Os melhores cafés do mundo

Se você é um amante do café, assim como nós, certamente já foi em busca do café perfeito. Para te ajudar nessa jornada, trouxemos, neste artigo, uma lista com os melhores cafés do mundo.

Mas antes de sair ranqueando cafés, é importante alinharmos os critérios considerados para a avaliação. Assim, você leitor, também será capaz de saborear esses diferenciais de um bom café e fazer a sua própria avaliação. Confira.

COMO É AVALIADA A QUALIDADE DO CAFÉ?

Não temos a pretensão de entrar em detalhes muito técnicos, pois o intuito desse artigo é trazer informações de fácil entendimento que possam ser úteis e te ajudar a entender a linha de raciocínio do processo de avaliação dos cafés.

A Metodologia de Avaliação Sensorial da SCA (Specialty Coffee Association) é utilizada no mundo inteiro para indicar o nível de qualidade dos grãos, os quais são classificados como: café tradicional, superior e especial, o que estabelece o seu valor de compra e venda no mercado. De acordo com esse método, o café especial é todo aquele que, na escala de 0 a 100, atinge ao menos 80 pontos.

AS CARACTERÍSTICAS QUE ENTRAM NA AVALIAÇÃO, SÃO:
  • Fragrância/ aroma
  • Uniformidade
  • Ausência de defeitos
  • Doçura
  • Sabor
  • Acidez
  • Corpo
  • Finalização
  • Harmonia

O café Tradicional tem sua nota por volta de 45 a 59, o Superior varia de 60 a 70. Caso a nota seja inferior a 45 o café não é recomendado.

CONCURSOS QUE AVALIAM OS MELHORES CAFÉS DO MUNDO

Com a demanda crescente por cafés finos, o investimento na produção dos cafés especiais também aumentou e novas opções surgem a cada dia. Todos os anos acontecem importantes premiações que consagram produtores e suas safras, um deles é o BSCA ,  principal concurso internacional que premia os produtores de cafés especiais. O concurso separa as avaliações em categorias:

  • Categoria “Pulped Naturals”, que avalia o grão cereja descascado.
  • Categoria “Naturals”, tipo natural em que o modo de preparo é via seca.

OS MELHORES CAFÉS DO MUNDO

Agora que já temos uma visão geral das qualificações dos cafés especiais, separamos para você uma lista com os melhores e mais bem avaliados cafés do mundo em 2018.

Top 10 melhores cafés do mundo.

  • 10º Mocha Java Coffee – Indonésia
  • 9º Café Harrar – Etiópia
  • 8º Café Etíope de Yirgacheffe – Etiópia
  • 7º Café Antigua – Guatemala
  • 6º Café do Quênia AA – Quênia
  • 5º Café da Montanha Azul – Jamaica
  • 4º Café de Santa Helena – Santa Helena
  • 3º Kopi Luwak – Indonésia
  • 2º Hacienda La Esmeralda – Panamá
  • 1º Café Marfim Preto – Tailândia

>>>>

Melhores cafés do mundo: descubra de onde vêm essas bebidas

O café é uma das bebidas mais populares do mundo e a mais querida pelos brasileiros. Está presente na maioria dos lares e é a segunda mais consumida no país, perdendo somente para a água. 

Desde seus primeiros registros na África, o café atravessou a história e se espalhou pelos cinco continentes, encontrando seu ambiente ideal de cultivo nas regiões situadas entre os trópicos.

Reunindo as variáveis necessárias para o desenvolvimento de um grão de melhor qualidade, algumas regiões se destacam por possuírem um café superior e mais refinado.

Confira abaixo alguns países que se destacam pela excelência de seu café e suas características de sabor, aroma e intensidade.

Brasil

O Brasil é o principal produtor de café em quantidade, sendo responsável pela produção de 1/3 do café mundial. O café é cultivado em vários estados brasileiros, como Bahia, São Paulo e Espírito Santo, mas Minas Gerais, principalmente o sul de Minas, destaca-se como principal produtor, com grande variedade de origens e diversidade de cafés.

Considerando nossa elevada participação na produção cafeteira, podemos afirmar que o Brasil, mais especificamente Minas Gerais, é o grande responsável pelo mercado de café gourmet no mundo, pois serve como base para a maioria dos blends.

Muitos dos melhores cafés do mundo possuem até 75% de café brasileiro em suas composições, garantindo equilíbrio, corpo e aroma à bebida, enquanto o grão de origem confere as notas de sabor específicas de cada região.

Atualmente, o Brasil, especialmente o sul de Minas, tem se destacado não somente pela quantidade produzida, mas também pela qualidade de seus grãos. As sacas de café Arábica desta região chegaram a atingir 95 pontos na classificação do concurso Cup Of Excellence 2014.

Apesar de cultivarmos também o café Robusta, nossa produção principal é de Arábica. Nosso café tem baixa acidez e corpo cremoso e destaca-se pela doçura e perfume característicos.

Conheça o Café Gourmet do Villa Café, basta clicar aqui!

Colômbia

O café colombiano é famoso por sua elevada qualidade e sabor mais marcante, sendo considerado por muitos um dos melhores cafés do mundo. Possui corpo médio, baixa acidez e sabor levemente adocicado, com notas amendoadas.

O solo fértil do vale da Cordilheira dos Andes e as condições climáticas do país permitem o cultivo do grão perfeito, combinando elevadas altitudes, temperaturas amenas e umidade.

A maior parte de sua produção é feita por pequenos agricultores e sua colheita é manual, somente dos grãos ideais, garantindo a elevada qualidade do café.

Além de representar uma boa fatia da economia, o café é um fator de identidade nacional na Colômbia, que se orgulha da qualidade de sua produção.

Um de seus principais grãos é o Medellin, da espécie Arábica, e seu café mais famoso é o Juan Valdez.

Panamá

O cultivo de café é bastante tradicional na América Central graças às suas condições geográficas e climáticas favoráveis.

Nesta região, além da Costa Rica, Honduras e Guatemala, o Panamá vem se destacando no cenário de café gourmet com produtos mundialmente reconhecidos por agradar os paladares mais exigentes.

Uma de suas variedades mais finas é a de café Geisha, da espécie Arábica, conhecido por ser apreciado pela família real japonesa.

O café panamenho é muito aromático, possui tons florais e frutados, sabor cítrico de longa duração e acidez equilibrada.

Índia

O café indiano é muito apreciado, especialmente na Europa, sendo este seu principal foco de exportação.

Cerca de 40% da produção de café na Índia é da variedade Arábica e seu principal grão é o Monsooned Malabar, um café com aroma único e textura suave.

Suas principais características são baixa acidez, corpo médio, doçura aveludada e sabor intenso e equilibrado.

Indonésia

O café cultivado na Indonésia possui aroma e espessura leves, tons frutados e apresenta sabor mais doce e menos ácido.

Possui um dos grãos mais famosos do mundo, o Java, cultivado na ilha de mesmo nome. Outros grãos se destacam, como os cultivados em Sumatra e Sulawesi.

O sucesso do café indonésio se dá principalmente devido às condições climáticas e o solo altamente orgânico e vulcânico das suas ilhas.

É o maior produtor de café oriundo da planta Robusta, apesar de cultivar também a variedade Arábica.

A Indonésia também é produtora de um dos cafés mais caros do mundo, o Kopi Luwaki, cujo processo de fermentação do grão passa pelo sistema digestivo de um pequeno mamífero carnívoro, chamado civeta asiática. O valor de um quilo deste café pode chegar a US$700.

Iêmen

Este país ficou famoso no circuito de café gourmet graças ao café Mocha.

O Mocha é um grão levemente menor e mais arredondado que outros da variedade Arábica e sua principal característica é o sabor achocolatado.

O Café Mocha, também conhecido como Mocaccino, é uma receita bastante conhecida e apreciada no Brasil e possui influência europeia. Consiste em café expresso, leite vaporizado e chocolate.

Quênia

O Quênia produz um café mais encorpado, forte, ácido e rico em notas frutais.

O Arábica queniano possui elevada qualidade, sendo considerado por alguns especialistas como um dos melhores cafés do mundo. É cultivado em grandes altitudes e sob sol forte, que lhe confere sabor mais intenso e maduro.

Etiópia

O café Arábica, tipo de grão mais difundido atualmente, é originário desta região, sendo a Etiópia seu grande produtor, exportador e consumidor. Produz cerca de 3,8 milhões de sacos de café por ano, configurando a principal atividade econômica do país.

A Etiópia produz uma grande diversidade de grãos de café com um amplo espectro de sabores, mas de uma forma geral, o café etíope possui tons frutados e florais de sabor delicado e leve ao paladar. É considerado um dos melhores cafés do mundo e seus grãos mais famosos são o Harrar e o Sidamo.

Cada café tem suas características particulares e definir qual é o melhor depende do gosto individual de cada um. Claro que existem diretrizes que definem a qualidade do grão, mas só você poderá eleger qual sabor agrada mais seu paladar.

Aventure-se e faça um tour pelos melhores cafés do mundo. Assim você poderá conhecer os sabores que mais te agradam e as receitas ideais para acompanhar os diferentes momentos do dia. Afinal, degustar um bom café faz parte da rotina do brasileiro.

Aproveite para ler nosso outro post com um roteiro de viagem pelas regiões produtoras dos melhores cafés do mundo