Que componentes das fórmulas de cosméticos devem ser evitados

Que componentes das fórmulas de cosméticos devem ser evitados

Fonte: http://www.projetobelezasaudavel.com/

Componentes dos cosméticos

Segue a lista negra de componentes a serem evitados em cosméticos – ela pode crescer com o tempo. Lembrando que estes são os componente mais comuns. Se quiser saber quais outros também devem ser evitados, leia esta lista do Fig+Sage – clique aqui.

1. METIL, PROPIL, BUTIL E ETIL PARABENO 

Basicamente são conservantes e evitam o crescimento de micróbios . Podem causar reações alérgicas. Estudos mostram que podem ser absorvidos pela pele e é um dos componentes mais comuns nos cosméticos embora sejam tóxicos. Também foram encontrados alguns tipos de parabenos em tecidos cancerosos, suspeita-se que podem causar câncer.

2. DEITANOLAMINA (DEA), TRIETANOLAMINA (TEA)

São usados como emulsionantes ou espumantes nos cosméticos. Podem causar alergia, ressecamento de pele e cabelos, irritação nos olhos . São compostos de amônia. Se usados por frequentemente o organismo vai absorvendo e você acaba… intoxicada!

3. SÓDIO LAURIL / LAURETH SULFATO (SODIUM LAURYL/LAURETH SULPHATE)

É o que faz a espuma nos shampoos. Tem propriedade detergente, devido sua ação emulsificante, que remove a gordura da pele, cabelo e até do chão!

Pode causar irritação nos olhos, pele e mucosas.

4. DIAZOLIDINIL UREA, IMIDAZOLIDINYL UREA 

Conservantes muito comuns em cosméticos. Estudos apontam que são uma das principais causas de dermatite de contato. Atendem também pelo nome de Germall e não é um fungicida eficaz, assim precisa ser combinado com outro conservante como os parabenos. Para piorar ainda mais a situação Germall libera formaldeído, que já sabemos que pode ser tóxico.

5. PROPILENO GLICOL (PROPYLENE GLYCOL)

Uma glicerina vegetal com alcool de cereais, o que daria o status de natural. No entanto fizeram uma mistura petroquímica sintética que imita a ação umectante do produto natural. Pode causar reações alérgicas, problemas de pele como eczema e urticária. Pode vir escrito como PEG (polietileno glicol) – que é a versão sintética.

6.PETROLATO (PETROLATUM)

Géleia de petróleo, um óleo mineral que é usado por sua ação emoliente. Não traz nenhum benefício para a pele e  além do que, forma uma espécie de “filme”, um celofane que impede a pele de se hidratar ou assimilar  os ingredientes benéficos que seu hidratante possa ter.

Se não traz nada de bom, por que o usam?! Pelo seu custo extremamente baixo.

7. COPOLYMER VA/PVP 

Derivado do petróleo muito  utilizado em sprays,cremes de pentear e outros cosméticos. Sua toxicidade vem de suas partículas que quando inaladas podem causar danos nos pulmões de pessoas suceptiveis.

8. CLORETO DE STEARALKONIUM (STEARALKONIUM CHLORIDE)

Combinado de amônio quaternário encontrado em  cremes e condicionadores de cabelo . Foi criado pela indústria de tecidos como amaciante, e é usado por ser mais barato e fácil de usar em produtos capilares do que óleos essenciais e proteínas, que são benéficos para o cabelo.

Amônio já diz tudo- é toxico e por assim ser pode provocar reações alérgicas.

9. CORANTES SINTÉTICOS 

São usados para dar um aspecto atraente aos cosméticos. Normalmente se apresentam como FD&C ou D&C , e acompanhados por uma cor e um número. Exemplo: FD&C Laranja n.4 / D&C Lilás n.5 – e sim: corantes sintéticos podem ser cancerígenos.

São encontrados naquele hidratante de cor linda ou na sua tintura de cabelo.

10. FRAGRÂNCIAS SINTÉTICAS 

Este composto pode ter até 4000 ingredientes. Não há como saber quais são estes químicos, já que no rótulo diz simplesmente “fragrância”. E estes podem causar problemas como dores de cabeça, problemas de pele, respiratórios, vômitos e um sem número de disfunções.

11. ETANOLAMINAS (ETA OU MEA)

Líquido tóxico e corrosivo, são usados frequentemente para ajustar o pH ou viscosidade dos produtos. Embora correspondam a menor porcentagem de uma fórmula, provocam instabilidade no produto e podem causar alergias e irritações na pele

12. BHT (BUTYLATED HIDROXYTOLUENE)

Composto orgânico lipossoluvel, produzido a partir do Cresol e do Isobutileno, um antioxidante usado como aditivo alimentar e conservantes para remédios e cosméticos. Suspeita-se de causar câncer. Foi banido no Japão em 1958 e em outros países como Romênia, Suécia e Australia e nos EUA foi banido de alimentos infantis.

13. TRICLOSAN

É basicamente um pesticida, tóxico e poluente ambiental – muito usado em sabonetes antibactericidas mas também vários produtos. Pode dar problemas no fígado e desregular a tireóide. Estudos têm demonstrado que não é efetivamente filtrado durante o tratamento de água, há traços dele em rios e lagos no mundo todo.

Esta lista está faltando uma porção de ingredientes mas são inúmeros. Se você quiser pode baixar a lista negra com os ingredientes mais problemáticos para consulta rápida, seja para salvar no celular ou tablet ou imprimir e deixar na bolsa:

-Eythyl, Methyl, Propyl & Butyl Parabens
-Phenoxyethenol or Phenonip
-Propylene glycol
-PEGs (Polyethylene Glycol)
-Talc
-Bismuth Oxychloride
-Formaldehyde
-BHA
-BHT
-Synthetic fragrance
-Synthetic colors (i.e. Lake, D&C, FD&C)
-Paba-Petroleum or petroletum (includes mineral oil)
-Coal tar
-DEA (Diethanolamine)
-TEA (Triethanolamine)
-Urea (Diazolidinyl or Imidazolidinyl urea)
-DMDM hydantoin
-Phthalates
-PVP
-PVC
-DMAE / Dimethylaminonethanol
-Sodium Lauryl Sulfate
-Sodium Laureth Sulfate
-Cocomidolpropyl Betaine
-Tetrasodium EDTA
-Disodium EDTA
-Triclosan
-Chlorphenesin
-Nano particles
-BPA
-Methylchloroisothiazolinone
-Methylisothiazolinone
-Dimethicone (includes amodimethicone)
-Trimethicone
-Hydroquinone
-PTFE (aka Teflon)
-Nylon-12

componentes cosmeticos a serem evitados

…………………..

Preste atenção em:

Queratina, Colágeno, Tutano e Lanolina.

http://avegetaria.blogspot.com.br/

Provavelmente você conhece esses quatro nomes citados acima, 
eles fazem parte da composição de vários produtos, principalmente para pele e cabelo. Mas você sabe de onde eles vem? E o que são?
 Queratina – Proteína encontrada em humanos e animais. No homem essa proteína está presente nas unhas e cabelo, e é importante para o crescimento dos mesmos. Para ser utilizada em processos industriais (fabricação de cremes, esmaltes, xampus, etc…), a queratina pode ser extraída a partir da e de fios de cabelo, porém, a fonte mais utilizada é a pena da galinha.
Colágeno – Proteína encontrada em células de origem animal. Mantém as células dos tecidos unidas e as fortalece, responsável também pela cicatrização e/ou regeneração em caso de corte ou cirurgia, entre outras ações. Empresas de cosméticos fazem muito uso dessa proteína em  cremes faciais à base de colágenoretirado dos bovinos, por exemplo, para prevenir o envelhecimento humano.
      Tutano – Tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos. Serve para fechar as escamas dos fios de cabelo. Como já disse, ela ocupa o interior dos ossos,  então para ser usada na indústria ela é retirada dos ossos do boi.
   Lanolina – Obtida como subproduto da limpeza da lã dos carneiros, é uma graxa amarelada e é excretada pelas glândulas sebáceas desses animais. Encontrada em muitos produtos de beleza, serve para hidratação da pele, repõe parte da gordura perdida dos cabelos, quando é feito o uso de xampu, entre outras ações.

Está bem claro que esses quatro componentes  trazem bons resultados. Mas e agora? Você não quer machucar os animais. Então, como faz? Temos as opções vegetais. 
 
Queratina Vegetal – desenvolvida a partir da combinação de polímeros condicionantes de proteínas obtidas das sementes de arroz, soja, trigo e milho.
 
Colágeno Vegetal –  colágenos “sintéticos” que alguns chamam de “colágeno vegetal”, é uma mistura de produtos químicos que garantem a mesma função.
Tutano Vegetal –  é extraído da seiva do bambu, rico em sais minerais, carboidratos e proteínas. Enquanto o tutano de boi hidrata e condiciona, o vegetal faz muito mais: acrescidos de outros ativos, promete hidratar, restaurar, nutrir, tratar e proporcionar emoliencia a fibra capilar.
 
Lanolina Vegetal – Green Lanolin, é substituta da Lanolina Animal, mantendo as características de toque, emoliência, hidrofilidade, brilho, espalhabilidade, emulsionabilidade entre outras, com a vantagem de ser originário de fontes vegetais, praticamente inodoro e de pouca coloração.É constituída de uma mistura de ésteres de alto peso molecular, sem as impurezas e odores que a lanolina animal apresenta. Também é equivalente à lanolina anidra grau farmacêutico, sendo um agente condicionante, sobreengordurante, emoliente, ótimo emulsionante w/o, hidratante, plastificante, biodegradável e não-iônico.É solúvel em óleo mineral, palmitato de octila, miristato de isopropila, triglicérides dos ácidos cáprico caprílico dentre outros. É isento de materiais de origem animal.
E como saber se o produto que vou comprar tem algum desses componentes?  
 
Rótulos! É, rótulos. Pega e lê.
Normalmente, quando algum creme de cabelo, por exemplo, tem colágeno, vem bem explícito no rótulo, logo na frente.
Mas e se não não estiver escrito? Não é porque não está na frente, que significa que não tenha colágeno, por exemplo, em sua composição. Então você vira, olha a parte de trás, lá em Ingredientes, sim, naquelas palavras pequenas e complicadas de entender, e vai lendo.
Às vezes está em inglês,
Queratina – Keratin; 
Colágeno – Collagen; 
Tutano – Marrow,  
Lanolina – Lanolin. 
Se você é vegano/vegetariano tens de sair com tempo quando for comprar alguma coisa, tempo e paciência, porque vai precisar! Não adianta ir com pressa, porque se não quer fazer mau aos animais, terá de ler tudo com atenção.
E como vou saber se é vegetal ou não? Se for vai estar escrito, por exemplo, Queratina Vegetal. Quando é vegetal, na maioria das vezes vem escrito na frente mesmo, bem grande. Mas e se não estiver? Funciona do mesmo jeito, Então você vira, olha a parte de trás…

Cochonilha

Você como insetos? 
 
cochonilha_iogurte
Talvez nunca tenha passado pela sua cabeça que você possa estar comendo insetos em seus alimentos, como por exemplo, biscoitos de morango, chicletes de morango, iogurte de morango… Não está entendendo? Leia abaixo a informação que retirei do site Pipoca de Bits
cochonilha folha
 Originário do México, este bichinho mede de 2 a 5 milímetros de comprimento e se alimenta da seiva de cactos e outras plantas.
A cochonilha é utilizada na fabricação de muitos produtos, entre eles biscoitos, geleias, sobremesas e até mesmo alguns cosméticos. Quando for ao supermercado da próxima vez, cate algum produto de cor vermelha e procure pelo C.I. 75470, E120ou “Corante natural carmim de Cochonilha”.
No Brasil ela é considerada uma praga de jardim, causando aquelas bolinhas brancas com aparência de algodão próximas às folhas, enfraquecendo a planta e atraindo formigas.
Defensores dos direitos dos animais, além dos vegetarianos, protestam contra o uso do corante pois cerca de setenta mil insetos precisam ser mortos para se obter meio quilo de corante. Aparentemente os protestos deram resultado pois a rede de cafeterias Starbucks, que utiliza o corante proveniente da cochonilha para suas bebidas e cupcakes de cores vermelhas, como as de sabor morango, vai mudar para o uso do licopeno, que é extraído do tomate,melancia, goiaba e outras frutas.
 
Para evitar o consumo desse pobre inseto, o único jeito é ficar de olho nos rótulos. É meio complicado lembrar desses códigos, então faça assim, anote no bloco de notas do seu celular e toda vez que for comprar alguma coisa de cor vermelha, rosa, laranja, ou algo semelhante, leia bem o rótulo e verifique se os códigos encontrados lá correspondem aos mesmos que você tem anotado. Ah!, mas fique de olho, pois eu já achei cochonilha em chicletes de uva, e já ouvi dizer que está presente em alguns produtos de laranja! 
 
— Outros códigos usados são: INS 120 e Corante Natural Ácido Carmínico.
— Lembrando que esse corante pode aparecer também em cosméticos! Batons vermelhos, por exemplo.