
camomila-da-alemanha, Chamomile, Camomilla comune.

CAMOMILA =
Chamomilla recutita (L.) Rauschert.

Sinônimos: camomila-alemã, camomila-comum, camomila-da-alemanha,
camomila-dos-alemães, camomila-legítima, camomilinha, camomila-vulgar, macela,
margaça-das-boticas, maçanilha, manssanilha, marcela-galega, matricária.

CAMOMILA-RAULIVEIRA =
Helenium alternifolium Spreng et Cabrera.

CANA-COMUM =
Arundo donax L.

Sinônimos: taquara-do-reino, cana-do-reino, canne, roseau, cane, giant
reed, reed, canna.

CANA-DE-AÇÚCAR =
Saccharum officinarum L.

Sinônimos: cana, sugarcane, caña de azúcar, canne à sucre, canne à
sucre.

CANA-DE-MACACO =
Costus spicatus (Jacq.) S.w.

Sinônimos: canarana, cana-do-brejo, cana-do-mato, cana-roxa, jacuacanga,
paco-caatinga, periná, ubacaiá, cana-roxa-do-brejo, flor-da-paixão, indianhead
ginger, costos, coste, amome velu pétiolé.

CANA-DE-MACACO =
Costus spiralis (Jacq.) Roscoe.

Sinônimos: canarana-do-brejo, cana-do-brejo, caatinga, cana-branca,
jacuanga, pacová, jacuanga, cana-do-mato, jacuacanga, paco-caatinga, periná,
ubacaia, ubacayá.

CANA-DE-MACACO =
Dichorisandra thyrsiflora J.C. Mikan

Sinônimos: cana-do-brejo, marianinha, trapoeraba, trapoeraba-azul,
dicorisandra, blue ginger, brazilian ginger.

CANAMBAIA =
Rhipsalis capilliformis Weber.

Sinônimos: cabelo-de-anjo, conambaia, ripsalis.

CANCOROSA =
Jodina rhombifolia (Hook. & Arn.) Reissek.

Sinônimos: ancrosa, cancorosa-de-três-pontas, sombra-de-touro.

CANELA =
Cinnamomum zeylanicum Breyn.

Sinônimos: canela-de-ceilão, caneleira, caneleira-de-ceilão, quinino,
pau-canela.

CANELA-DA-CHINA =
Cinnamomum cassia (L.) Presl.

CANELA-DE-CHEIRO =
Ocotea longifolia Kunth.

Sinônimos: caneleira-de-cheiro, louro, louro-de-cheiro,
canela-branca.

CANELA-DE-SASSAFRÁS =
Sassafras officinalis T. Nees & C.H. Eberm.

Sinônimos: sassafras, sasafrás, laurier sassafras.

CANELA-FALSA =
Dicypellium cariophyllatum Ness.

Sinônimos: caneleira-cravo, cravo-da-terra, cravo-do-maranhão,
cravo-do-mato, falsa-canela, ibiraquinha, louro-cravo, pau-cravo.

CANELA-PRETA =
Ocotea catharinensis Mez.

CÂNFORA =
Cinnamomum camphora (L.) J. Presl.

CÂNFORA-DE-JARDIM =
Artemisia camphorata Vill.

Sinônimos: canforeira, alcanfor, cânfora, cânfora-das-hortas, canforinha,
canfrinho, macelinha canforada.

CÂNHAMO =
Cannabis sativa L.

Sinônimos: cânhamo, hanf, cáñamo, chanvre, hemp, canape.

CAPIM
GENGIBRE = Cymbopogon martinii var. Sofia Bruno.

CAPIM-BARBA-DE-BODE =
Aristida pallens Cav.

Sinônimos: barba-de-bode, capim-de-bode, goat’s beard.

CAPIM-GORDURA =
Melinis minutiflora Beauv.

CAPIM-LIMÃO =
Cymbopogon citratus (DC) Stapf.

Sinônimos: capim-catinga, capim-cheiroso, capim-cidrão, capim-cidrilho,
capim-cidreira, capim-cidró, capim-ciri, capim-de-cheiro, capim-marinho,
capim-membeca, capim-santo, capim-sidró, chá-de-estrada, citronela-de-Java,
erva-cidreira, falsa-erva-cidreira, grama cidreira, patchuli, patchuli-falso,
sidró, vervena, zitronengras, hierba limón, citronnelle, lemon grass,
cymbopogonis.

CAPIM-PÉ-DE-GALINHA =
Cynodon dactylon (L.) Pers.

Sinônimos: capim-de-burro, capim-de-cadade, pé-de-galinha,
erva-das-bermudas, chiendent.

CAPIM-SANTO =
Cymbopogon densiflorus Stapf.

CAPITIÚ =
Siparuna guianensis Aubl.

Sinônimos: caapitiú, limão-bravo, cicatrizante-das-guianas.

CAPOROROCA =
Rapanea sp.?

CAPUCHINHA =
Tropaeolum majus L.

Sinônimos: agrião-do-méxico, agrião-grande-do-peru, agrião-maior-da-índia,
capuchinha-de-flores-grandes, capuchinha-grande, chagas, flor-de-chagas,
capucina, capuchinho, chagas-de-flores-grandes, chagas-da miúda, cinco-chagas,
cochlearia-dos-jardins, coleária-dos-jardins, curculiare, flor-de-sangue,
mastruço, mastruço-do-peru, nastúrcio, nastúrio, sapatinho-do-diabo. Capuchina,
capucine, nasturtium, nasturzio comune, tropeolo.

CAQUI =
Diospyros kaki L. F.

Sinônimos: caquizeiro.

CARÁ =
Dioscorea trifida L. F.

Sinônimos: cará-mimoso, inhame, innhame-da-china.

CARAMBOLEIRA =
Averrhoa carambola L.

Sinônimos: carambola, camerunga, schwindler, carámbolo, carambolero,
carombolier, Star Fruit, carambold, coromandel gooseberry.

CARAPANAÚBA =
Aspidosperma nitidum Benth. Ex Müll. Arg.

Sinônimos: pau-de-remo, sapupema, árvore-de-mosquito.

CARAPIÁ =
Dorstenia brasiliensis Lam.

Sinônimos: caiapiá, carapá, figueirilha, caapiá, contra-erva, contraerva,
carapiá, chupa-chupa, conta-de-cobra, contrayerva, carapia, carapá,
chupa-chupa, conta-de-cobra, contra-erva, bezoar, bezoard, contraerva,
contra-erva, contrayerba de las Antillas, figueirinha, liga-liga, liga-osso,
tarope, tiu, contrayerva, torus herb.

CARDO-MARIANO =
Silybum marianum L.

Sinônimos: cardo-de-santa-maria, cardo-branco, cardo-de-nossa-senhora,
cardo-leiteiro, cardo-mariano, cardo-santo, serralha-de-folhas-pintadas, Milk
Thistle, cardo-mariano, chardon-marie.

CARDO-MEXICANO =
Argemone mexicana L.

Sinônimos: cardo-santo, cardo-bento, papoula-do-méxico, prickly
poppy.

CARDO-SANTO =
Cnicus benedictus L.

Sinônimos: cardo-bento.

CARLINA =
Carlina acaulis L.

Sinônimos: silberdistel, wetterdistel.

CARNAÚBA =
Copernicia cerifera Mart.

Sinônimos: Carnaubeira.

CAROBA =
Jacaranda copaia ssp. spectabilis Mart. ex A.P. DC.

Sinônimos: caroba-do-mato, marupá, simaauba-falsa, caraúca, carabussú,
caruba, curoba, marupauba, parapará.

CAROBINHA =
Jacaranda caroba (Vell.) A. DC.

CAROBINHA =
Jacaranda decurrens Cham.

CARPINEIRA =
Ambrosia artemisiifolia L.

Sinônimos: coravorana, cravo-da-roça, ambrósia-americana, annual ragweed,
common ragweed, roman wormwood, short ragweed, altamisa.

CARQUEJA =
Baccharis crispa Spreng.

Sinônimos: carquejilla, carqueija, chirca melosa.

CARQUEJA =
Baccharis trimera (Less.) DC.

Sinônimos: bacanta, bacárida, cacaia-amarga, cacália-amarga, cacália-amargosa,
caclia-doce, cuchi-cuchi, carque, carqueja-amarga, carqueja-amargosa,
carqueja-do-mato, carquejinha, condamina, iguape, quina-de-condomiana,
quinsu-cucho, tiririca-de-babado, tiririca-de-balaio, tiririca-de-bêbado,
três-espigas, vassoura, carqueja, carquexia, querciuolo, carqueija, tojo.

CARQUEJA =
Baccharis triptera Mart.

Sinônimos: amargosa, bacanta, bacárida, cacaia-amarga, cacalia amara,
cacália-amarga, cacália-amargosa, cacliadoce, carqueja amara,
carqueja-amargosa, carqueja-do-mato, carquejilla, carquejinha, chinchimani,
chirca melosa, condamina, cuchi-cuchi, quimsa-kuchu, quinsu-cucho,
quina-de-condamiana, tiririca-de-balaio, tres-espigas, vassoura.

CARQUEJA-DOCE =
Baccharis articulata (Lam.) Pers.

Sinônimos: carquejinha.

CARUCAÁ =
Cordia multispicata Cham.

Sinônimos: chá-de-caboclo, cavarucaá, maria-preta.

CARURU =
Amaranthus hypochondriacus L.

Sinônimos: bredo, amaranth, pilewort, prince’s feather, prince-of-wales
feather, lady bleeding, love lies bleeding, lovely bleeding, red cockscomb,
spleen amaranth, velvet flower, amaranto, brusela, ballan, bhui, chaya, cholai,
kântâ-nutia, kânterimât, mulla-dantu, sarvari, chih-hsein, hsien-t’ai.

CARURU =
Amaranthus tricolor L.

Sinônimos: amaranto, bredo, amaranto amarant, amaronta, amarante,
purplewood, amaranto.

CARURU =
Amaranthus viridis L.

Sinônimos: amaranto, bredo, caruru manso.

CARURÚ-DA-ANGOLA =
Amaranthus spp.

Sinônimos: bredo, bredo-rabaça, carurú-crista-de-galo, carurú-do-mato,
crista-de-galo.

CARVALHINHA =
Teucrium chamaedrys L.

Sinônimos: camédrio, carvalho pequeno, chamedris, têucrio, wall
germander.

CARVALHO-EUROPEU =
Quercus alba L.

CARVALHO-VERMELHO =
Quercus robur L.

Sinônimos: oak bark, roure pènol, chêne pédonculé, farnia.

CASCA
D’ANTA = Drimys winteri J.R. Forst. & G. Forst.

CASCA-PRECIOSA =
Aniba canelilla (H.B.K.) Mez.

Sinônimos: casca-do-maranhão, canela-cheirosa, folha-preciosa, amapaina,
pereforá, pau-cheiroso, pau-rosa, rosewood, brazilian rosewood, legno di rose,
rosenholzbaum, bois de rose, palo de rosa.

CÁSCARA-SAGRADA =
Rhamnus purshiana DC.

Sinônimos: rhamnus, sacred bark, cáscara sagrada, cascara sagrada, cascara
sagrada, cascara, amerikanische faulbaum.

CASTANHA
PORTUGUESA = Castanea sativa Mill.

Sinônimos: castanha, sweet chestnut, castaña, châtaignier, castagna,
edelkastanien.

CASTANHA-DA-ÍNDIA =
Aesculus hippocastanum L.

Sinônimos: castanheiro-da-índia, baumann horse chestnut, horse chestnut,
white chestnut, castaño de índias, châtaignier de cheval, castagno d’india,
t’ien-shih-li.

CASTANHA-DO-PARÁ =
Bertholletia excelsa Bonpl.

Sinônimos: castanha-do-brasil, juviá, touca, tucá, tocari,
amendoeira-da-américa, castanheira-do-brasil, castanha, castanheira-do-pará,
paranussbaum, para-nuss, nuez del brasil, castaña de pará, brazil nut,
brazilnut, brazilnut-tree, creamnut, paranut, castagna di Pará.

CATINGA-DE-MULATA =
Tanacetum vulgare L.

Sinônimos: atanásia, atanásia-das-boticas, erva-contra-vermes,
erva-de-são-marcos, erva-dos-vermes, erva-lombrigueira, palma, tanaceto,
tanásia, tasneira. Tanarida, balsamita menor, hierba lombriguera, palma
imperial, palmita de la India, tanaceto, tanaise commune, tanaisie, tansy,
common tansy, bitter buttons, hindheal, parsley fern, wild quinine, tanaceto,
ch’i-ai.

CATUABA =
Anemopaegma arvense (Vell) Stell.

Sinônimos: alecrim-do-campo, catuaba-verdadeira, catuaba-pau, catuabinha,
catuíba, caramuru, marapuama, pau-de-resposta, piratançara, piratancará, tatuaba,
verga-teso, vergonteza.

CATUABA =
Erythroxylum vacciniifolium Mart.

CAVALINHA =
Equisetum arvense L.

Sinônimos: cavalinha-dos-campos, cauda-de-cavalo, cauda-de-raposa,
eqüisseto, erva-canuda, erva-canudo, lixa-vegetal, milho-de-cobra,
rabo-de-cavalo, acker-schachtelbalm, equiseto, herbe de prêle de champs,
horsetail, coda di cavalo, equisetii arvensis.

CAVALINHA =
Equisetum giganteum L.

Sinônimos: árvore-de-natal, cauda-de-raposa, cauda-de-eqüina,
cauda-de-cavalo, erca-de-canudo, eqüisseto, milho-de-cobra, pinheirinho,
rabo-de-cavalo.

CAVALINHA =
Equisetum hyemale L.

Sinônimos: cavalinha-holandesa, cola-de-cavalo, erva-canudo, lixa-vegetal,
milho-de-cobra, rabo-de-cavalo, rabo-de-rato.</br

<br</br
<br
CEBOLA-DE-CABEÇA =
Allium cepa L.
Sinônimos: cebola, cepa, onion, cebolla, oignon, cipolla, atasuki, basal,
chun g, ajuin, kremmídi, kepaløk, cebula jadalna, luk, hagyma, lök, sogan, ton
hom, bawan g merah, hanh, pianj, ku kut, cibule, yarok, albassa-haoussa.CEBOLA-DO-MAR =
Scilla maritima L.Sinônimos: scila.CEBOLINHA-FRANCESA =
Allium schoenoprasum L.Sinônimos: cebolinha, schnitt-lauch, ajo morisco, ajo pardo, cebolleta,
cebollino, cebollino francés, ciboulette, chives, wild chives, hu-suan, ta-suan.CEDRO =
Cedrela odorata L.Sinônimos: cedro-rosa, cedro-vermelho, cedro-mogno, acuju, cedro-pardo,
cedro-cheiroso, cedro-fêmea, cedro-amargo.CEDRO =
Cedrus deodara (Roxb.) G. Don.Sinônimos: acaju-catinga.CENOURA =
Daucus carota L.Sinônimos: cenoira, cenoura-selvagem, acenoria, carotte, carrot, carota
selvatica, cenoira, garijara, garten-möhre, morot, pastanaga, zanahoria.CENTEIO =
Secale cereale L.Sinônimos: centeio branco. Rye, centeno, seigle, segale.CENTELA =
Centella asiatica (L.) Urban.Sinônimos: centella-asiática, cairuçu-asiático, cairuçu asiático, centelha-asiática,
codagem, pata-de-burro, pata-de-cavalo, pata-de-mula, centella, yerba de claro,
asiatischer wassernabel.CEREFÓLIO =
Anthriscus cerefolium (L.) Hoffm.Sinônimos: cerefolho, garten-kerbel, perifollo, cerfeuil, common chervil,
cerfoglio comune.CEREJA =
Prunus avium (L.) L.Sinônimos: cereja-dos-passarinhos, cereja-galega, cerejeira-da-europa,
Sweet cherry, cerezo silvestre, cerisier de france, ciliegia, kirschbaum.CEREJA-DE-CAMETÁ =
Flacourtia jangomas (Lour.) Raeusch.

Sinônimos: ameixa-de-madagascar, Paniala ou coffee plum.

CÉU-ESTRELADO =
Chrysanthemum foeniculaceum (Willd.) Sch. Bip.

CEVADA =
Hordeum vulgare L.

CHAPARRA =
Larrea tridentata (Sesse & Moçiño ex DC.) Coville.

Sinônimos: greasewood, gobernadora, chaparral.

CHAPÉU-DE-COURO =
Echinodorus grandiflorus (Cham. & Schltdl.) Micheli.

Sinônimos: aguapé, alismacéa, chá-de-campanha, chá-mineiro, erva-do-brejo,
erva-do-pântano.

CHAPÉU-DE-COURO =
Echinodorus macrophyllus (Kunth) Micheli.

Sinônimos: aguapé, chá-de-campanha, chá-de-mineiro, chá-do-pobre, congonha-do-brejo,
erva-de-bugre, erva-do-brejo, erva-do-pântano.

CHAPÉU-DE-SOL =
Terminalia catappa L

Sinônimos: amêndoa, amendoeira brava, amendoeira tropical, amendoeira-da-índia,
amendoeira-da-praia, amendoeira-do-pará, anoz, árvore-de-anoz, castanhola,
guarda-chuva, guarda-sol, noz-da-praia, sete-copas, terminália, Tropical
almond, almendro, badamier.

CHÁ-PRETO =
Camellia sinensis (L.) Kuntze.

Sinônimos: há, chá-da-índia, chá-verde, banchá, tea, té, thé, thè,
teestrauch.

CHERIMÓIA = Annona cherimola Mill.

CHICÓRIA =
Cichorium endivia L.

Sinônimos: chicarola, endiva, endívia, escarola, zichoriensalat, endive,
chicorée, chicory, endive.

CHICORIA-DO-CAFÉ =
Cichorium intybus L.

Sinônimos: almeirão, almeirão-selvagem, almeirão-silvestre, chicória,
chicória-amarga, chicoria-brava, radice-selvagem, chicory, achicoria, chicorée,
cicoria, zichorie, radicha, xicoria.

CHISSÔ =
Salvia infuscata Epling.

CHLORELLA =
Chlorella pyrenoidosa Starr & Zeikus.

CHOUPO-NEGRO =
Populus nigra L.

Sinônimos: black poplar, lombardy poplar, european black poplar.

CHUCHU =
Sechium edule (Jacq.) Swartz.

CHUVA-DE-OURO =
Cassia fistula L.

Sinônimos: cássia-imperial, canafístula, cassia-brasiliana, canafista,
canafritas, cañafistula, canéfice, purgin g cassia, drumstick tree, cassia
nera.

CICUTA-AQUÁTICA =
Cicuta virosa L.

CICUTA-MAIOR =
Conium maculatum L.

Sinônimos: cicuta-verdadeira.

CIDRA =
Citrus medica L.

Sinônimos: cidreira. Citron, cidro, cédratier, cedro, zitronatzitrone.

CIDRÃO =
Aloysia citriodora Palau.

Sinônimos: cedrina, LIMONETE, cidrilha, cidrilho, cidró, erva-luísa,
falsa-erva-cidreira, lúcia-lima, salva-limão, Lemon verbena, hierba luisa,
verveine citronnelle, vervena, erba cedrina.

CIDREIRA =
Hedyosmum brasiliense Martius.

Sinônimos: ambar-vegetal, canela-cânfora, chá-de-bugre, chá-de-índio,
chá-de-soldado, cidrão, erva-almíscar, erva-de-bugre, erva-soldado,
erva-de-soldado, hortelã-do-brejo, hortelã-silvestre, mático.

CIMICÍFUGA =
Cimicifuga racemosa (L.) Nutt.

Sinônimos: cimicífuga, black cohosh, cimicífuga, actée à grappes,
cimicifuga, cimicifuga.

CINERÁRIA-MARÍTIMA =
Senecio cineraria DC.

Sinônimos: cinerária, infalivina, dusty miller.

CIPÓ-AZOUGUE =
Apodanthera smilacifolia Cong.

Sinônimos: cota, catingueira, azougue, mercúrio-vegetal, chá-de-boubas,
cipó-santo, remédio-de-gálico.

CIPÓ-CABELUDO =
Mikania hirsutissima DC.

Sinônimos: guaco-cabeludo.

CIPÓ-CABELUDO =
Polypodium vaccinifolium Langs, Fischer.

Sinônimos: erva-silvina, erva-teresa, silvina, solda, soldinha.

CIPÓ-CHUMBO =
Cuscuta racemosa Humb.

Sinônimos: anó-peipa, awó-pupa, fios-de-ovos, aletria, aletria-de-pau,
cipó-de-chumbo, cipó-dourado, cuscuta, erva-de-chumbo, espaguete, fios-de-ouro,
tinge-ovos, xirimbeira. Chilean dodder, cipó-chumbo.

CIPÓ-CRAVO =
Tynanthus elegans Miers.

Sinônimos: cipó-trindade, Clavo huasca, clove vine, white clove,
clavohuasca.

CIPÓ-CRUZ =
Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl.

Sinônimos: cajuru, carajirú, crajirú, carajunú, carajurú, crajurú, chica,
china, cipó-pau, coá-piranga, cuica, guajurú, guajuru-piranga, guarajuru,
oajuru, oajuru-piranga, piranga, parirí, paripari.

CIPÓ-CRUZ =
Chiococca alba (L.) Hitchc.

Sinônimos: cainca, cainana, caninana, cipó cruz, purga preta, raiz preta,
raiz fedorenta, dambre, snowberry, west indian milkberry, snakeroot, rat root,
timacle, cahinca, cainca.

CIPÓ-D’
ALHO = Seguiera americana L.

CIPÓ-DE-SÃO-JOÃO =
Pyrostegia venusta (Ker-Gawler) Miers.

Sinônimos: flor-de-São-João, cipó-vermelho, bignonia de invierno, liana de
llama, trompetero naranja, flame flower, flame vine, golden shower, orange
creeper, orange trumpet creeper, orange trumpet vine.

CIPÓ-DOCE =
Gynostemma pentaphyllum (Thunb.) Makino.

Sinônimos: erva da imortalidade, erva milagrosa, ginsen g do sul. Miracle
herb ou herb of immortality, jaogulan, wunderkraut.

CIPÓ-IMBÉ =
Philodendron imbe Schott.

Sinônimos: curuba, folha-de-fonte.

CIPÓ-MIL-HOMENS –
“Tóxica” = Aristolochia esperanzae Kuntze.

Sinônimos: cipó-buta, papo-de-perú, jarrinha, buta, pfeifenwinde, pipe
vine.

CIPÓ-PRATA =
Banisteria argyrophylla Juss.

CIPÓ-SUMA =
Anchietea salutaris A. St.-Hil.

Sinônimos: baúna, paraguaia, piraguara, suma.

CIPRESTE =
Cupressus sempervirens L.

CIRTOPÓDIO =
Cyrtopodium punctatum (L.) Lindl.

Sinônimos: bisturi-do-mato, bisturi-vegetal, cola-de-sapateiro,
lanceta-milagrosa, rabo-de-tatu, sumaré-da-pedra, sumaré-do-pau.

CITRONELA =
Cymbopogon nardus (L.) Rendle.

Sinônimos: capim-citronela, citronela-do-ceilão, cidró-do-Paraguai.

CLEMATIS =
Clematis recta L.

COCA =
Erythroxylum coca Lam.

COCINEA =
Ixora coccinea L.

Sinônimos: ixora, flame of the woods, jungle flame, jungle geranium, dwarf
red ixora.

COCLEÁRIA =
Cochlearia officinalis L.

Sinônimos: scurvy grass, scorbute grass, cochléaire, herbe à la cuillère,
herbe au scorbu.

COCO-DA-BAÍA =
Cocos nucifera L.

Sinônimos: coco, coqueiro. Kokospalm, coco, noix de coco, coconut, palma
de cocco.

COENTRO =
Coriandrum sativum L.

Sinônimos: coriandro, erva-percevejo, salsinha.

COGUMELO-DO-SOL –
“Reino Fungi” = Agaricus blazei Murill.

Sinônimos: cogumelo-da-vida, cogumelo-do-milagre, cogumelo-piedade,
cogumelo-medicinal.

COLÔNIA =
Alpinia zerumbet (Pers.) B.L. Burtt & R.M. Sm.

Sinônimos: alpinia, cana-do-brejo, cana-do-mato, cardamomo,
cardamomo-do-mato, cardamomo-falso, colônia, falso-cardamomo, flor-do-paraíso,
lírio-de-santo-antônio, jardineira, macaçá, macassá, noz-moscada, pacová,
paco-seroca, vindi-caá helicondia.

CONFREY =
Symphytum officinale L.

Sinônimos: confrey, consólida, consólida-do-cáucaso, consolda,
consolda-maior, consolda-menor, consólida-maior, capim-roxo-da-rússia,
erva-do-cardeal, grande-consolda, leite-vegetal-da-rússia, língua-de-vaca,
orelha-de-asno, orelha-de-burro, orelha-de-vaca. Consuelda, grande consoude,
comfrey, consolida maggiore, sinfito.

CONSÓLIDA-REAL =
Delphinium consolida L.

COPAÍBA =
Copaifera langsdorffii Desf

Sinônimos: copaíba-verdadeira, copaúba, copaúva, jatobá-mirim,
óleo-branco, pau-d’óleo, bálsamo de copaíba, copaiba, balsam copaiba, balsam of
copaiva, capivi, copaibeira, copaíva, mal-dos-sete-dias, pau-de-óleo, copaiba
ou Jesuit’s balsam, copaïer, copahier ou copayer, coppàiba,
kopaibabalsam.

COPAÍBA =
Copaifera reticulada Ducke

Sinônimos: copaíba-branca, copaíba-verdadeira, mari-mari, copaíba-jutaí,
Brazilian copaiba, copaipera, cupayba, copauba, copal, balsam copaiba, copaiva,
Jesuit’s balsam, copaibeura-de-Minas, cobeni, Matidisguate, matisihuati,
mal-dos-sete-dias, aceite de palo, pau-de-oleo, básamo de copayba.

CORONHA =
Dioclea violacea M.

Sinônimos: cipó-de-imbiri, coroanha, micunã, mucunã-assú, olho-de-boi,
pó-de-mico.

COUVE =
Brassica oleracea L.

Sinônimos: cove, kale, col, chou, cavolo, garten-kohl.

COUVE-FLOR =
Brassica oleraceae var. Botrytis L.

Sinônimos: cauliflower, cavolfiore, chou-fleur, coliflor, gruenkohl.

CRAVAGEM-DO-CENTEIO –
“Reino Fungi” = Claviceps purpurea (Fr.) Tul.

CRAVO-DA-ÍNDIA =
Caryophyllus aromaticus L.

Sinônimos: craveiro-da-índia, cravina-de-túnis, cravo-de-cabecinha,
cravoária, rosa-da-índia.

CRAVO-DE-DEFUNTO =
Tagetes minuta L.

Sinônimos: erva-fedorenta, rosa-de-lobo, voadeira, chinchilla, mexican
marigold, muster john henry.

CRAVO-DE-DEFUNTO =
Tagetes patula L.

Sinônimos: botões-de-solteirão, cravo, cravo-francês, rosa-da-índia,
tagetes, tagetes-anão, Fench marigold, clavel de indias, marigold,
tagete.

CROTON –
“Tóxica” = Codiaeum variegatum L.

Sinônimos: louro-variegado.

CUIEIRA =
Crescentia cujete L.

Sinônimos: árvore-de-cuia, cabaceira, coitê, cuitê, cuiteseiva.

CUPUAÇUZEIRO =
Theobroma grandiflorum (Willd. ex Spreng.) Schum

Sinônimos: cupuaçu, cupu, pupu, copuazú, copoasú, cupuasú, cacao blanco.
Cupuaçu, cupuassù.

DAMASCO =
Armeniaca vulgaris Lam.

Sinônimos: abricó, abricoque, albricoque, Apricot, damasco, albaricoques
ou chabacano, albicocca, aprikose.

DAMIANA =
Turnera aphrodisiaca Ward and VaseySinônimos: damiana, damiane, oreganillo, the bourrique, mexican damiana,
mexican holly, damiana de Guerrero.

DAMIANA =
Turnera ulmifolia L.

Sinônimos: chanana, turnera-de-folha-olmo, albina, erva-damiana.

DEDALEIRA =
Digitalis lanata Ehrh.

Sinônimos: digitalis, digital lanosa.

DEDALEIRA =
Digitalis purpurea L.

Sinônimos: digital, erva deda, digitalis.

DENTE-DE-LEÃO =
Taraxacum officinale Weber.

Sinônimos: alface-de-cão, alface-de-côco, amargosa, amor-dos-homens,
chicória-louca, chicória-silvestre, coroa-de-monge, dente-de-leão-dos-jardins,
frango, leutodonte, quartilho, radite-bravo, relógio-dos-estudantes,
salada-de-toupeira, soprão, taraxaco, taraxacum. Diente de leon, dent de lion,
dandelion, tarassco comune, dente di leone.

DICTAMO-BRANCO =
Dictamnus albus L.

Sinônimos: consólida-real.

DOIS-AMORES =
Pedilanthus tithymaloides Poit.

Sinônimos: dois-irmãos, picão, sapatinho-de-judeu, sapatinho-do-diabo,
sapatinho-dos-jardins.

DONG-QUAI =
Angelica sinensis (Oliv.) Diels.

Sinônimos: angélica chinesa, ginseng, ginsen g feminino, chinese angelica,
dan g quai, dan g qui.

DORIL =
Alternanthera brasiliana (L) O. Kuntze.

Sinônimos: anador, melhoral, acônito-do-mato, caaponga, cabeça-branca,
carrapichinho, carrapichinho-do-mato, ervanço, infalível, nateira, penicilina,
perpétua, perpétua-do-brasil, perpétua-do-mato, quebra-panela, sempre-viva,
terramicina.

DORMIDEIRA =
Mimosa pudica L.

DOURADINHA =
Psychotria xanthophylla Müll. Arg.

DOURADINHA
DO CAMPO = Waltheria douradinha St. Hilaire.

Sinônimos: douradinha, malva-branca, malva-veludo.

DOURADINHA =
Waltheria communis A. St.-Hil.

Sinônimos: douradinha-do-campo, malva-branca, malva-veludo.

DOURADINHA =
Waltheria indica L.

Sinônimos: douradinha-do campo, malva-branca, malva-veludo.

DULCAMARA =
Solanum dulcamara L.

Sinônimos: doce-amarga, uva-de-cão.

EFEDRA =
Ephedra sinica Stapf.

Sinônimos: ephedra, belcho, éphedra, meerträubelkraut, ma huan g.

ELEMI =
Canarium luzonicum Miq.Sinônimos: manila elemi.

ELIXIR-PAREGÓRICO =
Piper callosum Ruiz & Pav.

Sinônimos: joão-brandim, óleo-elétrico, ventre-livre, matricá,
huayusa.

EMBAUBA =
Cecropia glaziovi Snethlage.

Sinônimos: ambahú, ambaí, ambaíba, ambaitinga, ambati, ambaú,
árvore-da-preguiça, baibeira, caixeta, figueira-de-surinam, ibaíba, ibaituga,
imbaíba, imbaúba, imbaubão, pau-de-lixa, pau-formiga, torém, umbauba,
umbaúba.

EMBAUBA =
Cecropia hololeuca Miq.

Sinônimos: ambaia-tinga, ambaiba, árvore-da-preguica, bauna, bauva,
embaiba, embauba, embaúba-prateada, imbaiba, imbaiba-branca,
imbauba-de-folha-branca, imbaiba-de-folha-grande, imbaiba-de-folha-prateada,
imbaiba-do-mato, imbauba-branca, imbauva-torem, umbaiba, umbaiba-branca,
umbauba, árvore de lixa, trumpet tree, yarumo, certico, ambaibo, ambai, palo de
lija.

EMBAUBA =
Cecropia palmata Willd.

Sinônimos: ambaí, ambaú, ambaitinga, amabitinga, ambaíba, ambaúba,
árvore-da-preguiça, caxeta, imbaúba, imbaíba, pau-de-lixa, torém, umbaúba,
trumpet-tree, snake wood, congo pump, wild pawpaw, guarumo, bois cannon,
umbaùba, trompetenbaum, trompettier, yagruma, yagrumo.

EMBAUBA =
Cecropia peltata L.

Sinônimos: ambaí, ambaú, ambaitinga, amabitinga, ambaíba, ambaúba,
árvore-da-preguiça, caxeta, imbaúba, imbaíba, pau-de-lixa, torém, umbaúba, trumpet-tree,
snakewood, congo pump, wild pawpaw, guarumo, bois cannon, umbaùba,
trompetenbaum.

ENDRO =
Anethum graveolens L.

Sinônimos: aneto, anega, dill, funcho-bastardo, dill, shibit, samit, kopr,
shih lo, sjamar, eneldo, aneto, ezamillo, hinojo hediondo, aneto, aneth
odorant, fenouil bâtard, shamir, dille, kapor, koper, mãrar, ukrop, pak chee
lao, dereotu, sowa, soya, suva.

EQUINACEA =
Echinacea angustifolia DC.

Sinônimos: flor-de-cone, púrpura, rudbéquia, igelkopf, echinacea,
echinacea.

EQUINACEA =
Echinacea purpurea (L.) Moench.

Sinônimos: purpúrea, flor-de-cone, púrpura, rudbéquia, igelkopf,
echinacea

ERVA-ANDORINHA =
Chelidonium majus L.

Sinônimos: celidônia, chelidonio, erva-das-verrugas, quelidônia,
quelidônia-maior, erva-dos-calo.

ERVA-BALEEIRA =
Cordia curassavica (Jacq.) Roen. & Schult.

Sinônimos: black-sage.

ERVA-BALEEIRA =
Cordia verbenacea DC.

Sinônimos: maria-preta, maria-milagrosa, catinga-de-barão, pimenteira,
erva-preta, salicina.

ERVA-BENTA =
Geum urbanum L.

Sinônimos: geum.

ERVA-BERGAMOTA =
Monarda didyma L.

Sinônimos: monarda.

ERVA-BOTÃO =
Eclipta alba (L.) Hassk.

Sinônimos: agrião-do-brejo, erva-cidreira, lanceta, surucuina.

ERVA-CIÁTICA =
Ranunculus repens L.

Sinônimos: erva-do-monge, mata-boi, ranúnculo-rasteiro.

ERVA-CIDREIRA =
Lippia alba (Mill) N. E. Brown.

Sinônimos: alecrim, alecrim-do-campo, alecrim-do-mato, alecrim-selvagem,
camará, capitão-do-mato, chá-da-febre, chá-de-estrada, chá-de-frade,
chá-de-pedestre, chá-de-tabuleiro, chá-do-rio-grande-do-sul, cidrão, cidreira,
cidreira-brava, cidreira-capim, cidreira-crespa, cidreira-falsa,
cidreira-melissa, cidrila, cidrilha, cidró, erva-cidreira,
erva-cidreira-de-arbusto, erva-cidreira-do-campo, erva-cidreira-brasileira,
erva-cidreira-falsa, falsa-melissa, lípea, salsa-brava, salva, salva-brava,
salva-do-brasil, salva-limão, sálvia, sálvia-da-gripe.

ERVA-CIDREIRA =
Melissa officinalis L.

Sinônimos: chá-da-frança, chá de tabuleiro, cidrilha, citronela,
citronela-menor, erva-cidreira-européia, erva-erva-luísa, cidreira-verdadeira,
limonete, melitéia, melissa, melissa-romana, melissa-verdadeira,
salva-do-brasil, zitronen melisse, melisa, mélisse, lemon balm, melissa
selvatica, melissae citratae, bee balm, sweet balm.

ERVA-COALHEIRA =
Galium verum L.

ERVA-DE-BICHO =
Polygonum aquifolium

ERVA-DE-BICHO =
Polygonum hydropiper Michaux.

ERVA-DE-BICHO =
Polygonum persicaria L.

Sinônimos: pimenta-d’água, pimenta-do-brejo, persicária, capiçoba, cataia,
curage, acataia, capitiçoba, capitiçova, potincoba.

ERVA-DE-BICHO =
Polygonum punctatum Elliott

Sinônimos: capetiçoba, catária, pimenta-do-brejo, pimenta-d’água, catala,
capiçoba, percicária-do-brasil, petincobe, potincoba, erva-pulgueira, Water
smartweed.

ERVA-DE-COLÉGIO =
Elephantopus mollis H.B.K.

Sinônimos: erva-de-veado, erva-do-diabo, erva-grossa, fumo-bravo,
fumo-da-mata, língua-de-vaca, pé-de-elefante, saçóia, sossoia, suaçuaia,
suaçúcaá, suaçu-caá, suçaiá, suçauaiá, suçuaia.

ERVA-DE-GATO =
Nepeta cataria L.

Sinônimos: erva-gateira, erva-gato, erva-dos-gatos, neveda-dos-gatos.
Catmint, cat-nip, hierba del gato, herbe aux chats, cataria.

ERVA-DE-JABOTI =
Peperomia pellucida (L.) H.B.K.

Sinônimos: comida-de-jaboti, coraçãozinho, corazón de hombre,
Ulasiman-bato, pansit-pansitan, olasiman-ihalas, tangon-tangon, peperomia,
garrapatilla.

ERVA-DE-PASSARINHO =
Struthanthus flexicaulis (Mart.) Mart.

ERVA-DE-PASSARINHO =
Struthanthus marginatus (Desr.) Blume.

ERVA-DE-PASSARINHO =
Struthanthus polyrhizus Mart. var. polyrhizus

ERVA-DE-SANTA-LUZIA =
Commelina nudiflora L.

ERVA-DE-SANTA-LUZIA =
Euphorbia hirta L.

Sinônimos: erva-andorinha.

ERVA-DE-SANTA-LUZIA =
Euphorbia resinifera O. Berg.

Sinônimos: euphorbium.

ERVA-DE-SANTA-MARIA =
Chenopodium ambrosioides L.

Sinônimos: matruço, menstruz, canudo, erva-santa, mastruz, mata-cobra,
anserina-vermes, erva-mata-pulgas, erva-das-cobra, erva-formigueira,
erva-vomiquiera, erva-das-lombrigas, mentruz.

ERVA-DE-SÃO-CRISTÓVÃO =
Cimicifuga racemosa (L.) Nutt.

Sinônimos: cimicífuga, black cohosh, cimicífuga, actée à grappes,
cimicifuga, cimicifuga.

ERVA-DE-SÃO-ROBERTO =
Geranium robertianum L.

ERVA-DOCE =
Pimpinella anisum L.

Sinônimos: anis, anis-verde, pimpinella, anacio, anise, anis vert.

ERVA-DOS-BURROS =
Oenothera biennis L.

Sinônimos: estrela-da-tarde, onográcea, prímula, onagra, zécora, canárias,
evenin g primrose, onagra, onagre, onagracee, nachtkerze, fever plant, Field
primrose, King’s cure-all, Night willow-herb, Scabish, Scurvish.

ERVA-LANCETA =
Solidago chilensis Meyen var. chilensis.

Sinônimos: arnica, arnica-brasileira, arnica-da-horta, arnica-de-terreiro,
arnica-do-brasil, arnica-silvestre, erva-federal, erva-lanceta, espiga-de-ouro,
federal, flecha, lanceta, macela-miúda, marcela-miúda, rabo-de-foguete,
rabo-de-rojão, sapé-macho.

ERVA-LOMBRIGUEIRA =
Spigelia anthelmia L.

Sinônimos: arapabaca, arapabaca-de-cheiro, erva-formigueira.

ERVA-MATE =
Ilex paraguariensis A. St-Hil.

Sinônimos: erva-chimarrão, mate, chá-mate, chá-do-Paraguai,
chá-dos-jesuítas, chá-das-missões, chá-mate-do-Paraguai, chá-argentino,
chá-do-Brasil, congonha, congonha-das-missões, congonheira, erva-mate-legítima,
mate-verdadeiro.

ERVA-PICÃO =
Bidens cynapifolia HBK.

Sinônimos: fura-capa, carrapicho, cuambu, picão-do-campo, piolho, padre,
carrapicho-de-duas-pontas, cuambi, pico-pico, paconca, carrapicho-de-agulha,
macela-de-campo, Cadillo menudo.

ERVA-POMBINHA =
Phyllanthus acutifolius Poir. ex Spreng.

ERVA-SANTA =
Justicia sp.

Sinônimos: brasília.

ERVA-SANTA =
Aloysia gratissima (Gill & Hook) Troncoso.

Sinônimos: alfazema-do-brasil, erva-da-graça, erva-de-nossa-senhora.

ERVA-TOSTÃO =
Boerhavia diffusa L.

Sinônimos: agarra-pinto, amarra-pinto, batata-de-porco, beldroega-grande,
bredo-de-porco, celidônia, pega-pinto, solidônia, tangará, tangaracá.

ESCADA-DE-JABOTI =
Bauhinia rutilans Spruce ex Benth.

Sinônimos: cipó-florão, cipó-escada, cipó-unha-de-boi, unha-de-vaca.

ESCROFULÁRIA =
Scrophularia nodosa L.

Sinônimos: erva-de-são-pedro. Figwort, escrofularia, scrophulaire,
scrofularia, knoten-braunwurz.

ESPINAFRE =
Spinacia oleracea L.

ESPINHEIRA-SANTA =
Maytenus ilicifolia Mart. Ex Reissek.

Sinônimos: cancerosa, cancorosa, cancorosa-de-sete-espinhos, cancrosa,
cangorça, coromilho-do-campo, erva-cancerosa, espinho-de-deus,
espinheira-divina, limãozinho, maiteno, marteno, pau-josé, salva-vidas,
sombra-de-touro, congorosa.

ESPINHEIRO-MARÍTIMO =
Hippophae rhamnoides L.

Sinônimos: espinheiro-cerval-marítimo, falso-espinheiro, Seabuckthorn,
argousier, sanddorn

ESPINHO-DE-CIGANO =
Acanthospermum hispidum DC.

Sinônimos: amor-de-negro, cabeca-de-boi, carrapicho-de-carneiro,
carrapicho-rasteiro, comboeiro, espinho-de-carneiro, espinho-de-retirante,
federação, pica-de-minas, picão, retirante, torito, bristly starbur ou
goat’s-head.

ESPIRRADEIRA =
Nerium oleander L.

Sinônimos: espirradeira, oleandro, flor-de-são-josé, loandro, loureiro-rosa,
loandro-da-índia.

ESPONJEIRA =
Acacia farnesiana (L.) Willd.

Sinônimos: espinilho, Cassie, opopanax, mimosa bush, sweet wattle, mimosa,
aromo, acacie odorante, süsse akazie.

ESPORINHA =
Consolida ajacis Nieuw.

ESQUELETO =
Ipomoea quamoclit L.

Sinônimos: boa-tarde, campainha, campainha-vermelha, cardeal,
cipó-esqueleto, corda-de-viola, corriola, flor-de-cardeal, primavera,
primavera-grande, prímula.

ESTEVIA =
Stevia rebaudiana (Bertoni) Bertoni.

Sinônimos: stevia, estevia-de-brasília, estevia-do-canadá, Caá-eé,
caá-ehé, caá-heê, estévia-doce, kah’e.

ESTORAQUE =
Liquidambar orientalis Mill.

Sinônimos: estírax, Oriental storax, oriental sweet-gum, storax.

ESTRAGÃO =
Artemisia dracundulus Hook F.

Sinônimos: erva-dragão, estragão-francês, estragon, turkhum, ai hao,
drakunkulo, rakuuna, tárkony, drakebloed, tarragon, erba drago, estraon, bylica
estragon, dragon, tarhun.

EUCALIPTO =
Eucalyptus citriodora Hook.

EUCALIPTO =
Eucalyptus globulus Labill.

EUCALIPTO =
Eucalyptus sp.

EUFÓRBIA =
Euphorbia sp

EUFRÁSIA =
Euphrasia officinalis L.

Sinônimos: consolo-da-vista, eyebright, euphraise officinale, eufrásia,
echter augenstrost.

EUPATÓRIO =
Eupatorium cannabinum L.

EUPATÓRIO =
Eupatorium perfoliatum L.

Sinônimos: true boneset, agueweed ou thoroughwort, boneset, herbe à la
fièvre, lateinische bezeichnun g.

FEDEGOSO =
Cassia occidentalis L.

Sinônimos: balambala, café-negro, folha-do-pajé, fedegoso-verdadeiro,
ibixuma, lava-prato, mangerioba, mamangá, mata-pasto, maioba, pajamarioba, pereriaba,
taracurú, coffee senna, casse puante.

FEDEGOSO =
Senna corymbosa (Lam.) H.S. Irwin & BarnebySinônimos: sena-do-campo, sene-do-campo, sena-do-mato, folha-de-sene.

FEDEGOSO-GIGANTE =
Senna alata (L.) Roxb.

Sinônimos: alcapulco, fedegosão, mangerioba-do-pará, mangerioba-grande,
mata-pasto-grande, dartrial, candle bush, candelabra bush, roman candle tree,
emperor’s candlesticks, ringworm bush.

FEIJÃO =
Phaseolus vulgaris L.

Sinônimos: feijão-base, feijão-comum, feijoeiro. Frijol, haricot, bean,
fagiolo.

FEIJÃO-AZUKI =
Vigna angularis (Willd.) Ohwi & H. Ohashi.

Sinônimos: azuki, feijão-vermelho, Azuki, chi dou, hon g xiao dou, adzuki,
haricots adzuki.

FEL-DA-TERRA =
Centaurium erythraea Rafn.

Sinônimos: centáurea-menor, petite centaurée, erythrée.

FENO-GREGO =
Trigonella foenum-graecum L.

Sinônimos: alforvas, ervinha, fenacho, Fenugreek, alholva, alholva, heno
griego, fenugrek, fieno greco comune, hu lu ba, hu-lu-pa, k’u-tou, mêthi.

FIDALGUINHOS =
Centaurea cyanus L.

Sinônimos: centaura, bachelor’s button, cornflower, blue-bottle.

FIGO =
Ficus carica L.

Sinônimos: figueira.

FIGO-DA-ÍNDIA =
Opuntia ficus-indica (L.) Mill.

Sinônimos: cacto, figueira-da-barbária, figueira-da-índia,
figueira-do-diabo, figueira-do-inferno, palma-forrageira, palma, tuna, Mission
cactus, yellow tuna, tuna de campo, figue de barbarie, nopal, ficodindia.

FILIPÊNDULA =
Filipendula ulmaria (L.) Maxim.

Sinônimos: ulmária, rainha-dos-prados, ulmeira, erva-ulmeira,
barba-de-bode, erva-das-abelhas, grinalda-de-noiva, olmeira, meadowsweet,
ulmaire, spierstauden.

FITOLACA =
Phytolacca decandra L.

Sinônimos: fitolaca-americana, uva-turca, vinagreira, tintureira,
uva-dos-passarinhos, baga-moira, hierba carmín, american poke, american
pokeweed, bledo carbonesro, cancer-root, hierba carmin, inkberry, pigeon berry,
pocan, poke, poke root, pokeberry, pokeroot, pokeweed, reujin d’ours,
sekerciboyaci, skoke, yoshu-yama-gobo, yyamilin, phytolacca root, phytolaccae
radix, phytolacca berry, phytolaccae bacca, blitum americanum, branching
phytolacca, phytolaque, garget, méchoacan du canada, bear’s grape, poke weed,
raisin d’amérique, red-ink plant, american spinach, crowberry, jalap, american
nightshade, cokan, coakum, chongras, morelle à grappes, herbe de la laque,
amerikanische scharlachbeere, kermesbeere, virginian poke, poke berry, blitum
americanum, garget weed.

FOLHA-DA-FORTUNA =
Kalanchoe pinnata (Lam.) Pers.

Sinônimos: coirama, erva-da-costa, folha-da-costa, folha-da-fortuna,
folha-de-pirarucú, folha-grossa, orelha-de-monge, paratudo,
roda-da-fortuna.

FO-TI =
Fallopia multiflora (Thunb. ex Murray) Czer.

Sinônimos: polígono, Fleeceflower, he shou, renouée à fleurs, he shou wu,
fo-ti.

FRAGARIA =
Potentilla fragariastrum Ehrh.

FRÂNGULA =
Frangula alnus Mill.

Sinônimos: amieiro-negro, amieiro-preto, canjica, fusaro, lagarinho,
sanguinho-de-água. Alder buckthorn, frangola, bourdaine, frangula.

FRUTA-DO-CONDE =
Annona squamosa L.

Sinônimos: anona, araticum, ata, cabeça-de-nego, condessa, coração-de-boi,
pinha, sugar apple, custard apple, sweetsop, pomme cannelle, annona, anona,
chirimoya verrugosa, gandhagatra, shubba, ramphal, sharifah, sitaphal.

FUCUS =
Fucus vesiculosus L.

Sinônimos: alga marinha, Bladderwrack.

FUMÁRIA =
Fumaria officinalis L.

FUMO =
Nicotiana tabacum L.

Sinônimos: erva-santa, fumo, Tobacco, tabaco, tabac, tabacco.

FUNCHO =
Foeniculum vulgare Mill.

Sinônimos: erva-doce, fiolho, fiolho-de-florena, fiolho-doce, fennel,
finocchio selvatico.

FURA-PAREDES =
Parietaria officinalis L.

Sinônimos: parietária, alfava-de-cobra, tiritana, erba dei muri,
gambarussa, pan mol, vedragin, lavagoti, marajola, perducia, erba vetriola,
parietaria, erba vetriola, urceola, perfora muraglie, muraiola, spaccapietre,
erba corona.

GÁLBANO = Ferula galbaniflua Boiss. &
Buhse.

Sinônimos: gálbano, galbanum.

GALEGA =
Galega officinalis L.

Sinônimos: arruda-de-bode.

GALEÓPSIS =
Galeopsis dubia

GARCÍNIA =
Garcinia cambogia Desr.

Sinônimos: hattan yellow, gamboge tree, garcínia, gummi-gutta.

GARRA-DO-DIABO =
Harpagophytum procumbens DC.

Sinônimos: harpago, unha-do-diabo, artiglio del diavolo, harpagophytum,
devil’s claw, harpagofito, griffe du diable.

GENCIANA =
Gentiana lutea L.

Sinônimos: gencianela, genciana-amarela, gengiba, junciana, unciana,
xaranzana, genciana, gengiba, unciana, quina de pobre, genciana amarilla,
genciana mayor, xaranzana, genciana, gençana, argençana, jansana, arjansana,
errosta, genciana, argençana, xensá, yellow gentian, gentiane, gele gentiaan,
gelber enzian, bitter wurz, gentiane jaune, grande gentiane, genciana,
genziana, giansana.

GENCIANA =
Lisianthus pendulus Mart.

GENGIBRE =
Zingiber officinale Roscol.

Sinônimos: gengivre, gingibre, magaratáia, mangaratá, mangarataia,
mangaratiá, Jengibre, gingembre, ginger.

GENGIBRE-SELVAGEM =
Asarum canadense L.

Sinônimos: coltsfoot, canada snakeroot, black snakerroot, wild ginger,
indian ginger, jengibre silvestre, gingembre sauvage, kanadische
haselwurz.

GERGELIM =
Sesamum indicum DC.

Sinônimos: jerxelim, gergelim.

GERVÃO =
Starchytarpheta jamaicensis (L.) Vahl.

Sinônimos: aguará-podá, aguarapondá, chá-do-brasil, ervão, gerbão, gervão,
gervão-azul, gervão-folha-de-verônica, gervão-legítimo, orgibão, rinchão,
uregão, urgebão, urgervão, vassourinha-de-botão, verbena, verbena-azul.

GERVÃO =
Stachytarpheta cayennensis (Rich.) Vahl.

Sinônimos: gervão, gervão-roxo, rinchão, gerbão, gervão-azul.

GIESTA =
Cytisus scoparius (L.) Link.

GILBARBEIRA =
Ruscus aculeatus L.

Sinônimos: giesteira-das-vassouras, Butcher’s broom, rusco, retit houx,
rusc.

GINJEIRA =
Cerasus vulgaris Mill.

Sinônimos: prunus.

GINKGO-BILOBA =
Ginkgo biloba L.

Sinônimos: ginkgo biloba, ginkgoácea, nogueira-do-japão, Ginkgo, ginkyio,
icho, ginnan, árbol sagrado, ginkgo biloba, ginco, pakgor su, ginko.

GINSENG =
Panax ginseng C.A. Mey.

Sinônimos: panacéia, cinco-folhas, ginseng, ginseng-asiático,
ginseng-coreano, ginseng-chinês, ginseng-japonês, ginsen g.

GINSENG-BRASILEIRO =
Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen

Sinônimos: corrente, paratudo, ginseng-do-brasil, pfáffia,
Carango-sempre-viva, corango-sempre-viva, paratudo.

GINSENG-BRASILEIRO =
Pfaffia paniculata (Mart) O. Kuntze

Sinônimos: pfafia, corrente, Suma, Brazilian ginseng, pfaffia, para toda,
corango-acu.

GIRASSOL =
Helianthus annuus L.

GIRASSOL-MEXICANO =
Tithonia diversifolia (Hemsl.) A. Gray.

Sinônimos: boldo-japonês, titonia, margaridão-amarelo.

GOIABEIRA =
Psidium guajava L.

Sinônimos: araçá das almas, araçá goiaba, goiaba maça, guaiba, guaiava,
common guava, guayaba, apple guava, tropical guava, yellow guava, guava,
goyave, goyavier, guyaba, goeajaaba, guave, goejaba, nulu, purijo, pichi, posh,
enandi.

GOMA-AGUAR =
Cyamopsis tetragonolobus (L.) Taub.

Sinônimos: guar gum.

GRAMA =
Triticum repens L.

Sinônimos: dog-grass, quick-grass, quackgrass, quitch-grass, quake-grass,
scutchgrass, twitch-grass, witch-grass, wheatgrass, creppin g wheatgrass,
devil’s-grass, durfa-grass, durfee-grass, dutch-grass, fin’s-grass, chandler’s
grass.

GRANDIÚVA =
Trema micrantha (L.) Blume.

Sinônimos: candiúba, coatidiba, coatiudiba, crindiúva, curindiba,
gurindiba, orindeúva, orindiba, orindiuva, orinduíba, periquiteira,
pau-de-pólvora, taleira.

GRÃO-DE-BICO =
Cicer arietinum L.

Sinônimos: cabeça-de-carneiro, café-francês, ervanço, gravanço, chickpea,
garbanzo, pois chiche, cece, sis, ciximi, fasgiolum tundu.

GRAVATÁ =
Bromelia pinguin L.

Sinônimos: caraguatá, caravatá, caraguatá, caravatá, gravatá, caraguata,
caragate caraguate, the pinguin bromelia.

GRAVATÁ =
Aechmea muricata L.B. Sm.

Sinônimos: caraguatá.

GRAVIOLA =
Annona muricata L.

Sinônimos: araticum-do-grande, guanabano, coração-da-rainha, condessa,
jaca-do-pará, jaca-de-pobre, araticum, fruta-do-conde, pinha, cabeça-de-negro,
ata, soursop, guanábana.

GROSELHA =
Ribes nigrum L.

Sinônimos: groselha negra, groselheira-negra, groselheira-preta. Black
currant, grosella negra, cassis, ribes nero.

GRUMIXAMA =
Eugenia brasiliensis Lam.

Sinônimos: grumichameira, grumixaba, grumixameira, ibaporoiti.

GUABIROBA =
Campomanesia xanthocarpa O. Berg.

Sinônimos: gabirobeira, gabirova, gavirova, goiaba-da-serra,
guabiroba-da-mata, guabirobeira, guabirova, guariroba, guarirova, guavira,
guaviroba, guavirova, guariroba, guabirá.

GUAÇATONGA =
Casearia sylvestris Sw.

Sinônimos: apiá-acanoçu, bugru-branco, baga-de-pomba, bugre-branco,
café-bravo, café-de-frade, café-do-brejo, café-do-diabo, cafezeiro-bravo,
cafezeiro-do-mato, cafezinho-do-mato, caimbim, cambroé, caroba, carvalhinho,
chá-de-bugre, chá-de-frade, chá-de-são-gonçalinho, chalé-de-frade,
erva-da-pontada, erva-de-pontada, erva-de-bugre, erva-de-guaçatunga-falsa,
erva-de-lagarto, erva-de-teiú, estralador, fruta-de-saíra, gaibim, gaimbim,
guaçatunga, guaçatunga-branca, guaçatunga-falsa, guaçatunga-preta, guaçutonga,
guaçutunga, guassatonga, língua-de-lagarto, língua-de-tiú, marmelada-vermellha,
marmelinho-do-campo, paratudo, pau-de-bugre, pau-de-lagarto, pau-de-lagarto,
petumba, pioia, pióia, pitumba-de-folha-miúda, pombeiro, quacitunga, vaçatonga,
saritã, uassatonga, vacatunga, varre-forno, vassatunga, vassitonga.

GUACO =
Mikania cordifolia (L. F.) Willd.

GUACO =
Mikania glomerata Spreng.

Sinônimos: cipó-caatinga, cipó-catinga, cipó-sucuriju, coração-de-jesus,
erva-de-cobra, erva-cobre, guaco-liso, guaco-de-cheiro, guaco-trepador,
guaco-verdadeiro, guape, micânia, uaco, guaco, guaco, guaco, guaco.

GUALTÉRIA =
Gaultheria procumbens L.

Sinônimos: wintergreen, waxberry, gaultheria.

GUANDU =
Cajanus cajan (L.) Millsp.

Sinônimos: feijão-andu, andu, feijão guandu, guandeiro, guando, pigeonpea,
pigeon pea, pois d’angole, pois cajan, guandul, straucherbse.

GUARANÁ =
Paullinia cupana Kunth.

Sinônimos: uaraná, guanazeiro, guaranauva, guaranaína, guarana, guaraná,
guaranà, guaranastrauch.

GUAXINGUBA =
Ficus insipida var. Insipida Mart.

Sinônimos: caxinguba, coajinguva, lombrigueira, mapimissu, oje.

GUINÉ =
Petiveria alliacea L.

Sinônimos: mucura-caá, erva-pipi, tipí, teté, erva-de-alho, amansa-senhor,
tipí-verdadeiro, raiz-de-guiné, gambá, anamu, apacin, huevo de gato, kojo root,
kuan.

HABÚ =
Cassia torosa Cav.

HAMAMELIS =
Hamamelis virginiana L.Sinônimos: hamamélide, virginische zaubernuss, witch hazel, common
witchhazel, amamelide, hamamelides.

HEDEOMA =
Hedeoma pulegioides (L.) Pers.

HELÉBORO =
Helleborus niger L.

HENA =
Lawsonia inermis L.

Sinônimos: henê, henna, henné, hennè

HERA =
Hedera helix L.

Sinônimos: hera-inglesa, hera-verdadeira, gewöhnlicher efeu, hiedra,
lierre, common ivy, edera, hedera.

HERACLEUM =
Heracleum sphondylium L.

HERA-TERRESTRE =
Glechoma hederacea L.

Sinônimos: lotilã-do-mato, lera-terrestre, erva-de-são-joão, Cat’s foot,
gill over the ground, ale hoof, creepin g charlie, turn hoof, hay maids, Herbe
de Saint Jean, Couronne de terre, Terrette, Rondette, Drienne.

HERNIÁRIA =
Herniaria glabra L.

HIBISCO =
Hibiscus rosa sinensis L.

HIDRASTE =
Hydrastis canadensis L.

Sinônimos: goldenseal, hidrastis, hydraste du Canada, idraste.

HIPÉRICO =
Hypericum perforatum L.

Sinônimos: hipericão, milfurada, erva-de-são-joão, ibitipoca,
hipérico-verdadeiro, tüpfel-johanniskraut, millepertuis, St. John’s wort,
amber, goat-weed, johnswort, klamath weed, tipton weed, iperico,
hyperici.

HISOPO =
Leonurus sibiricus L.

Sinônimos: rubim, agripalma, chá-de-frade, erva-macaé, leonurus,
macaé.

HISSOPO =
Hyssopus officinalis L.

Sinônimos: hissopo-das-farmácias, erva-sagrada, sambaicaitá.

HORTELà=
Mentha arvensis var. Piperacens Holmes

Sinônimos: menta-japonesa.

HORTELà=
Mentha sp.

Sinônimos: mentha-piperita, mentha-arvensis, mentha-rotundifolia,
mentha-spicata, vick-vaporrube, hortelã-pimenta, erva-boa, hortelã-cheirosa,
hortelã-chinesa, hortelã-comum, hortelã-cultivada, hortelã-da-horta,
hortelã-de-cavalo, hortelã-de-folha, hortelã-de-folha-miúda, hortelã-de-panela,
hortelã-rasteira, mentrasto, poejo.

HORTELÃ-BRANCA =
Mentha rotundifolia L.

Sinônimos: erva-boa, hortelã-cheirosa, hortelã-chinesa, hortelã-comum,
hortelã-cultivada, hortelã-da-horta, hortelã-das-hortas, hortelã-de-cavalo,
hortelã-de-cheiro, hortelã-de-horta, hortelã-de-folha-miúda,
hortelã-de-folha-redonda, hortelã-de-leite, hortelã-de-panela,
hortelã-de-tempero, hortelã-do-brasil, hortelã-miúda, hortelã-pimenta-rasteira,
hortelã-rasteira, menta-maçã, mentrasto, poejo.

HORTELÃ-GRAÚDO =
Plectranthus amboinicus (Lour.) Spreng.

Sinônimos: erva-cidreira, hortelã-grande, hortelã-graúda, hotelã-grossa,
hortelã-pimenta, orégano-orelhão, malva, malvão, malvariço, malvarisco, country
borage, indian borage, broadleaf thyme, cuban oregano, mexican mint, menthol
plant, mexican oregano, spanish thyme, jamaicathymian, spanischer
thymian.

HORTELÃ-MIÚDA =
Mentha x villosa Huds.

HORTELÃ-PELUDA =
Mentha spicata L.

Sinônimos: hortelã-vilhoça.

HORTELÃ-PIMENTA =
Mentha piperita L.

Sinônimos: hortelã.

HORTELÃ-PELUDA =
Mentha spicata L.

Sinônimos: hortelã-rateiro, hortelã-vilhoça, LEVANTE.

HORTELÃ-SILVESTRE =
Mentha_longifolia (L.) Huds.

Sinônimos: menta-silvestre, alevante, POEJO, hortelã-da-amazônia.

IMBURANA-DE-CHEIRO = Amburana cearensis (Allemao) A. C.
Sm.

Sinônimos: amburana, amburana-de-cheiro, cerejeira-rajada, conduru,
cumaré, cumari, cumarú, cumaru-das-caatingas, cumaru-de-cheiro,
cumaru-do-ceará, cumaru-do-nordeste, cumbaru, cumbaru-das-caatingas, emburama,
imburana, imburana-de-cheiro, umburana, cerejeira, tonka.

IMPERATÓRIA =
Peucedanum ostruthium W.D.J. Koch.

ÍNDIGO =
Indigofera tinctoria L.

Sinônimos: anileira, índigo-do-brasil, indigófera, Indigo, l’indigo,
indaco.

INGÁ =
Inga edulis Mart.

Sinônimos: ingá, ingá-cipó, ingá-de-metro, rabo-de-mico.

INHAME-SELVAGEM =
Colocasia esculenta (L.) Schott.

Sinônimos: inhame-branco, taioba-de-São-Tomé, taro, elephant ears, black
magic, Alocasia, Colocasia & Xanthosoma, ñame, taro.

INSULINA-VEGETAL =
Cissus sicyoides L.

Sinônimos: mãe-boa, cipó-pucá, cipó-puci, achite, anil-trepador,
caavurana-de-cunhan, cipó-da-china, cortina-japonesa, diabetil,
insulina-vegetal, proeza-japonesa, tinta-dos-gentios, uva-brava,
uva-do-mato.

INSULINA-VEGETAL =
Myrcia salicifolia DC.

Sinônimos: insulina, pedra-ume-caá, pedra-hume-caa.

INULA =
Inula helenium L.

IOHIMBINA =
Corynanthe johimbe K. Schum.

Sinônimos: ioimbina, Yohimbe, ohimbe

IPECACUANHA =
Psychotria ipecacuanha (Brot.) Stokes.

Sinônimos: ipeca, ipecacuanha-anelada, poaia, cipó-emético,
poaia-verdadeira, poaia-das-boticas, raiz-do-brasil.

IPECACUANHA-BRANCA-DA-PRAIA =
Hybanthus ipecacuanha (L.) Bail.

Sinônimos: poaia-branca.

IPÊ-ROXO =
Tabebuia impetiginosa (Mart. ex A. DC.) Standl.

Sinônimos: cabroe, ipê, ipê-de-flor-roxa, ipê-mirim, ipê-preto,
ipê-tabaco, ipê-uva-roxa, ipeúva-roxa, pau-d’arco-roxo, peúva,
peúva-roxa.

ISOPO-SANTO =
Artemisia vulgaris L.

Sinônimos: absinto, artemísia-comum, artemísia-verdadeira, artemija,
artemige, artmígio, erva-de-são-joão, flor-de-são-joão, isopo-santo, losna,
losna-brava, gewöhnlicher beifuss, hierba de San Juan, armoise, mugwort,
assenzio selvatico.

JABORANDI =
Pilocarpus jaborandi Stapf.

Sinônimos: jaborandi, jaborandi-legítimo, yaborã di,
jaborandi-pernambucano, jaborandi-do-maranhão, jaborandi-três-folhas, jaborandi-manso,
jaborandi-verdadeiro, jaborandi.

JABORANDI =
Pilocarpus pennatifolius Lem.Sinônimos: jaborandi-do-norte, catai-guacu, ibiratai, pimenta-de-cachorro,
arruda do mato, arruda brava, jamguarandi, juarandi, jaborandi, pilocarpo,
spike pilocarpus, fiederblattriger, jaborandistrauch, jaborandi pilokarpus,
sulgjalehine pilokarpus, jaborandus, jaborandus soort, jaborandumblade, indian
hemp.

JABORANDI =
Piper jaborandi Gaud.

Sinônimos: jaborandi-de-minas, borandi, capoty, catai-guacu, cutia,
erva-de-soldado, jaborandi-capoti, jaborandi-da-mata-virgem, jaborandi-do-norte,
jaborandi-falso, jaborandi-manso, jamborandirana, joao-borandi, nandu,
peteca.

JABORANDI =
Piper sp.

JABUTICABEIRA =
Myrtus cauliflora Mart.

Sinônimos: jabuticaba, jaboticaba, jaboticabeira, jabuticaba-açu,
jabuticaba-do-mato, jabuticaba-paulista, jabuticaba-sabará,
jabuticabeira.

JABUTICABEIRA =
Myrtus jaboticaba Vell.

JACA =
Artocarpus integrifolia L.

Sinônimos: jaca-da-Bahia, jaqueira, jacquier, jackfruit ou jaca
fruit.

JACATUPÉ =
Pachyrhizus erosus (L.) Urb.

Sinônimos: feijão-batata, feijão-de-batata, feijão-jacatupé,
lingüiça-vegetal, Yeticopé, yacatupé, patate-cochon, mexikanische
yams-bohne.

JAMBO =
Syzygium malaccense (L.) Merr. & L.M. Perry.

Sinônimos: jambo-rosa, jambo-vermelho.

JAMBOLÃO =
Syzygium jambolanum (L.) Skeels.

Sinônimos: jamelão, azeitona, jalão, jambeiro, jambuí, oliva, oliveira,
jambolana fruit, jambolum, jamelongue, jambul, jambolanapflaume.

JAMBÚ =
Spilanthes oleracea L.

Sinônimos: abecedária, agrião-bravo, agrião-do-brasil, agrião-do-norte,
agrião-do-pará, botão-de-ouro, erva-maluca, jabuaçú, jaburama, jambu-açú, jamaburana,
mastruço, nhambu.

JAMBÚ =
Spilanthes acmella (L.) Murr.

Sinônimos: abecedária, agrião-bravo, agrião-do-brasil, agrião-do-norte,
agrião-do-pará, botão-de-ouro, erva-maluca, jabuaçú, jaburama, jamaburana,
mastruço, nhambu.

JAMBUAÇÚ =
Spilanthes acmella (L.) Murr. var. Typica

Sinônimos: abecedaria, agrião, agrião-bravo, agrião-do-mato,
agrião-do-norte, agrião-do-pará, agrião-do-brasil, agriãozinho, botão-de-ouro,
erva-de-malaca, jambú, jambú-açú, jambuassú, jambú-assú, jambú-rana, mastruço,
pimenta-d’água, pimenteira, pimenteira-do-pará.

JANAÚBA =
Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel

Sinônimos: janaguba, janauba, dona-joana, raivosa, jasmim-manga,
sabeú-una, tiborna, sucuúba.

JAPANA-ROXA =
Eupatorium triplinerve Vahl.

Sinônimos: aiapana, lapana, erva-santa.

JAPECANGA =
Smilax brasiliensis Spreng.

Sinônimos: japicanga-miúda, japucanha.

JARRINHA =
Aristolochia cymbifera Mart. & Zucc.

Sinônimos: capa-homens, cassaú, cassayú, cassa-yú, cipó-mata-cobras,
cipó-mil-homens, jarrinha, jarro, mil-homens, papo-de-peru, papo-de-galo,
raiz-de-mil-homens.

JASMIM =
Jasminum arabicum

JASMIM =
Jasminum officinale L.

Sinônimos: jasmim-amarelo, jasmim-branco, jasmim-da-china,
jasmim-da-espanha, jasmim-da-itália, jasmim-de-são-josé, jasmim-dos-poetas,
jasmineiro. Jazmín, jasmin, jasmine, gelsomino comune.

JATOBÁ =
Hymenaea courbaril L.

Sinônimos: árvore-copal-do-brasil, farinheira, imbiúva, jabotii-timbaí,
jassaí, jatabá-trapuca, jataí, jataíba, jataíba-peba, jataíba-uva, jataici,
jataipeba, jataí-amarelo, jataúba, jatel, jati, jatobá-de-anta,
jatobá-de-porco, jetaí, jetaíba, jitaí, jutaí, jutaí-açu, juteí, jupiti,
pão-de-ló-de-mico, South America locust, guapinol, algaborro, azucar
huayo.

JATOBÁ =
Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne.

JENIPAPO =
Genipa americana L.

Sinônimos: jenipapeiro, jenipa, jenipapo-da-américa, jenipaba.

JEQUITIBÁ =
Cariniana legalis (Mart.) Kuntze.

Sinônimos: jequitibá-vermelho, jequitibá-grande, jequitibá-branco,
jequitibá-rosa, sapucaia-de-apito, pau-carga, jequitibá-cedro, estopa,
pau-cixão, congolo-de-porco.

JILÓ =
Solanum gilo Raddi.

Sinônimos: giló.

JOÁ-DE-CAPOTE =
Nicandra physaloides (L.) Gaertn.

Sinônimos: balãozinho, bexiga, bucho-de-rã, joá, juá-de-capote,
lanterna-da-china, maçã-do-perú, mata-fome, quintilho.

JOÃO-DA-COSTA =
Echites peltatus Vell.

Sinônimos: cipó-benção, cipó-capador, cipó-de-mucuna, cipó-de-paina,
erva-santa, paina-de-penas.

JOAZEIRO =
Ziziphus joazeiro Mart.

Sinônimos: joá, joazeiro, juá-de-espinho, juazeiro, jurubeba, jurupeba,
raspa-de-juá, juá-fruta, enjuá, enjoaá, juá-mirim, laranjeira-do-vaqueiro.
Joazeiro, jujubier brésilien, zizyphus joazeiro.

JORRO-JORRO =
Thevetia peruviana (Pers.) K. Schum. – “Tóxica”

Sinônimos: chapéu-de-napoleão, noz-de-cobra, acaimirim, cerbera,
auaí-guaçu, Be-still-tree, lucky nut, yellow oleander, campanilla, castaneto,
caruache, lechero, noix serpent.

JUCÁ =
Apuleia ferrea (Mart.) Baill.

Sinônimos: jucá, pau-ferro-do-ceará, jucaína, icainha, muiarobi,
ibirá-obi, muiré-itá, imirá-itá, brazilian Ironwood.

JUJUBA =
Ziziphus jujuba Mill.

Sinônimos: jujuba-selvagem, jujubeira, macieira-de-anáfega. Jujube,
jinjolero, jujuber du brésil.

JURUBEBA =
Solanum asperolanatum Ruiz & Pav.

Sinônimos: jupeba.

JURUBEBA =
Solanum paniculatum L.

Sinônimos: juribeba, juribebe, juripeba, jubeba, jupeba, jurubeba-branca,
jurubeba-verdadeira, jurubebinha, jurupeba, jurumbeba, juvena, juuna, jurubeba,
giurubeba.

JURUBEBA =
Solanum tabacifolium Dunal.

JURUBEBA-DO-SUL =
Solanum fastigiatum Willd.

JURUBEBA-FALSA =
Solanum variabile Mart.

KARITÊ = Butyrospermum parkii (G. Don)
Kotschy.

Sinônimos: shea butter, karité, karité, schibutterbaum.

KAVA
KAVA = Piper methysticum Forst. F.

Sinônimos: cava-cava, kava, kawa-kawa.

LACRE =
Vismia guianensis (Aubl.) Choisy.

Sinônimos: árvore-da-febre, goma-lacre, pau-de-lacre, lacre-branco.

LÁGRIMA-DE-NOSSA-SENHORA =
Coix lacryma-jobi L.Sinônimos: capiá, capim-de-nossa-senhora, capim-de-contas, capim-miçanga,
capim-missanga, capim-rosário, conta-de-lágrimas, contas-de-nossa-senhora,
contas, lágrimas-de-jó, lágrimas-de-cristo, lágrimas-de-São-Pedro, rosário,
ob’s tears, lágrimas de job, camándula, larme de job, hiobstränen.

LARANJA-AMARGA =
Citrus auratium L.

Sinônimos: laranja-azeda, laranja-bigarade, laranja-cavalo,
laranja-da-china, laranja-da-terra, laranja-de-sevilha, laranja-de-umbigo,
laranja-doce, laranja-flor, laranja-morgote, laranja-natal, laranja-pêra, laranja-valência,
laranja-sevilhana, laranja silvestre, laranjeira, laranjeira-comum,
laranjeira-da-china, laranjeira-doce, morgote, pomo-das-hosperides,
pomo-de-bacho, pomo-de-ouro, tangerina-morgote, bitter orange, naranja amarga,
pomeranssi, arancio amaro, pomeranze.

LARANJEIRA =
Citrus sinensis Osbeck.

Sinônimos: laranja, laranja-doce, laranja-de-umbigo, laranja-bahianinha,
laranja-lima, laranja-natal, laranja-pera-do-Rio, laranja-rubi,
laranja-valência, laranja-hamlin, laranja-bahia, laranja-sangüinea,
laranja-pêra, laranjeira, navel orange, orange, naranshi, tian chen g, naranja,
orango, tapuz, narangi, arancia, orenji, apjelsin, nagaaruka, naranga.

LARANJINHA-DO-MATO =
Xanthoxylum tingoassuiba Saint-Hilaire.

Sinônimos: tinguaciba, tinguaci-uba, laranjeira-brava.

LAUROCERASO =
Prunus laurocerasus L.

Sinônimos: louro-cereja.

LENTILHA =
Lens esculenta Moench.

Sinônimos: lenticela. lentil, lenteja, lentille, lenticchie.

LESPEDEZA =
Lespedeza capitata Michx.

Sinônimos: trébol americano, lespedeza, bush-clover, round head bush
clover, round-headed bush-clover, round-headed lespedeza.

LEVANTE =
Mentha spicata L.

Sinônimos: hortelã-rateiro, hortelã-vilhoça, HORTELÃ-PELUDA.

LEVÍSTICO =
Levisticum officinale W.D.J. Koch.

Sinônimos: levítico, erva-maggi, folhas de Ligústica, lovage, lovage
leaves, levístico, ligustro, hojas, livèche, maggi, liebstockblätter.

LICHIA =
Litchi chinensis Sonn.

Sinônimos: lichia, lychee, lichi lychee nut, lechia, litchi, quenepe
chinois.

LICOPÓDIO =
Lycopodium clavatum L.

LICOPUS =
Lycopus virginicus L.

LILÁS-DA-ÍNDIA =
Melia azedarach L.

Sinônimos: lírio-china, lírio-do-japão, lilás-do-japão, cinamomo.

LIMÃO-BRAVO =
Podophyllum peltatum L.

Sinônimos: limão bravo, maçã de maio, maçã de porco, maçã índia, limão
selvagem, may apple, ho g apple, american mandrake, indian apple, raccoonberry,
wild lemon.

LIMÃO-BRAVO =
Siparuna apiosyce (Mart. ex Tul.) A. DC.

LIMÃO-GALEGO/TAHITI =
Citrus aurantifolia (Christm.) Swingle.

Sinônimos: limão-taiti, limão, limoeiro, lima-ácida, lime.

LIMÃO-SICILIANO =
Citrus limon (L.) Burm. F.

Sinônimos: limoeiro, limão-eureka, limão-gênova, limão-feminello,
limão-monochelo, limão-lisboa, limão-verde, limão-verdadeiro, zitrone, lai men
g, limón, citron, limoen, lemon, limone, lajm.

LIMONETE =
Aloysia citriodora (Lam.) Kunth.

Sinônimos: cedrina, cidrão, cidrilha, cidrilho, cidró, erva-luísa,
falsa-erva-cidreira, lúcia-lima, salva-limão, Lemon verbena, hierba luisa,
verveine citronnelle, vervena, erba cedrina.

LINÁRIA =
Linaria vulgaris Spr.

LÍNGUA-DE-TUCANO =
Eryngium campestre Cham. & Schltdl.

LINGUA-DE-TUCANO =
Eryngium pristis Cham. & Schltdl.

LÍNGUA-DE-VACA =
Chaptalia nutans (L.) Polak.

Sinônimos: buglossa, chamama, costa-branca, erva-de-sangue, fumo-do-mato,
labaça, língua-de-vaca-miúda, paraqueda, paraquedinha, sanguineira,
tapira.

LÍNGUA-DE-VACA =
Elephantopus scaber L.

Sinônimos: chamaria, elephantopus, erva-colégio, erva-de-sangue,
erva-grossa, erva-de-veado, erva-do-diabo, fumo-branco, fumo-da-mata,
gervão-falso, pé-de-elefante, sanguineira, suaçucaá, sussuaia, saçóia, sossoia,
suaçuaia, suaçu-caá, suçaiá, suçauaiá, suçuaia, tapira, tu gon g ying,
prickly-leaved, elephants foot, elephantopus, elephant’s foot, false tobacco,
tobacco weed, tutup bumi, tapak tangan, talpak tana, tapak gajah, go jihva,
gojihiva, gobhi, hastipada, lengua de vaca, ti-tan-t’ou, faux tabac.

LINHAÇA =
Linum usitatissimum L.

Sinônimos: linho.

LÍQUEN-DA-ISLÂNDIA =
Cetraria islandica (L.) Ach.

LÍRIO-DE-MAIO =
Convallaria majalis L. – “Tóxica”

Sinônimos: convalária, lírio convale, lírio-de-maio, lírio-do-brejo, lily
of the valley, lirios del valle, muguet, mughetto, maiglöckchen.

LÍRIO-DO-BREJO =
Hedychium coronarianum Koenig.

Sinônimos: bastão-de-são-josé, borboleta, borboleta-amarela,
cardamomo-do-mato, escalda-mão, flor-de-lis, gengibre-branco, jasmim,
jasmim-borboleta, jasmim-do-brejo, lágrima-de-moça, lágrima-de-napoleão,
lágrima-de-vênus, lírio-branco, lírio-do-vale, napoleão, narciso, olímpia,
piri.

LÍRIO-FLORENTINO =
Iris x germanica var. Florentina (L.) Dykes.

Sinônimos: íris, íris-germânica, lírio, lírio-cardano, lírio-da-alemanha,
Bearded iris, lírio, iris de Florence, gìglio fiorentino.

LOBEIRA =
Solanum grandiflorum L.

Sinônimos: fruta-de-lobo, fruteira-de-lobo, jurubeba-lobeira, siuca huito,
potato tree.

LOSNA =
Artemisia absinthium L.

Sinônimos: absinto, absinto-comum, absinto-grande, absinto-maior,
absíntio, absíntio-comum, acinto, acintro, aluína, alvina, amargosa, artemísia,
citronela-maior, erva-dos-bichos, erva-dos-cem-gostos, erva-dos-velhos,
erva-santa, erva-dos-vermes, flor-de-diana, gotas-amargas, grande-absíntio,
grande-absinto, losma, losna-branca, losna-de-dioscórides, losna-maior, sintro,
vermute, vermut, ajenjo, absinto, absinthe, wormwood, assènzio, absíntio.

LÓTUS =
Nelumbo nucifera Gaertn.

Sinônimos: flor-de-lótus, lótus-da-índia, lótus-egípcio, lótus-sagrado,
raiz-de-lotus, sacred lotus, lotus, fior di loto.

LOURO =
Laurus nobilis L.

LOURO-CEREJA =
Prunus laurocerasus L.

Sinônimos: louro-cereja.

LÚPULO =
Humulus lupulus L.

Sinônimos: vinha-do-norte, engatadeira.

MAÇA =
Malus domestica Borkh.

MACELA =
Chamaemelum nobile L.Sinônimos: camomila-inglesa, camomila-perene, camomila-romana. Manzanilla,
camomille romaine, perennial chamomile, camomilla, chamomillae romanae.

MACELINHA =
Anthemis cotula L.

Sinônimos: stinkin g chamomile, mayweed camomile, mayweed,
dog-fennel.

MACIEIRA =
Pyrus malus L.

Sinônimos: macieira.

MADRESSILVA =
Lonicera japonica Thunb. ex Murray.

MAGNÓLIA =
Magnolia officinalis Rehder & E. H. Wilson.

Sinônimos: magnoleira, Magnolia, chinese magnolia, magnòlia.

MAL-ME-QUER-DO-CAMPO =
Grindelia robusta Nutt.

MALVA =
Malva sp.

MALVA =
Malva sylvestris L.

Sinônimos: malva-cheirosa, gerâneo-aromático, malva-grande,
malva-das-boticas, malva-silvestre, malva-de-casa, malva-rosa, rosa-chinesa.

MALVA-COMUM =
Malva parviflora L.

Sinônimos: malva, malva-de-botica, malva-de-cheiro, malvisco,
malvaísco.

MALVA-CRESPA =
Malva crispa L.

Sinônimos: malva, malvisco, malvaísco.

MALVA-DA-ÍNDIA =
Alcea rosea L.

Sinônimos: alcea, alteia, malvaísco, malva-rosa, malva real, cañamera
real, malva isabela, malva loca, malva de las indias, malva rósea,
shu-k’uei.

MALVAÍSCO =
Malvaviscus arboreus Cav.

Sinônimos: malva-de-colibri.

MALVA-ROXA =
Urena lobata L.

Sinônimos: malva.

MAMA-CADELA =
Brosimum guadichaudii Téc.

Sinônimos: mamica-de-cadela, boloteiro, faveira, pão-de-arara,
algodão-doce, algodãozinho, amoreira do mato, conduri, conouru, inhare,
ipê-do-sertão, irerê, mama-cachorra, mama-de-cachorro, mururerana, pão de arara,
mamica de cadela.

MAMÃO =
Carica papaya L.

Sinônimos: mamoeiro, mamão-do-amazonas, mamãozinho, mamoeiro, papaia,
papaieira, pinoguaçu, papaya, papaw, papaye, papaia, papaya.

MAMÃOZINHO-DO-MATO =
Carica quercifolia (A. St.-Hil.) Hieron.

Sinônimos: barrigudo, jaracatiá, mamão-macho, mamãozinho, mamoeirinho,
umbuzeiro.

MAMONA =
Ricinus communis L.

Sinônimos: rícino, carrapateira, palma-de-cristo, regateira,
christuspalme, ricino, ricin, castor oil plant.

MANDACARU =
Cereus giganteus Engelm.

Sinônimos: jamacaru, cardeiro, urumbeba, urumbeva, saguaro, cactus
saguaro, saguaro kaktus.

MANDIOCA =
Manihot esculenta Crantz.

Sinônimos: aipi, aipim, castelinha, macaxeira, maniva, maniveira,
pão-de-pobre, uaipi, Mandioca, yuca, manioc, cassava, manioca.

MANDRÁGORA =
Mandragora officinalis L.

Sinônimos: mandrake, mandrágora, mandragore, mandrake, alraune.

MANGABA =
Hancornia speciosa Gomes.

Sinônimos: mangabeira, mangabinha do Norte, ankêuacê, katitulá, mangaba,
caoutchouc de pernambouc, mangaba tree.

MANGERICÃO-BRANCO =
Ocimum americanum Mill.

Sinônimos: mangericão-anão, manjericão.

MANGOSTÃO =
Garcinia mangostana L.

Sinônimos: garcínia.

MANGUEIRA =
Mangifera indica L.

Sinônimos: manga.

MANJERICÃO =
Ocimum basilicum L.

Sinônimos: alfavaca, alfavaca-doce, manjericão-doce, remédio-de-vaqueiro, segurelha,
alfavaca-d’américa, erva-real, basílico-grande, manjericão-de-folha-larga,
alfavaca-cheirosa.

MANJERICÃO =
Ocimum minimum L.

MANJERONA =
Origanum majorana L.

Sinônimos: manjerona-inglesa, ouregão-vulgar, flor-do-himeneu,
manjerona-doce, manjerona-verdadeira, manjerona-branca, majorona.

MARACUJÁ =
Passiflora incarnata L.

Sinônimos: flor-da-paixão, maracujá, maracujá-guaçu, maracujá-sylvestre,
passiflora, saa’T gulu, ward assa’Ah, white sarsaparilla, wild passion flower,
zahril aalaam, apricot vine, carkifelek, charkhi felek, may apple, may-pop,
maypop passionflower, maypops.

MARACUJÁ-AÇÚ =
Passiflora quadrangularis L.

Sinônimos: maracujá-açú, maracujá-melão, maracujá-mamão, maracujá-cascudo,
maracujá-do-igapó, maracujá-do-Pará, maracujá-grande,
maracujá-de-quatro-quinhas, maracujá-caiana, maracujá-de-Caiena, maracujá-açú,
maracujá-assú, guaçú, guassú, uaçú, badea, corvejo, badera, granadilla real,
granadilla grande, parcha de Guinea, parcha granadilla, parcha granadina,
pasionaria, sandía de la pasión, tumbo costero, quijón, granadilla de fresco,
granadilla para refrescos, giant granadilla, true granadilla, nutsulet,
sirsijo, barbadine, grenadine, groote markoeja, granadilla.

MARACUJÁ-DOCE =
Passiflora alata Curtis

Sinônimos: flor-da-paixão, maracuhá-açú, maracujá-amarelo,
maracujá-comprido, maracujá-comum-de-refresco, maracujá-mamão, maracujá-melão,
maracujá-silvestre, maracujá-suspiro, passiflora, maracujá-grande, fragrant
granadilla, winged-stem passion flower, passiflore à tiges ailées.

MARACUJÁ-PEROBA =
Passiflora edulis Sims.

Sinônimos: maracujá-peroba, maracujá-comum, maracujá-de-comer,
maracujá-de-doce, maracujá-mirim, maracujá-pequeno, maracujá-de-ponche,
maracujá preto, maracujá-redondo, maracujá roxo, maracuyá, maracuyá púrpura,
granadilla china, parcha, parcha morada or parcha de monte, curuba redonda,
ceibey, purple granadilla, purple passion fruit, sweet cup, gouzou, grenadille,
pomme-liane violette, granadilla, susze calabasch.

MARAPUAMA =
Ptychopetalum uncinatum Anselmino

Sinônimos: muira puama, liriosma, potency wood, marapama, muiratã,
muiratam, pau-homen, potenzholz.

MARAVILHA =
Mirabilis jalapa L.

Sinônimos: bonina, boas-noites, belas-noites, boa-morte, beijos-de-frade,
jalapa-falsa, jalapa-do-mato.

MARCELA-DO-CAMPO =
Achyrocline satureioides (Lam.) DC.

Sinônimos: alecrim-de-parede, camomila-nacional, carrapichinho-de-agulha,
chá-de-lagoa, losua-do-mato, macela, macela-amarela, macelinha, marcela,
marcela-da-terra, marcela-do-campo, macela-do-sertão, marcela-galega,
paina.

MARGARIDA-COMUM =
Bellis perennis L.

Sinônimos: margarida-comum, bela-margarida, bonina, bonita,
mãe-de-família, margarida-rasteira, margaridinha, aedmokraska obycajna,
chirivita, margarita menor, maya, vellorita, common daisy, lawndaisy,
gänseblümchen, margarida, margarideta, pasqüeta, mitxoloti, ostaiska,
petxilote, velorita.

MARIA-PRETINHA =
Solanum americanum Mill.

MARICÁ =
Mimosa bimucronata (DC.) Kuntze

Sinônimos: espinheiro, silva.

MARIRIÇÓ =
Sisyrinchium fluminensis Vell.

MARMELINHO =
Tournefortia paniculata Cham.

MARROIO-BRANCO =
Marrubium vulgare L.

Sinônimos: hortelã-do-maranhão, hortelã-da-folha-grossa.

MARROIO-NEGRO =
Ballota nigra L.

Sinônimos: aalota cierna, black horehound, marrubio fétido, marrubio
hediondo, marrubio negro, ortiga muerta.

MARUPÁ =
Simarouba amara Aubl.

Sinônimos: arubá, simaruba, paraúba, marubá, marupá-verdadeiro.

MARUPAZINHO =
Eleutherine plicata Herb.

Sinônimos: coquinho, marupaí, maruphiy, marupa-ú, marupari.

MASTRUÇO =
Coronopus didymus (L.) Smith.

Sinônimos: erva-de-santa-maria, erva-vomiqueira, erva-formigueira,
mentruz-rasteiro, mastruz-miúdo, mastruço-dos-índios.

MASTRUÇO =
Lepidium sativum L.

MATRICÁRIA =
Tanacetum parthenium L. Schulz-Bip.

Sinônimos: artemigem-dos-jardins, artemijo, artimijo, camomila-pequena,
macela-da-serra, macela-do-reino, margaridinha, matricária, monsenhor-amarelo,
piretro-do-cáucaso, artemísia dos ervanários, artemísia romana.

MATRICÁRIA-DISCÓIDE =
Chamomilla suaveolens (Pursh) Rydb.

MAXIXE =
Cucumis anguria L.

MEIMENDRO-NEGRO =
Hyoscyamus niger L.

Sinônimos: meimendro.

MELALEUCA =
Melaleuca alternifolia CheelSinônimos: tea tree, árvore de chá, óleo de melaleuca.

MELAMPODIUM =
Melampodium divaricatum (Rich.) DC.

MELANCIA =
Citrullus lanatus (Thunb.) Mansf.

Sinônimos: melancieira, Watermelon, sandía, pastèque, cocómero.

MELANCIA-DA-PRAIA =
Solanum capsicoides All.

Sinônimos: arrebenta-boi, arrebenta-cavalo, baba, babá, baga-de-espinho,
gogoia, joá-vermelho, juá-ti, juá-vermelho, mata-cavalo, mingola.

MELÃO =
Cucumis melo L.

Sinônimos: meloeiro, melon, melón, melone.

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO =
Momordica charantia L.

Sinônimos: erva-de-são-caetano, erva-de-lavadeira, fruto-de-cobra,
fruto-negro, erva-de-são-vicente, melão-de-são-caetano-gigante, melãozinho,
bittergurke, balsamina, pomme de merveille, balsam pear.

MELHORAL =
Justicia pectoralis Jacq. var. stenophylla Leonar.

Sinônimos: anador, cerebril, chambá, cerebril, carpinteiro, cerebril,
carpinteiro, erva-de-santo-antonio, peristrofe, pingo-de-ouro, trevo-do-pará,
trevo-cumarú.

MEMBRILLERO =
Cydonia oblonga Mill.

Sinônimos: quince, membrillo, coin g, cotogna.

MENTRASTO =
Ageratum conyzoides L.

Sinônimos: erva-de-são-joão, camará-opela, catinga-de-barrão,
catinga-de-bode, catinga-de-borrão, celestina, erva-maria, erva-de-santa-lúcia,
erva-de-santa-luzia, erva-de-são-josé, maria-preta, mentraço, mentraz, mentruz,
picão-roxo, são-joão.

MERCÚRIO-VEGETAL =
Brosimum acutifolium (Huber) Ducke.

Sinônimos: amapá doce, congona, mururé, murerú, murerú de terra firme,
muirapiranga, urupi, quecho, tamamuri.

MERTIOLATE =
Jatropha curcas L.

Sinônimos: pinhão, pião-branco, pinhão-paraguaio, mertiolate.

MEZEREÃO =
Daphne mezereum L.

MIL-FOLHAS =
Achillea millefolium L.

Sinônimos: alevante, anador, aquiléa, aquiléia, aquiléia-mil-flores,
aquiléia-mil-folhas, atroveran, botão-de-prata, erva-carpinteira,
erva-carpinteiro, erva-das-cortadelas, erva-das-damas, erva-de-carpinteiro,
erva-de-cortadura, erva-de-são-joão, erva-do-bom-deus, erva-do-carpinteiro,
erva-dos-carreteiros, erva-dos-cortadores, erva-dos-golpes, erva-dos-militares,
erva-dos-soldados, levante, macelão, marcelão, mil-em-rama, mil-ramas,
milefólia, milefólio, mil-em-rama, mil-em-ramas, milfolhada, mil-folhada,
milfólio, mil-ramas, mil-ramos, novalgina, pêlo-de-carneiro, pestana-de-vênus,
ponta-livre, prazer-das-damas, pronto-alívio, salvação-do-mundo, mil en rama,
mille-feuilles, yarrow, millefoglio.

MIL-HOMENS =
Aristolochia triangularis Cham.

Sinônimos: angelicó, aristoláquia, aristoloquia-mil-homens, calungo,
capa-homem, capa-homens, cassaiú, cassaú, cipó-jarrinha, cipó-mata-cobras,
cipó-milongue, cipó-mil-homens, culhão-de-maroto, jarra, jarrinha, jarro,
mil-homens, mil-homens-do-rio-grande, papo-de-galo, papo-de-perú,
sapato-de-judeu, ypé-mi, ypê-mirim.

MIRRA =
Commiphora myrrha (T. Nees) Engl.

Sinônimos: mirra-arábica, incenso, mirrhenstrauch, mirra, myrrhe, myrrh,
gummiresina myrrha.

MIRRA =
Chenopodium sp.

MIRRA =
Tetradenia riparia (Hochst.) N.E.Br.

Sinônimos: incenso, limonete, pluma-de-névoa, umuravumba.

MIRTILO =
Vaccinium myrtillus L.

Sinônimos: blueberry, arándano ou mirtilo, myrtille.

MORANGO-SILVESTRE =
Fragaria vesca L.

Sinônimos: moranga, morangueiro, morangueiro-bravo, fragária, frutilha,
fragola comune, fraise, fresa, strawberry, wald-erdbeere.

MORINGA =
Moringa oleifera Lamarck.

Sinônimos: morango.

MOSTARDA-BRANCA =
Sinapis alba L.

MOSTARDA-PRETA =
Brassica nigra (L.) W.D.J. Koch.

Sinônimos: mostardeira, schwarzer senf, mostaza negra, moutarde noire,
black mustard, sènape nera.

MUIRAPUAMA =
Ptychopetalum olacoides Benth.

Sinônimos: muira puama, liriosma, potency wood, marapama, muiratã,
muiratam, pau-homen, potenzholz.

MULUNGU =
Erythrina mulungu Mart. ex Benth.

Sinônimos: amansa-senhor, bico-de-papagaio, canivete, capa-homem,
corticeira, eritrina, sapatinho-de-judeu, sinanduva, suinã, mulungu, murungu,
muchoc.

MULUNGU =
Erythrina velutina Willd.

MULUNGU =
Erythrina crista-galli L.

Sinônimos: suinã, sananduva, corticieira, crista-de-galo, samauveiro,
seibo, flor de coral.

MURTA =
Blepharocalyx salicifolius (H. B. K) Berg.

Sinônimos: guamirim, cambuim, piúna, maria-preta, arrayán, horco molle,
anacahuita, cascarilla, mojino, uiquillo.

MURTA =
Myrtus communis L.

MURTA-DE-CHEIRO =
Murraya paniculata (L.) Jack.

Sinônimos: orange jessamine, satin-wood, chinese box, hawaiian mock
orange.

MURICI =
Byrsonima spicata (Cav.) DC.

Sinônimos: muruci, pau-de-curtume, maricão, nancito, nancillo, nance,
maurissi, mauricif, bois-tan, langossi.

MUSSAENDA =
Mussaenda erythrophilla Schumach. & Thonn.

MUSSAMBÉ =
Cleome spinosa L.

Sinônimos: sete-marias, mussambé-de-espinho, beijo-fedorento,
mussambe-miúdo.

MUTAMBA =
Guazuma ulmifolia Lam.

Sinônimos: cabeça-de-negro, ibixuna, guaxina, pojó.

MUTAMBA-PRETA =
Luehea grandiflora Mart.

Sinônimos: açoita-cavalo, envireira-do-campo, caa-abeti, ivantiji,
ivitinga, ubatinga, uvatinga, ivatinga, cacauei, vacona-do-campo,
papeá-guaçu.

NABO = Brassica napus L.

Sinônimos: colza de primavera.

NABO =
Brassica rapa L.

Sinônimos: turnip, navet, rapa.

NARCISO =
Narcissus pratensis L.

NARCISO =
Narcissus poeticus L.

Sinônimos: poet’s narcissus, narcisse des poètes, narciso selvatico.

NEVES =
Hyptis pectinata Poit.

Sinônimos: macae, mercúrio-do-campo, poejo-do-brejo.

NICURI-DE-CABOCLO =
Cocos coronata Mart.

Sinônimos: adicuri, alicuri, aracui, aracuri, aribury, aricui, aricuri,
ariri, aruuri, butiaseiro, butua, coco-cabecudo, coqueiro-cabecudo,
coqueiro-dicori, dicori, dicuri, iricuri, licuri, nicori, nicori-iba, nicury,
ouricuri, uricurti, urucuri, uriricuri, ururucuri.

NIGELA =
Nigella sativa L.

Sinônimos: aleprive, aliprive, cominhos negros, diabo-na-mata,
nigela-bastarda, Roman coriander, neguilla, niguelle, semenzina.

NIM =
Azadirachta indica A. Juss

NINFÉIA =
Nymphaea odorata Aiton.

Sinônimos: aguapé-da-flor-branca, lírio-aquático, lírio-d’água, nenúfar.
White water lily, nenúfar, nénuphar, ninfea.

NÓ-DE-CACHORRO =
Heteropterys aphrodisiaca O. Mach.

Sinônimos: dog’s knot, no de cochera, no de cochero.

NOGUEIRA =
Juglans regia L.

Sinônimos: nogueira, noz, noz-caucasiana, noz-comum, noz-européia,
nogueira-de-iguape, nogueira-do-litoral, walnut, persian walnut, european
walnut, akhrot, nogal, noix, noce, echte walnuss.

NONI =
Morinda citrifolia L.

Sinônimos: morinda.

NOZ-DE-COLA =
Cola nitida Vent.

Sinônimos: abaja, café-de-sudão, cola-africana, cola-de-balayi,
cola-medicinal, cola-vera, colaeira, colateira, coleira, goucou, guru, mangone,
nangone, noz-de-guran, noz-de-sudão, noz-degondja, obi, orobo, oubi, riquezu,
kola nut, nuez de cola, noix de cola, cola, kola.

NOZ-DE-COLA =
Sterculia acuminata P. Beauv.

Sinônimos: noz-de-kola.

NOZ-MOSCADA =
Myristica fragrans Houtt.

Sinônimos: moscadeira, muskatnuß, amharic gewz, basbasa, josat al teeb,
mutwinda, rou dou kou, jon tou k ou, jon tau kau, tau kau, moscada, nuez
moscada, lõhnav muskaadipuu, muskottipähkin, djus hendi, noix de muscade,
muscade, jayfal, jaiphal, taifal, kathal, nootmuskaat, szerecsendió, pala,
nutme g, múskat, noce moscata, nikuzuku, pock kak, chan thed, buah pala, kemban
g pala, pokok pala, jayphal, muskatnøtt, muskatniy orekh, jatiphala, sadikka,
muskotnöt, duguan, chan thet, luk chand, chan ban, zati, dza ti, küçük
hindistancevizi.

NOZ-MOSCADA-DO-BRASIL =
Myristica bicuhyba Schoot.

Sinônimos: noz-moscada-do-brasil, noz-moscada-do-pará, becuiba,
bicuiba-da-folha-miuda, bicuida-redonda, bicuiba-vermelha, bubuiba, bucuuva,
bucuuva-assu, canela, canela-cega, canela-de-papagaio, moscada,
moscadeira-do-brasil, nhatinga, vicuiba, bicuiba, brazil nutme g,
bicuiva.

NUZ-VÔMICA =
Strychnos nux-vomica L.

Sinônimos: fava-de-santo-inácio, noz-vômica, noz-vomitória. Nux vomica,
nuez vómica, noix vomique, noce vomica.

OENANTHE = Oenanthe aquatica (L.) Poir.

OFICIAL-DE-SALA =
Asclepias curassavica L.

Sinônimos: algodãozinho-do-campo, algodãozinho-do-mato, camará-bravo,
capitão-de-sala, capitão-da-sala, cavalheiro-da-sala, cega-olho, cega-olhos,
chibança, dona-joana, erva-de-paina, erva-de-rato, erva-de-satã, erva-leiteira,
falsa-erva-de-rato, flor-de-sapo, ipecacuanha-brava, ipecacuanha-das-antilhas,
ipecacuanha-falsa, leiterinha, mané-mole, margaridinha, margaridinha-leiteira,
mata-olho, paina-de-sapo, paina-de-seda, paininha.

OLÍBANO =
Boswellia carteri Birdw.

Sinônimos: incenso, Arabischer weihrauchbaum, oliban, olibanum,
incenso.

OLIVA =
Olea europaea L.

Sinônimos: azeitona, oliveira, olive, oliva, olivo, ölbaum.

ONOPORDON =
Onopordum acanthium L.

ORA-PRO-NOBIS =
Pereskia grandifolia Haworth.

Sinônimos: rosa-madeira, groselha-da-américa, groselha-dos-barbado,
groselheira-das-antilhas, jumbeba.

ORA-PRO-NOBIS =
Pereskia aculeata Mill.

ORÉGANO =
Origanum vulgare L.

Sinônimos: manjerona-rasteira, manjerona-silvestre, orégão.

ORELHA-DE-MACACO =
Datura stramonium L.

Sinônimos: estramônio, figueira-brava, erva-do-diabo, saia-branca,
figueira-do-inferno, mamoninho-bravo, zabumba, zambumba.

ORTOSIFÃO =
Orthosiphon stamineus Benth.

OXICOCO =
Vaccinium macrocarpon Aiton.

Sinônimos: uva-do-monte, Cranberry, cranberry americano.

PACOVÁ =
Renealmia exaltata L. f.

Sinônimos: masusa, renealmia.

PACOVÁ =
Elletaria cardamomum Maton.Sinônimos: pacová. Cardamomo, cardamome, cardamom.

PAGODA =
Clerodendrum speciosissimum Van Geert ex Morren.

Sinônimos: red clerodendrum, pagoda flower.

PALMAROSA =
Cymbopogon martinii var motia (Roxb.) J. F. Watson.

Sinônimos: rosha grass.

PALMETTO =
Serenoa repens (W. Bartram) Small Saw.

Sinônimos: serenoa, sabal, saw palmetto, sägepalme, Cabbage Palm, Fan
Palm, Sabal, Scrub Palm.

PANACÉIA =
Solanum cernuum Vell.

PAPIRO =
Cyperus papyrus L.

Sinônimos: papyrus, papiro.

PAPO-DE-PERÚ =
Aristolochia clematitis L. “Tóxica”

Sinônimos: mil-homens, angelicó, jarrinha, aristolóquia,
aristolóquia-clematite, erva-de-parto, raiz-de-cobra, birthwort, aristolochia
root, upright birthwort, ma-tou-ling.

PAPOULA =
Papaver bracteatum L.

PAPOULA =
Papaver somniferum L.

Sinônimos: papoula-flor-vermelha, dormideira.

PAPOULA-FLOR
VERMELHA = Papaver rhoeas L.

PARIPAROBA =
Piper umbellatum L.

Sinônimos: aguaxima, caapeba, caá-peuá, caena, capeba, capeba-do-campo,
capeba-do-norte, catajé, lençol-de-santa-barbara, malvarisco, manjerioba, pariparoba,
pariparoba do mato, pariparova, periparoba.

PATA-DE-VACA =
Bauhinia forficata Link.

Sinônimos: árvore orquídea, bauínia, capa-bode, casco-de-vaca, casco-de-burro,
ceroula de homem, miriró, mirorá, miroró, mororó, mororó-de-espinho,
pata-de-boi, pata-de-burro, pata-de-vaca-branca, pata de veado, pé-de-boi,
unha-de-anta, unha-de-boi, unha de boi de espinho, unha-de-vaca, unha-de-veado,
brazilian orchid-tree, pezuña de vaca, pesña de vaca.

PATCHULI =
Pogostemon patchouly Pellet.

Sinônimos: patchouli, patcholi, vetiver, oriza, Pachulí, patchouli.

PATCHULI =
Vetiveria zizanioides (L.) Nash.

Sinônimos: capim-de-cheiro, capim-vetiver, grama-cheirosa,
grama-das-índias, patcholi, patchuli, raiz-de-cheiro, Vetiver, vétiver.

PAU-D’ÁLHO =
Gallesia integrifolia (Spreng.) Harms.

PAU-D’ALHO =
Crateva benthami Eichler.

Sinônimos: catauarí, catauré, tapiá, trapiá, cotore, treriá, caravarí,
catore.

PAU-D’ARCO-ROXO =
Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC.) Standl.

Sinônimos: cabroe, ipê, ipê-de-flor-roxa, ipê-mirim, ipê-preto,
ipê-tabaco, ipê-uva-roxa, ipeúva-roxa, pau-d’arco-roxo, peúva,
peúva-roxa.

PAU-DE-REMO =
Chrysophyllum glycyphloeum Casar.

Sinônimos: buranhém, guaranhém, monésia, casca-doce.

PAU-FERRO =
Apuleia ferrea (Mart.) Baill.

Sinônimos: jucá, pau-ferro-do-ceará, jucaína, icainha, muiarobi,
ibirá-obi, muiré-itá, imirá-itá, brazilian Ironwood.

PAU-PEREIRA =
Geissospermum laeve (Vell.) Miers.

PAU-PEREIRA =
Geissospermum vellosi Allemao.

Sinônimos: quinarana, acairana, camará-do-mato, canudo-amargoso,
pau-forquilha.

PAU-ROSA = Aniba rosaeodora Ducke.

PAU-SANTO =
Guaiacum officinale L.

PEDRA-HUME-CAà=
Myrcia sphaerocarpa DC.

Sinônimos: insulina-vegetal, cambuí, pedra-ume-kaa, pedra-hume-caá.

PEGA-PEGA =
Desmodium canum (Gml.) Schinz et Thell.

Sinônimos: amores-do-campo, carrapicho-beiço-de-boi,
marmelada-de-cavalo.

PEIXINHO =
Stachys lanata L.

Sinônimos: lambarizinho, língua-de-vaca, orelha-de-lebre,
orelha-de-cordeiro, peixe-de-pobre, peixe-frito, peixinho-frito, sálvia,
sálvia-peluda.

PELARGÔNIO =
Pelargonium graveolens L’Her.

Sinônimos: malva-cheirosa-roxa.

PEÔNIA =
Paeonia officinalis L.

PEPINO =
Cucumis sativus L.

Sinônimos: concombre, cucumber, cetriolo, gurke, pepino.

PÊRA =
Pyrus communis L.

PERIQUITINHO =
Alternanthera pungens H.B.K.

Sinônimos: anador, periquitinho-de-espinho.

PERPÉTUA-ROXA =
Gomphrena globosa L.

PESSEGUEIRO =
Amygdalus persica L.

Sinônimos: peach.

PETASITES =
Petasites officinalis Moench.

PFAFFIA =
Pfaffia iresinoides (Kunth.) Sprengel.

Sinônimos: suma, para-todo, cyma.

PICÃO-BRANCO =
Galinsoga parviflora Cav.

PICÃO-DA-PRAIA =
Wedelia minor Horn.

PICÃO-PRETO =
Bidens pilosa L.

Sinônimos: amor-de-burro, amor-seco, carrapicho, carrapicho-agulha,
carrapicho-cuambu, carrapicho-de-agulha, carrapicho-de-duas-pontas,
carrapicho-picão, coambi, cuambri, cuambú, erva-de-picão, erva-picão,
erva-pilão, fura-capa, furacapa, goambú, macela-do-campo, paconca, picão,
picacho, picacho-negro, picão-do-campo, pico-pico, piolho-de-padre, beggar
ticks, aceitilla.

PIMENTA-DA-JAMAICA =
Pimenta dioica (L.) Merr.

Sinônimos: allspice, pimienta de Jamaica, piment de la Jamaïque,
pimento.

PIMENTA-DE-MACACO =
Piper aduncum L.

Sinônimos: aperta-ruão, pimenta-longa, aduncum, tapa-buraco,
pimenta-de-fruto-ganchoso, jaborandi-do-mato, erva-de-jaboti, matico-falso,
falso-jaborandi, jaborandi, jaborandi-falso, apertaruão.

PIMENTA-DO-REINO =
Piper nigrum L.

Sinônimos: pimenta branca, pimenta preta, pimenta verde. filfil aswad,
pimienta negro, poivre noir, black pepper, pepe nero, pimenta preta,
pimenta-do-reino.

PIMENTA-LONGA =
Piper hispidinervum C.D.C.

Sinônimos: safrol, sassafrás.

PIMENTÃO =
Capsicum annuum L.

Sinônimos: pimenta, páprica, páprica-doce, pimentão vermelho,
pimentão-doce, paprika, paprika, piment doux, sweet pepper, peperone,
katuvira.

PIMPINELA =
Sanguisorba officinalis L.

Sinônimos: pimpinela-hortense, pimpinela-menor.

PIMPINELA =
Sanguisorba minor Scop.

Sinônimos: burnet, pimpinella, pimpenelle.

PIMPINELA-ESCARLATE =
Anagallis arvensis L.

Sinônimos: anagalis, pimpinela escarlate, poorman’s weatherglass, scarlet
pimpernel, ackergauchheil, hierba coral, murajes, pimpinella, jam ghani, jonk
mari.

PINHÃO-ROXO =
Jatropha gossypiifolia L.

PISTACHE =
Pistacia vera L.

Sinônimos: alfóstico, pistacha, pistacheiro, pistacho. Pistachio,
pistacho, pistache, pistacchio.

PITANGA =
Eugenia pitanga Arech.

Sinônimos: pitangueira, ginja.

PITANGA =
Eugenia uniflora L.

Sinônimos: cerejeira-brasileira, ginja, pitanga-branca, pitanga-do-mato,
pitanga-rósea, pitanga-roxa, pitanga-vermelha, pitangueira, pitangueira-comum,
pitangueira-miúda, pitangueira-vermelha, pitanga, cereza cuadrada, cereza de
Cayenne, cereza de Surinam, guinda, nangapiri, pendanga, pitanga, Brazil
cherry, Cayenne cherry, Florida cherry, pitanga, surinam cherry, cerise à
côtes, cerise carrée, rousaille, jambose de michéli, cerisier de Cayenne,
cerisier du Surinam.

PIXIRICA =
Leandra australis (Cham.) Cogn.

PIXIRICA =
Leandra purpurascens Cogn.

PODAGRARIA =
Aegopodium podagraria L.

Sinônimos: pequena-angélica, angélica menor, egopodio, hierba de San
Andrés, hierba de San Gerardo, Bishop’s goutweed.

POEJO =
Mentha longifolia (L.) Huds.

Sinônimos: menta-silvestre.

POEJO =
Mentha pulegium L.

Sinônimos: erva-de-são-lourenço, poejo-real, menta-selvagem,
poejo-das-hortas.

PORANGABA =
Cordia salicifolia Cham.

Sinônimos: bugrinho, café-do-mato, cafezinho, caraiba, chá-de-bugre,
chá-de-frade, chá-de-soldado, laranja-do-mato, laranjinha-do-mato,
louro-salgueiro, rabugem, lbugre-tea, araticú, bois d’Inde.

POTENTILA =
Potentilla erecta (L.) Raeusch.

Sinônimos: tormentilha, erect cinquefoil, tormentil, septfoil, shepherd’s
knot.

PRESUNTO-COM-OVOS =
Alternanthera ficoidea L.) R. Br.

Sinônimos: anador, aspirina, periquitinho, periquito-ameno.

PRIMAVERA =
Primula veris L.

Sinônimos: prímula.

PRUNELA =
Prunella vulgaris L.

Sinônimos: brígula, erva-férrea. Hierba del cáncer, taponcillo, yaxal,
brunelle vulgaire.

PSILIUM =
Plantago psyllium L.

Sinônimos: plantain, psyllium seed, erba pulce, semensine, smantina, psel,
abissilio, pulicaria, campello, tomacchi, ipisilu, erba de pulisci, psillio,
spanish psyllium, psyllium plantain, fleawort, fleaseed, zaragatoa menor.

PULMONÁRIA =
Pulmonaria officinalis L.

Sinônimos: pulmonária-oficinal.

PUXURI =
Licaria puchury major (Mez.) Kost.

Sinônimos: pichurim, pixuri.

QUATRO-PATACA =
Allamanda cathartica L. “Tóxica”

Sinônimos: alamanda-de-flor-grande, alamanda-de-flor-grande-amarela,
buiussu, camendará, cipó-de-leite, comandara, comandau, dedal-de-dama, orélia,
orélia-grandiflora, purga-de-quatro-pataca, quatro-pataca,
quatro-pataca-amarela, santa-maria, sete-pataca, common allamanda, yellow allamanda,
monette jaune, orélie de guyane, grelie, liane à lait, canário, cantiva.

QUEBRA-PEDRA =
Phyllanthus niruri L.Sinônimos: arrebenta-pedra, arranca-pedras, conami, erva-pombinha,
erva-pombinha-do-ceará, erva-pombo, filanto, fura-parede, quebra-panela,
quebra-pedra-branco, rebenta-pedra, saudade-da-mulher, saúde-da-mulher,
saxífraga, collarcillo, stone breaker, Shatter stone, tartalikod, yerba de San
Pablo, buah amin, Nipon-nipon, chanca piedra, Meniran, zhen chu cao, ye xia
zhu, egg-woman, seed-under-leaf.

QUEBRA-PEDRA =
Phyllanthus sp.

QUEBRA-PEDRA =
Phyllanthus tenellus Roxb.

Sinônimos: arrebenta-pedra, erva-pombinha.

QUEBRA-PEDRA =
Phyllanthus urinaria L.

Sinônimos: chanca piedra, shatterstone, meniran, stone breaker, quebra
pedra, zhen chu cao, ye xia zhu, chamber bitter, kilanelli, leafflower,
komikansou.

QUEBRA-PEDRA-RASTEIRA =
Euphorbia prostrata Aiton.

Sinônimos: quebra-pedra.

QUIABO =
Abelmoschus esculentus (L.) Moench.

Sinônimos: abelmosco, bâmia, benda, bendé, bendó, calalu, gobo, gombô,
guingombô, kingombó, quiabeiro, quiabeiro-chifre-de-veado, quiabeiro-comum,
quimbombô, quingobó, quingombó, Okra, quimbombó, quimgombó, gombo, bendi,
bhindi, ockro, okra, vendai, huang-shu-k’uei, quimbombó, quimgombó.

QUILAIA =
Quillaja saponaria Molina.

Sinônimos: panamá-quilaia, timboúva. Soap tree, quillaja ou quillay,
écorce de quillaya, seifenbaum.

QUINA =
Quassia amara L.

Sinônimos: pau-tenente, quássia-da-jamaica, quássia-do-suriname, cássia,
pau-amargo, pau-de-surinã, pau-quassia, quássia. Surinam wood, cuasia,
quassia.

QUINA-AMARELA =
Cinchona calisaya Wedd.

Sinônimos: cinchona-amarela, pó-dos-jesuítas, quina, raiz-dos-jesuítas.
Calisaya, jesuit’s powder, yellow cinchona, quina, calisaya, quinquina jaune,
gialla, chinarinden-baum.

QUININO =
Cinchona pubescens Vahl

Sinônimos: cinchona-vermelha, casca-peruana, casca-dos-jesuítas.

QUINOA =
Chenopodium quinoa Willd.

QUITOCO =
Pluchea sagittalis (Lam.) Cabrera

Sinônimos: madrecravo, lucera.

RABANETE = Raphanus sativus L.

Sinônimos: rábano, radish.

RAIZ-DE-LOTUS =
Nelumbo nucifera Gaertn.

Sinônimos: flor-de-lótus, lótus-da-índia, lótus-egípcio, lótus-sagrado,
raiz-de-lotus, sacred lotus, lotus, fior di loto.

RAIZ-DE-SÃO-JOÃO =
Berberis laurina Billb.

Sinônimos: bérberis, barberry, espina amarilla.

RAIZ-FORTE =
Armoracia lapathifolia Gilib.

RAIZ-FORTE =
Armoracia rusticana Gaertn. Mey. & Scherb.

Sinônimos: horseradish, raíz picante, raifort, rafano.

RAIZ-FORTE =
Wasabia japonica M.

Sinônimos: rabanete japonês, wasábia. Japanese horseradish, raifort du
japon, japanischer meerrettich, wasabi.

RAUWOLFIA =
Rauwolfia serpentina Benth. & Kurz.

Sinônimos: indian snake root, sarpa-gandha, nakuli, chota-chand.

REPOLHO =
Brassica oleracea Capitata L.

ROMANZEIRA =
Punica granatum L.

Sinônimos: romeira, romeira-da-granada, romanzeira, pomegranate,
grenadier, chiendent, granado, mangrano, granado, melograno, zakuro, witch
grass.

RORELA =
Drosera rotundifolia L.

ROSA-BRANCA =
Rosa alba L.

ROSA-CANINA =
Rosa canina L.

Sinônimos: rosa-mosqueta, rosa-selvagem, rosa-silvestre, rosa-de-cão,
rosa-primitiva, hunds-rose, rosa canina, églantine, wild rose, rosa selvatica,
rosae.

ROSA-DE-PORCELANA =
Nicolaia elatior (Jack) R.M. Sm.

Sinônimos: bastão-do-imperador, flor-da-rendenção.

ROSA-VERMELHA =
Rosa gallica L.

RÚCULA =
Eruca sativa (L.) Cav.

Sinônimos: agrião-da-terra, arucula, mostarda-persa, pinchão, rugula.
Arrugulau, roman rocket, rúgula, rúcula, roquette cultivée, rucola.

RUDBÉQUIA =
Rudbeckia hirta L.

Sinônimos: rudbéquia, bem-me-quer, mal-me-quer. Margarita, rudbeckia,
marguerite jaune, rudbeckie, black-eyed Susan, brown-eyed Susan, gloriosa
daisy, yellow oxeye daisy, arage-hangonsou.

RUIBARBO =
Rheum tanguticum var. Tanguticum

Sinônimos: ruibarbo-palmado, ruibarbo-do-campo.

SABAL =
Serenoa repens (W. Bartram) Small.

Sinônimos: serenoa, saw palmetto, sägepalme, Cabbage Palm, Fan Palm,
Sabal, Scrub Palm.

SABINA =
Juniperus sabina L.SABUGUEIRO =
Sambucus australis Cham. & Schltdl.

SABUGUEIRO =
Sambucus nigra L.

Sinônimos: sabugueiro da europa, sabugueirinho, sabugueiro negro, sabugueiro.

SACACA =
Croton cajucara Benth.

Sinônimos: caá-juçara, cajuçara, cajussara, casca-sacaca, marassacaca,
muirasacaca, muirá-sacaca, sacaca.

SAIÃO =
Sempervivum arboreum L.

SAIÃO =
Kalanchoe brasiliensis Camb.

Sinônimos: coirama, folha-da-fortuna, folha-da-costa, folha-grossa,
orelha-de-monge.

SAIÃO =
Kalanchoe gastonis-bonieri Ha. et Pe.

Sinônimos: jarancim, fortunão, folha-de-costa, erva-da-costa,
planta-da-vida, folha-grossa, orelha-de-monge.

SALGUEIRO-BRANCO =
Salix alba L.

Sinônimos: salgueiro, Willow.

SALSAPARRILHA =
Smilax papyracea Poir.

SALSINHA =
Petroselinum crispum (Mill.) Nyman ex A.W. Hill.

Sinônimos: salsa.

SÁLVIA =
Salvia officinalis L.

Sinônimos: salva, salva-das-boticas, salva-dos-jardins, salva-ordinária,
salveta, erva-santa, salva-menor.

SÁLVIA-ESCLARÉIA =
Salvia sclarea L.

Sinônimos: alegria-dos-jardins, sálvia-dos-jardins, sangue-de-adão, Clary
sage, sauge sclarée, salvia moscatella, sclarea.

SAMAMBAIA =
Dryopteris filix-mas (L.) Schott

Sinônimos: feto-macho.

SAMAMBAIA =
Polypodium lepidopteris (Langsd. & Fisch.) Kunze.

Sinônimos: calaguala, huayhuashi-shupa.

SÂNDALO =
Santalum album L.

Sinônimos: sândalo-branco, Tan xian g, bois de santal, sandalwood, sandalo
bianco, santali.

SANÍCULA =
Sanicula europaea L.

SANTOLINA =
Santolina chamaecyparissus L.

Sinônimos: abrótano-fêmea, camomila de mahón, guarda-roupa, rosmaninho.
Lavender cotton, santolina, abrotano hembra, lavande coton, santoline.

SÃO-JOÃO-CAÁ =
Unxia camphorata L. f.

Sinônimos: erva-de-São-João.

SAPONÁRIA =
Saponaria officinalis L.

SAPONÁRIA =
Sapindus saponaria (Aiton) Pers.

Sinônimos: fruta-de-sabão, jequitiguaçu, pau-de-sabão, sabão-de-macaco,
sabão-de-mico, sabão-de-soldado, sabãozinho, sabonete, sabonete-de-soldado,
saboneteiro, salta-martim, Soapberry, western soapberry, jaboncillo.

SAPOTI =
Manilkara zapota (L.) P. Royen.

SASSAFRÁS =
Sassafras albidum (Nutt.) Nees

Sinônimos: sassafras, sasafrás, laurier sassafras.

SAXÍFRAGA =
Pimpinella saxifraga L.

Sinônimos: pimpinela branca, quebra-pedra, saxífraga-branca. Black
caraway, pimpimilla, petit boucage, pimpinella.

SAW
PALMETTO = Serenoa repens (W. Bartram) Small.

Sinônimos: serenoa, sabal, sägepalme, Cabbage Palm, Fan Palm, Sabal, Scrub
Palm.

SEGURELHA =
Satureja hortensis L.

Sinônimos: saturéia.

SEGURELHA =
Satureja montana L.

Sinônimos: segurelha-de-inverno. Ajedrea, sarriette, winter savory,
santoreggia montana.

SELAGINELA =
Selaginella spp.

Sinônimos: jericó, pé-de-papagaio.

SEMEN-CONTRA =
Artemisia cina Berg ex Poljakov.

Sinônimos: losna.

SEMPRE-VIVA =
Helichrysum bracteatum (Vent.) Haw.

SEMPRE-VIVA =
Sempervivum tectorum L.

SENA =
Senna alexandrina Mill.

Sinônimos: sene, cássia, cene, fedegoso-do-rio-de-janeiro, lava-pratos,
mamangá, senna, senna, séné, cassier, senna leaves.

SENÉCIO =
Senecio vulgaris L.

SERIGÜELA =
Spondias purpurea L.

Sinônimos: ameixa-da-espanha, cajá vermelho, ciroela.

SERINGUEIRA =
Hevea brasiliensis Muell. Arg.

Sinônimos: árvore-da-borracha, seringueira-legítima.

SERPILHO =
Thymus serpyllum L.

Sinônimos: erva-ursa, planta-ursa, serpão, serpil, serpol, timo-silvestre,
tomilho, falso-tomilho, Creepin g thyme, moutain thyme, wild thyme, hierba
luna, serpol, tomillo.

SERRALHA =
Sonchus oleraceus L.

Sinônimos: cerraia, chicória-brava, ciumo, serralha-lisa, serralheira, sow
thistle, cerraja, laiteron maraîcher, crespigno-cicerbita,
kohl-gänsedistel.

SERRALHINHA =
Emilia sonchifolia (L.) DC.

SETE-SANGRIAS =
Cuphea balsamona Cham. & Schltd.

Sinônimos: balsamona, chiagari, cuféa, erva de sangue, guanxuma
vermelha.

SETE-SANGRIAS =
Cuphea calophylla Cham. & Schlecht.

SETE-SANGRIAS =
Cuphea glutinosa Cham. & Schltdl.

SETE-SANGRIAS =
Cuphea ingrata Cham. & Schltdl.

SETE-SANGRIAS =
Cuphea carthagenensis Jacq. Macbr.

Sinônimos: guanxuma-vermelha, balsamona, chiagari, erva-de-sangue.

SISAL =
Agave sisalana Perrine ex Engelm.

Sinônimos: agave, pita, sisal agave.

SÓFORA-DO-JAPÃO =
Sophora japonica L.

SOJA =
Glycine max (L.) Merr.

Sinônimos: fava-da-manchúria, feijão-chinês, feijão-da-china, feijão-soja,
soja, soyabean, sojabohne, poroto, soja, soia, soybean.

SOLIDÉU-DE-BAICAL =
Scutellaria baicalensis Georgi.

Sinônimos: escutelária, escutelária-chinesa. Huang-qin, wogon, chinese
skullcap.

SPIRULINA =
Spirulina maxima Setchet Gardner.

Sinônimos: espirulina, microalga. Spirulina.

SUCUBA =
Himatanthus sucuuba (Spruce ex Müll. Arg.) Woodson.

Sinônimos: sucuua, janajuba, sucuuba da Amazônia.

SUCUPIRA-BRANCA =
Pterodon emarginatus Vogel

Sinônimos: faveiro, fava-de-santo-inácio, fava-de-sucupira, sucupira,
sucupira-lisa, pessoek.

SUCUPIRA-PRETA =
Bowdichia nitida Spruce.

Sinônimos: cutiúba, macanaíba, paricarana, sapupira, sapupira do campo,
sapupira-preta, sebepira, sebipira, sucupira de terra firme, sucupira-amarela,
sucupira-da-mata, sucupira-parda, sucupira-pele-de-sapo, sucupira-preta,
sucupira-vermelha, supupira-da-mata, coeur dehors.

SUCUPIRA-PRETA =
Bowdichia virgilioides Kunth in H. B. K.

Sinônimos: bowdiquia, cutiúba, sapupira-do-campo, sicupira,
sicupira-do-cerrado, sucupira-açu, sucupira-do-campo, sucupira-parda,
sucupiruçu, alcornoque.

SUCURIJÚ =
Mikania lindleyana DC.

Sinônimos: sucurijuzinho.

SUMARÉ-DA-PRAIA =
Epidendrum mosenii Rchb.

Sinônimos: orquídia-da-praia.

SUMAÚMA =
Ceiba pentandra Gaert.

Sinônimos: barriguda, samaúna da várzea.

TABACO =
Nicotiana tabacum L.

Sinônimos: erva-santa, fumo, Tobacco, tabaco, tabac, tabacco.

TABOA =
Typha domingensis Persoon.Sinônimos: bucha, capim-de-esteira, erva-de-esteira, espadana, landim,
paina, paina-de-flecha, paineira-de-flecha, paineira-do-brejo,
paneira-de-brejo, paneira-do-brejo, partasana, pau-de-lagoa, tabebuia,
taboinha, tabu, tabua, tabuca, tabuba, tifa, totora. Southern Cat-Tail.

TAIUIÁ =
Lobelia inflata L.

Sinônimos: lobélia.

TAJÁ-DE-COBRA =
Dracontium asperum C. Kak.

Sinônimos: erva-jararaca, jararaca-tajá, milho-de-cobra, tarumã.

TAMAREIRA =
Phoenix dactylifera L.

TAMARINDO =
Tamarindus indica L.

Sinônimos: tamarindo.

TAYUIA =
Cayaponia tayuya (Vell.) Cogn.

Sinônimos: abóbora-d’anta, abobrinha-do-mato, ana-pinta, ana-pimenta,
azougue-dos-pobres, cabeça-de-negro, caiapó, capitão-do-mato, fruta-de-gentio,
melão-de-são-caetano, purga-de-caboclo, purga-de-gentio, purga-de-pai-joão,
raiz-de-bugre, taiuiá-de-fruta-envenenada, tayuyá, tayuyia, tayuia, tajujá,
tomba.

TEIXO =
Taxus baccata L.

Sinônimos: teixo, english yew, tejo, ifreteau, tasso.

THUYA =
Thuya occidentalis L.

Sinônimos: árvore-da-vida, cedrinho, ciprestes, tuia-americana, Chinese
thuja, tuya, thuya d’Orient, tuja.

TÍLIA =
Tilia cordata Mill.

Sinônimos: teja, tejo, tella, texa, tilha, tillera, Lime tree, tilo,
tilleul, tiglio.

TÍLIA =
Tilia platyphyllos Scopoli

Sinônimos: tilha, tilhola, tilleira, Largeleaf linden, lime tree, tillera,
tillón, tilo, tuan.

TINGE-OVOS =
Phytolacca thyrsiflora Fenzl. ex Schmidt.

Sinônimos: caruru-açu, caruru-bravo, caruru-de-cacho, caruru-de-porco,
carurú-guassú, caruru-selvagem, cupieiro, erva-da-américa, erva-de-cachos,
erva-de-laca, erva-do-canadá, erva-dos-cachos-da-índia, erva-pombinha,
fruto-de-pombo, marando, mechoacan-do-canadá, tintureira, tipi.

TIRIRICA-DO-BREJO =
Cyperus rotundus L.

Sinônimos: tiririca do brejo, hamassuguê, capim-dandá, cebolinha,
erva-côco, junça-aromática, tiririca-comum.

TOMATE =
Lycopersicon esculentum Mill.

Sinônimos: tomateiro, tomato, tomate, pomodoro.

TOMILHO =
Thymus vulgaris L.

Sinônimos: timo, arçã, arçanha, poejo, segurelha, tomilho-ordinário,
tomilho-vulgar, tomilho-de-inverno, erva-urso. Tomillo, thym, thyme, timo
maggiore.

TORANJA =
Citrus paradisi Macfad.

Sinônimos: grapefruit, pomelo, toranjeira, grapefruit, pomelo, toronja,
pamplemousse, arancio dolce, gurepufuruutsu.

TRANSAGEM =
Plantago lanceolata Hook.

Sinônimos: transagem, tanchagem.

TRANSAGEM =
Plantago tomentosa Lam.

Sinônimos: transagem, tanchagem.

TRANSAGEM-CHINESA =
Plantago sp.

Sinônimos: transagem, tanchagem.

TRANSAGEM-MAIOR =
Plantago major L.

Sinônimos: cinco-nervos, erva-de-orelha, sete-nervos, plantagem,
tanchagem-maior, tansagem, tansagem-maior, tranchagem, tranchás, transage,
transagem. planten mayor, grand plantain, great plantain, piantaggine
maggiore.

TRANSAGEM-MÉDIA =
Plantago media L.

Sinônimos: tanchagem, tanchagem-média.

TREVO-BRANCO =
Trifolium repens L.

Sinônimos: trébol amargo, trébol blanco, trébol rastrero, white
clover.

TREVO-DOS-PRADOS =
Trifolium pratense L.

Sinônimos: trevo-vermelho. Red clover, trebol pratense, trèfle des prés,
trifoglio rosso.

TRIBULUS =
Tribulus terrestris L.

Sinônimos: viagra-natural, Puncture vine, goathead, abrojo,
tribulus.

TRIGO =
Triticum vulgare L.

Sinônimos: common wheat, bread wheat, wheat, trigo, blé, frumento tenero,
saat-weizen.

TRIGO-MOURISCO =
Fagopyrum tataricum (L.) Gaertn.

TROMBETA =
Datura candida Pasq.

TROMBETEIRA =
Brugmansia suaveolens (Willd.) Bercht. & J. Presl.

Sinônimos: babado, cartucheira, cartucho, copo-de-leite, saia-branca,
sete-saias, trombeta-de-anjo, trombeteiro, zabumba-branca. Angel’s trumpet,
datura.

TUSSILAGEM =
Tussilago farfara L.

Sinônimos: costa-branca, língua-de-vaca, tossilagem, tussilago,
unha-de-cavalo, unha-de-asno. Tusilago, tussilage, coltsfoot, colt’s-foot,
coughwort, wild quinine, tossilaggine commune, fanjuim, k’uan-tun g, farfara,
tusílago, uña de caballo.

UNHA-DE-GATO =
Uncaria tomentosa (Willd. ex Roem. & Schult.) DC. Sinônimos: uña de gato, cat’s claw, unghia di gatto.

UNHA-DE-GATO, PLANTA MEDICINAL

Uncaria tomentosa

Planta trepadeira originária da floresta da Amazónia, a unha-de-gato tem, segundo os curandeiros locais, grandes propriedades terapêuticas; usan-na como panaceia para tratar desde asma e artrite a diabetes e câncer.

É uma das plantas medicinais peruanas de maior importância. No 1º Congresso Internacional desta espécie patrocinada pela Organização Mundial da Saúde (WHO), catalogou-se o redescobrimento desta planta amazônica como a mais importante descoberta desde o quinina, árvore peruana descoberta no século XVII.

Descrição :

A Unha de Gato é uma vinha de madeira larga e seu nome é proveniente dos espinhos em forma de gancho que crescem ao longo da vinha e envolvem a planta. Duas espécies próximas da Uncaria são utilizadas quase como substitutas nas florestas: U. tomentosa e U. guianensis.

Ambas espécies podem alcançar mais de 30 m de altura em seu topo, porém a U. tomentosa possui espinhos pequenos e flores branco-amareladas, enquanto que a U. guianensis possui flores laranja-avermelhadas e espinhos que são mais curvados

A Unha de Gato é uma planta indígena da floresta Amazônica e outras áreas tropicais da América do Sul e Central, incluindo Peru, Colômbia, Equador, Guiana, Trinidad, Venezuela, Suriname, Costa Rica, Guatemala e Panamá.

Existem outras espécies de plantas com um nome comum de Unha de Gato (ou uña de gato) no México e América Latina; porém elas são derivadas de uma planta completamente diferente – não pertencente ao gênero Uncaria ou mesmo à família da Rubiaceae.

Muitas variedades da Unha de Gato mexicanas possuem propriedades tóxicas.

História: Conhecida na América do Norte como erva milagrosa da Floresta Tropical e Trepadeira-da-Vida peruana. A tribo indígena Asháninka da região central do Peru possui a história mais antiga registrada com relação ao uso da planta. Elas também são a maior fonte de Unha de Gato do Peru atualmente.

Ambas espécies de Uncaria sul americanas são utilizadas pelos índios da Floresta Amazônica de maneiras muito semelhantes além da longa história de uso.

A Unha de Gato (U. tomentosa) tem sido utilizada medicinalmente pelas tribos dos Aguaruna, Asháninka, Cashibo, Conibo e Shipibo do Peru por pelo menos 2000 anos.

Origem : Floresta Amazônica e regiões tropicais da América so Sul e América Central, principalmente na Amazônia Peruana.

Propriedades : Analgésica, antiinflamatória, antimutagênica, antioxidante, antiproliferativa, antitumoral, antiviral, citoprotetora, citostática, citotóxica, depurativa, diurética, hipotensiva, imuno-estimulante, imunomodulatória.

Indicação

Infeções crônicas : Tonifica o sistema imunológico, sendo óptima para infecções crônicas e doenças degenerativas, preferêncialmente conjugada com outras ervas imunoestimulantes, pode ser útil para a fadiga crônica, fibromialgia, febre glandular e infecção por herpes. Testes no Peru sugerem que pode ser útil na infeção por HIV, sendo excelente para a convalescença.

Anti-inflamatório : A unha-de-gato tem uma forte ação anti-inflamatória e pode tratar com sucesso ulcerações gástricas e problemas inflamatórios nas articulações, tais como artritre reumatóide e ostroartrite.

Remédio anticancerígeno : De acordo com o seu uso tradicional na América do Sul, a unha-de-gato tem propriedades anti-tumores, sendo preciosa como tratamento adjuvante no câncer, ministrada com outras plantas medicinais apropriadas e por conselho de um profissional.

Unha de Gato

Principios Ativo

Acetoxidihidronomilina, ácido alfa-trihidroxi-ursenóico, carboxistrictosidina, ácido acetiluncárico, ácido adípico, alcalóides (especiofilina (uncarina D), isomitrafilina, isopteropodina (unicarina E), mitrafilina, pteropodina (unicarina C).

O uso pelas populações indígenas

Os Asháninka utilizam a Unha de Gato para tratar asma e inflamações do trato urinário; para recuperação do parto; assim como purificador dos rins; para cura de ferimentos profundos; para artrite, reumatismo e dor óssea; para controlar inflamação e úlceras gástricas; e para câncer.

Tribos indígenas em Piura utilizam a Unha de Gato para tratar tumores, inflamações, reumatismo e úlceras gástricas.

Tribos indígenas na Colômbia utilizam a vinha para tratar gonorréia e disenteria.

Outras tribos indígenas peruanas utilizam a Unha de Gato para tratar diabetes, câncer do trato urinário feminino, hemorragias, irregularidades na menstruação, cirrose, febres, abscessos, gastrite, reumatismo, inflamações; para lavagem interna e tumores; e para “normalizar o corpo”.

A Unha de Gato também tem sido utilizada como contraceptivo por diversas tribos do Peru (mas somente em doses excessivas), conforme registrado. Dr. Fernando Cabieses, uma conhecida autoridade em plantas medicinais peruanas, explica em seu livro que os Asháninka fervem de 5 a 6 kg da raiz em água até a redução para um pouco menos que um copo.

A quantidade de um copo desta decocção é então tomada diariamente durante o período de menstruação por três meses consecutivos, o que supostamente causa esterilidade por três a quatro anos. Com tantos usos documentados de plantas desta importante floresta, não é surpresa que tenha chamado a atenção de pesquisadores e cientistas do ocidente.

Unha de Gato

O Estudo Botânico de Klaus Keplinger

Os estudos foram iniciados no início dos anos 70 , quando Klaus Keplinger, um jornalista e etnologista independente de Innnsbruck, Áustria, organizou o primeiro trabalho definitivo com a Unha de Gato.

O trabalho de Keplinger nos anos 70 e 80 levou os diversos extratos da unha de gato a serem vendidos na Áustria e Alemanha como fitoterápicos, 2-4 assim como o estimulou quatro patentes americanas, que descrevem procedimentos de extração para um grupo de princípios ativos chamados de alcalóides oxíndoles e a imunoestimulação destes alcalóides encontrados na Unha de Gato.5-8

Estes novos alcalóides despertaram interesse mundial nas propriedades medicinais desta valiosa vinha da floresta.

Outros pesquisadores independentes da Espanha, França, Japão, Alemanha e Peru seguiram Keplinger, muitos dos quais confirmaram sua pesquisa sobre a imuestimulação de alcalóides da vinha e da raíz.

Muitos destes estudos publicados a partir dos anos 70 ao início dos anos 90 indicaram que 2 frações inteiras dos alcalóides oxíndoles, casca da vinha inteira e/ou extratos da casca e raíz, ou ainda seis alcalóides oxíndoles testados individualmente, aumentaram a função imune em 50% em pequenas quantidades, relativamente.9-16

Pesquisadores canadenses da Universidade de Otawa documentaram que um extrato integral da vinha demonstrou um forte efeito imunoestimulante em 1999. 17 Pesquisadores peruanos independentes demonstraram que um extrato integral da vinha aumentou a função imune em ratos a uma dosagem de 400 mg/kg em um estudo realizado em 1998.18

Novos extratos contidos na Unha de Gato têm sido produzidos desde 1999 até os dias atuais, e os estudos clínicos publicados (financiados pelos produtores destes extratos) têm demonstrado que estes produtos continuam provendo a mesma estimulação imunológica benéfica conforme documentada há quase 20 anos.19-22

O que então foi importante para maior esclarecimento sobre a Unha de Gato, como acontece com pesquisas direcionadas para o mercado.

Um produtor de um extrato da Unha de Gato patrocinou um estudo sobre estes alcalóides imuno-estimulantes.

A pesquisa destes alcalóides indicou que supostamente, dois tipos diferentes de Unha de Gato (tipos químicos) crescem na floresta tropical e/ou que a Unha de Gato produz “alcalóides bons” e “alcalóides ruins”. Isto sugeriu que os alcalóides oxíndoles “bons” são os pentacíclicos (POA) e os “ruins” são os tetracíclicos (TOA).

Sua pesquisa chamou a atenção para a correlação dos alcalóides “ruins” com os benefícios imunológicos dos alcalóides “bons”.

Presumidamente a presença tão pequena quanto 1% de TOA na formulação da Unha de Gato poderia diminuir o efeito imunoestimulante em até 30%.

Esta pesquisa não foi confirmada por pesquisadores independentes (que são aqueles que não vendem a unha de gato ou que são pagos por companhias que vendem a unha de gato).

Isto poderia explicar todas as pesquisas independentes definitivas realizadas em décadas no Japão, Peru, Alemanha, Espanha e Estados Unidos (incluindo as quatro patentes destes mesmos pesquisadores).

Grande parte da pesquisa independente anterior foi realizada com extratos oxíndoles integrais e a raíz integral ou extratos da vinha. Esta pesquisa documentou a presença de ambos os tipos de alcalóides nas suas análises e extratos todos os quais apresentaram ações imuno-estimulantes.

A utilização destes deve ser descontinuada de uma semana a dez dias antes de qualquer procedimento cirúrgico importante. Dois alcalóides da unha de gato têm sido documentados com propriedades hipotensivas. Pessoas com baixa pressão arterial ou em uso de medicação antihipertensiva devem verificar com seu médico antes de iniciar a utilização desta planta e se permitido, utilizar com cautela.

O melhor a fazer é a monitoração da pressão arterial com ajustes de medicação necessários individualmente dependendo da quantidade de unha de gato administrada. A Unha de Gato requer ácido estomacal suficiente para ajudar o bloqueio de taninos e alcalóides durante a digestão e auxiliar a absorção.

Evite tomar cápsulas ou comprimidos da casca concomitantemente ao uso de anti-ácidos. Evite tomar extratos líquidos com alta concentração de taninos (coloração escura) diretamente pela boca e dilua primeiro em água ou suco ácido.

Altas dosagens de unha de gato (3-4 gramas de uma só vez) tem sido reportado como a causa de algumas dores abdominais ou problemas gastrintestinais, incluindo diarréia (devido à quantidade de taninos presentes na casca da vinha). Se a diarréia for leve, o uso pode ser continuado.

unha de gato

Uso pediátrico: Não há contraindicação, embora seja pouco provável seu uso.

Uso na gestação e na amamentação: Não deve ser usada durante a gestação nem a lactação.

Contraindicações: Pacientes transplantados, em uso de imunossu-pressores, inclusive receptores de transplante de medula óssea; Portadores de doenças autoimunes; Portadores de esclerose múltipla e tuberculose.

Posologia:

Adultos: Cápsulas: 2S0 a 1 OOOmg diários; 10 a 20m I de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias, diluídos em água; 8g a 10g de raízes ou entrecasca do cipó seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) em decoto, até 3 vezes ao dia (Herbal Medicine Handbook), 6g de raízes ou entrecasca do cipó seca (1 colher de sobremesa para cada xícara de água) em decoto, de uma única vez, pela manhã ou com o estomago vazio (PDR for Herbal medicines); Extrato liquido ou alcoólico: 1 a 3ml 3 vezes ao dia; A dosagem para crianças, caso seja necessário seu uso, deverá seguir os parâmetros usuais: de 1/6 a Y2 dose, de acordo com a idade.

Precauções: Em pacientes com história de úlcera péptica ou cálculos biliares devem usar esta planta com muita cautela pois ela estimula as secreções ácidas do estomago; Os níveis séricos de estradiol e progesterona podem baixar após mais de 2 meses de uso da planta (Rodriguez e cols, 1998).

Efeitos colaterais: Pode causar hipotensão e falência renal aguda.

Toxicologia : A Unha de Gato tem sido documentada clinicamente com efeitos imuno-estimulantes e contra-indicada antes ou após transplante de qualquer órgão ou de medula óssea, ou ainda de enxerto de pele.

A Unha de Gato tem sido documentada com propriedades antifertilizantes e, portanto, é contra-indicada em mulheres que pretendem engravidar (este efeito porém, ainda não tem comprovação suficiente para ser utilizada como um contraceptivo e não pode ser administrado para tal).

Unha de Gato também tem sido documentada com princípios ativos possivelmente redutores da agregação plaquetária e “afinador” do sangue.

Em primeiro lugar, verifique com seu médico se você está utilizando coumadin (varfarina)ou outro anticoagulante.

Unha de Gato

Farmacologia: Os alcalóides – triterpenos, glicosídeos e procianinas têm notadamente efeito antiviral, antiinflamatório, U antioxidante, anti-neoplásico, contraceptivo e imunoestimulante; Os esteróides encontrados mostraram atividade anti inflamatória (Senatore e cois., 1989) assim como as procianinas – embora o componente exato não tenha sido determinado (Wirth & Wagner, 1997); Aicalóides derivados da Unha-de-gato induzem à produção de fatores de proliferação Iinfocitária em células endoteliais humanas (Wurm e cols., 1998).

Eles mostraram aumento da fagocitose tanto em testes in vitro quanto em in vivo (Wagner e cols., 1985).

Os extratos também mostraram efeito protetor celular contra o stress oxidadtivo (Sandoval, e cols., 1997a) em vários testes, e in vitro (Desmarchelier e cals., 1997); O extrato tomado com água, preveniu lesões à mucosa do jejuno de cobaias induzidas peia indometacina.

Os níveis de metalotionina no fígado de cobaias que receberam extrato de Unha-de-gato com indometacina foram significativamente mais baixos que os que receberam apenas a indometacina (Sandoval-Ghacon a cols., 1998);

Em testes com cobaias foi demonstrado efeito benéfico em enteropatia não-esteroidal (Sandoval e cols, 1997) e (Aquino e cols, 1991); O estrato aquoso inibiu a proliferação de células tumorais por apoptoseo em 2 linhagens células leucêmicas humanas diferentes (Sheng e cols., 1998).

Também mostraram atividade citostática, mas as dosagens não foram estabelecidas (Rizzi e cols., 1993); A atividade antitumorais do extrato aquoso foi demonstrada in vitro em linhagens de células leucêmicas humanas e em linhagens de B-linfomas transformadas pelo EBV -vírus Epstein-Barr (Sheng e cols, 1998).

O extrato aquoso parece interagir também com os receptores de estrogênio (Salazar & Jayme, 1998); A eficácia antioxidante do extrato foi demonstrada em um ensaio usando quimilumi-nescéncia induzida por terta-butilhidroperóxido em homogenatos de ligado de rato. Também houve prevenção de danos ao DNA mediados por radicais-livres (Desmarcheleir e cols., 1997); Os extratos não demonstraram efeitos mutagênicos mas ao contrário, mostraram efeito protetor anti-mutagênico in vitro contra foto-mutagênese induzida em Salmonella typhimurium (Rizzi e cols., 19993); A atividade antiviral da planta foi demonstrada: os glicosídeos ~ ácidos quinóvicos, têm eficácia contra o vírus de estomatite vesicular VSV mas não contra o rinovírus tipo 1 B – HRV 1 B em culturas de células HeLa (Aquino e cols, 1989).

Em testes in vitro eles mostraram-se eficazes contra ambos os vírus (Aquino e cols., 1989); A hirsutina tem efeito anti-hipertensivo por sua capacidade de reduzir os níveis de cálcio intracelular e atividade bloqueadora dos canais de cálcio em aorta de ratos (Horie e cols., 1992); Há evidências limitadas da prevenção a gravidez pela Unha-de-gato.

Ela tem sido usada com esta finalidade por anos pelas tribos peruanas, mas as doses da planta teriam que ser muito altas.

Um decoto de mais de 4Kg de raiz é reduzido a 1 única dose que tomada à época da menstruação garantiria a esterilidade por 3 a 4 anos! (Cabieses, 1994).

Foi demonstrada em laboratório atividade contraceptiva com o extrato, mas não foram estabelecidas as doses (Rizzi e cols., 1993); Em um estudo com cobaias, a rincofilina aumentou os níveis de serotonina no hipotálamo e córtex cerebrais e diminuiu os níveis de dopamina no córtex, amigdala e medula espinhal (Shi e cols., 1993); A dihidrocori-nantelna isolada de ramos e espinhos da Unha-de-gato mostrou que este alcaloide é um antagonista parcial dos receptores de serotonina (Kanatani e cols., 1985); A hirsutina tem efeito bloqueador ganglionar potente.

Também bloqueia a liberação de dopamina induzida por nicotina em células de feocromocitoma de cobaias. Ela equivale em potencia ao hexametonio (Nakazawa ecols., 1991); O extrato estimula a produção de interleucina-1 e 6, pelos macrófagos alveolares. Sabe-se que a IL-1 e IL-6 são as responsáveis pelo início em cascata dos mecanismos de defesa imunológica. (Lemaire e cols., 1999).

Alguns alcaloides oxindólicos isolados na Unha-de-gato – isopteropodina, pteropodina, isomitrafilina, isorinco-filina – aumentam marcadamente a fagocrtose in vitro (Wagner e cols., 1985); Os alcaloides pentacíclicos oxindólicos induzem à liberação do fator regulador da proliferação linfocitária em células endoteliais humanas.

E os alcaloides tetracíclicos reduzem a atividade dos pentacíclicos de maneira dose dependente (Keplinger e cols., 1999; Wum e cols., 1985); Os extratos da casca do cipó também estimulam a produção de IL-1 e IL -6 – in vitro em macrófagos alveolares de cobaias de maneira dose-dependente e potencializam a produção de IL-1 e IL-6 em macrófagos estimulados por lipopolissacarideos (Lemairel e cols., 1999).

Estudos clínicos: Um teste anti-mutagênico in vivo mostrou redução do potencial mutagênico ao final do tratamento.

Dois pacientes tomaram decoto de Unha-de-gato todos os dias por 15 U dias (como é prescrito normalmente por curandeiros peruanos).

Um dos pacientes era não fumante e o outro havia fumado 1 maço por dia por 15 anos.

Ambos os voluntários tinham 65 anos e estavam em boas condições de saúde.

Uma bactéria foi adicionada a amostras de urina para testar a mutagenicidade.

Este teste determina quando há evidência de atividade mutagênica genética que possa levar a certos tipos de câncer.

A urina do não fumante não apresentou atividade mutagênica antes, durante ou depois do tratamento com a planta.

Em comparação, a urina do fumante tinha atividade mutagênica antes e esta diminuiu no final do tratamento (e) persistindo baixa 8 dias após o final do tratamento (Rizzi, 1993); Em outro estudo controlado 13 indivíduos HIV-positivos que se recusaram a receber outras terapias inseriram 20 mg diários de extrato de raiz de Unha-de-gato (contendo 12mg de alcaloides oxindólicos pentacíclicos totais por grama) por 2,2 a 5 meses.

O número total de leucócitos do grupo não se alterou em comparação aos valores pré-trata, menta, embora a contagem de linfócitos relativos e absolutos tenha aumentado significativamente; As taxas de células T 4/T”B não apresentaram mudanças significativas (Keplinger e cols., 1999).

Interação medicamentosa: A Unha-de-gato potencializa o efeito hipotensivo de medicamentos usados em pacientes hipertensos. Não deve ser usada simultaneamente com anti-hipertensivos; A Unha-de-gato inibe a ação da enzima cytocrome P4S0 3A4 in vitro.

As drogas metabolizadas por esta enzima como alprazolam, atorvastatina, diazepam, sildenafil e warfarina terão seus níveis aumentados.

Os níveis séricos e efeitos da droga deverão ser monitorados (Budzinski e cols, 2000); A Unha-de-gato contrapõe-se à ação dos imunossupressores usados nos portadores de doenças auto-imunes ou na prevenção à rejeição de órgãos transplantados (Reinhard,1999).

Quando usado concomitantemente a inibidores seletivos da serotonina reuptake, pode levar à síndrome serotonínica; A droga deve ser tomada com alimento, o que aumenta sua absorção. Não há relatos de alterações em testes labora

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/

URTIGA =
Fleurya aestuans (L.) Gaud.URTIGA =
Urtica dioica L.

Sinônimos: ortiga, Ortiga, ortie, stingin g nettle, ortica comune.

URTIGA =
Urtica urens L.

Sinônimos: urtiga-ana, urtiga-da-miúda.

URTIGA-BRANCA =
Lamium album L.

URTIGÃO =
Urera caracasana (Jacq.) Gaudich. ex Griseb.

Sinônimos: cansanção-verdadeiro, cansação-de-folha-grande.

URTIGÃO =
Urera baccifera (L.) Gaudich.

Sinônimos: cansanção, urtiga-brava, urtiga-mansa, urtiga-maior, urtigão,
urtiga-vermelha.

URUCUM =
Bixa orellana L.

Sinônimos: açafrão-da-terra, açafroa, açafroeira-da-terra, achicote,
achiote, achote, bija, bixa, colorau, orucu, tintória, urucu, urucu-ola-mata,
urucuuba, urucuzeiro, uru-uva, orleanstrauch, onoto, noyer d’Amerique,
annatto.

URZE =
Calluna vulgaris (L.) Hull.

UVA =
Vitis sp.

Sinônimos: videira. Uva, raisin, grape, vite comune.

UVA-DO-MATO =
Cissus rhombifolia Vahl.

Sinônimos: uva-selvagem, grape ivy.

UVA-ESPIM =
Berberis vulgaris L.

Sinônimos: berbéris, agracejo, agracillo, arlera, arlo, vinagrera,
barberry, common barberry, jaundice berry, pepperidge, sowberry, coralets,
erratz-belar, garratx, isuxi garratz, espina vineta, uva espim, sauerdorn, urac
obycajny, zirishk.

UVA-URSI =
Arctostaphylos uva-ursi (L.) Spreng.

Sinônimos: uva-ursina, buxilo, búxulo, medronheiro, ursina, uva-de-urso,
uva-ursi, bearberry, red bearberry, gayuba del pays, raisin d’our, uva ursina,
bärentraube.

UXI-AMARELO =
Endopleura uchi (Huber) Cuatrec.

Sinônimos: uxi-amarelo, axuá, cumatê, pururu, uxi, uxi-liso,
uxi-ordinário, uxi-pucu, uxi-verdadeiro.

VALERIANA = Valeriana officinalis L.

Sinônimos: erva-de-amassar, erva-dos-gatos, erva-de-são-jorge,
erva-de-gato, valeriana-menor, valeriana-selvagem, valeriana-silvstre.
Valeriane, valerian.

VARA-DOURADA =
Solidago virga-aurea L.

VASSOURA =
Sida carpinifolia (L.f.) K. Schum.

VASSOURA =
Sida rhombifolia L.

Sinônimos: relógio, malva-preta, vassoura-de-relógio, vassourinha,
guaxima, malva, vassoura-do-campo, guanxuma, guanxuma-branca.

VASSOURA-VERMELHA =
Dodonaea viscosa Jacq.

Sinônimos: vassoura-do-campo.

VASSOURINHA-DE-BOTÃO =
Borreria verticillata (L.) G. Mey.

Sinônimos: cordão-de-frade, cordãozinho-de-frade, erva-botão,
erva-de-lagarto, falsa-poaia, perpétua-do-mato, poaia, poaia-comprida,
poaia-falsa, poaia-preta, poaia-rosário, vassoura-botão, vassourinha.

VASSOURINHA-DOCE =
Scoparia dulcis L.

Sinônimos: coerana-branca, corrente-roxa, ganha-aqui-ganha-acolá,
tapeiçaba, tupeiçava, tupiçaba, tupiçava, tupixaba, tupixava, vassoura,
vassourinha, vassourinha-cheirosa, vassourinha-de-botão, vassourinha-doce,
vassourinha-miúda, vassourinha-mofina, vassourinha-molfina,
vassourinha-tupiçaba.

VELAME-DO-CAMPO =
Croton campestris St Hill.

Sinônimos: croton-campestre, velame-do-mato.

VERATRO =
Veratrum album L. “Tóxica”

Sinônimos: heléboro-branco, veratro-branco, White false hellebore, white
hellebore, eléboro blanc.

VERBASCO =
Buddleja brasiliensis Jacq. ex Spreng ssp. stachyoides Cham. e Schlecht.

Sinônimos: barbasco, barbasco-do-brasil, barrasco, calça-de-velho,
calças-de-velha, calção-de-velha, calção-de-velho, calção-velho, carro-santo,
cezarinha, tingui-da-praia, vassoura, vassourinha, verbasco-brasileiro,
verbasco-do-brasil.

VERBASCO =
Verbascum densiflorum Bertol.

Sinônimos: verbasco-densifloro.

VERBASCO =
Verbascum phlomoides L.

Sinônimos: verbasco-flomóide.

VERBASCO =
Verbascum thapsus L.

Sinônimos: barbasco, verbasco, tripo, candelariae, gordoloboe, guardalobo,
california figwort, common mullein, great mullein, rosy desert
beardtongue.

VERBENA =
Verbena officinalis L.

Sinônimos: urgebão, ulgebrão, gervão, gerivão, erva-de-ferro,
planta-da-sorte, erva-de-fígado, Verbena, verveine, vervain, verbèna.

VIDOEIRO =
Betula alba L.

Sinônimos: betula, white birch, canoe birch, paper birch.

VINAGREIRA =
Hibiscus sabdariffa L.

Sinônimos: agrião-de-guiné, azedinha, caruru-da-guiné, graxa-de-estudante,
groselha-flor-roxa, groselheira, hibisco, hibiscus, pampola, pampulha, papoula,
quiabo-azedo, quiabo-de-angola, quiabo-róseo, quiabo-roxo, rosela, rosele,
roselle, carcadé, karkadé, karkade, afrikanische malve.

VINCA =
Vinca rosea L.

Sinônimos: boa-noite, vinca, vinca-de-gato, Periwinkle, vinca, pervenche
tropicale, pervinca.

VIOLA =
Viola odorata L.

Sinônimos: violeta, violeta-de-cheiro, violeta-roxa, amor-perfeito,
violetinha, Violeta, violette, violet, violetta.

VIOLETA-TRICOLOR =
Viola tricolor L.

Sinônimos: amor-perfeito, amor-perfeito-bravo, erva-da-trindade,
flor-da-trindade, viola, violeta-de-três-cores, Wild pansy, pensamiento,
violette tricolore, viola del pensiero.

VIQUE =
Mentha arvensis L.

VISCO-BRANCO =
Viscum album L.

Sinônimos: agárico, azevinho, pica-folhas, visqueiro, iscador. European
mistletoe, muérdago, gui, vischio.

VISGUEIRO =
Parkia pendula (Willd.) Benth. ex Walp.

Sinônimos: boloteiro, faveira, faveira-bolota, pão-de-arara, arara-tucupi,
visgueiro, boloteria, rabo-de-arara, jupuuba, fava-bolota, faveira-de-chorão,
visgueira, joerana, joeirana, arara-petiu, faveirão, joarana, juerana, jupiuba,
jupuuba, macaqueiro, mafua, muira-rema, muirareina, paricá, pau-de-arara,
procaxi, sabiu, pau-de-sândalo.

WASABI = Wasabia japonica M.

Sinônimos: rabanete japonês, wasábia. Japanese horseradish, raifort du
japon, japanischer meerrettich, wasabi.

YACON = Polymnia sonchifolia Poepp. Endl.

Sinônimos: aricoma, jicama, datata-diet, polínia. Yacón.

YLANG-YLANG =
Cananga odorata (Lam.) Hook. F. et Thomson.

Sinônimos: árvore-perfume, cananga, ilangue-ilangue. Ylang-ylan g.

ZANGA-TEMPO = Anthurium acaule (Hook.) Schott.

Sinônimos: antúlio.

ZEDOARIA =
Curcuma zedoaria (Christm.) Roscoe.

Sinônimos: zedoaria, zédoaire, zedoary, curcuma.

ZIMBRO =
Juniperus communis L.

Sinônimos: fruto-de-jenebra, junípero, junipo. Gewöhnlicher wacholder, enebro, genièvre, juniper tree, ginepro comune, juniperi.

Fontes: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/, http://www.ervanarium.com.br/planta/, www.plantamed.com.br