Sabonete Natural

Sabonete Natural
Fonte: Por Beth Bacchini – www.santosabao.com.brVou explicar em minha linguagem, bem simples…

Muita gente me pergunta por que fazer sabão, se é tão fácil e barato comprar no supermercado.

Bem, primeiro porque o que se compra no supermercado é um detergente sintético, à base de gordura animal, sem a preciosa glicerina, que foi retirada para ser vendida para a indústria cosmética, alimentícia, química ou farmacêutica.

O que sobra é uma massa sem a parte hidratante, onde se acrescentam perfume e cor.

É esse sabonete que você usa no banho, que retira toda a proteção da sua pele…; que deixa a sua pele aberta a bactérias e micróbios…; que dá coceira, alergia, dermatite, descamações… A pele da canela fica “craquelê”, o cotovelo racha, a mão parece que tem 20 anos a mais que o resto do corpo… Haja creme para repor o que aquele sabonetezinho jogou ralo abaixo…  O sabonete custou R$ 1,99, mas o creme custou uma pequena fortuna !

O sabonete comercial é ótimo para os seus pratos, mas não para a sua pele. É ótimo para tirar graxa das suas roupas, mas não para a sua pele.

Culpa do fabricante de sabonete ? 

Não.

O sebo animal não custa quase nada, às vezes é de graça, contanto que se tire da frente esse descarte fedorento. Misturado com água e soda caustica, produz glicerina, um líquido âmbar brilhante, rico, muito precioso para a indústria química.

É assim. A gente compra esse sabonete no supermercado e se vê como uma atriz de Hollywood na banheira cheia de espuma, esperando o príncipe encantado entrar pela porta com uma rosa vermelha na boca e um copo de champanhe na mão… Enquanto isso, a nossa pele e mucosas, mergulhadas na água quente com aquele detergente todo, vai rachando… e a gente sai do banho com a pele trincando.

Um bom sabonete deve limpar suavemente, sem retirar a oleosidade da sua pele.

Se você compra sabonetes comerciais que dizem ter ingredientes naturais na sua composição, leia bem as letrinhas pequenas da sua composição. A maioria dos ingredientes é sintética, e o que tem de natural é tão pouco, mas tão pouquinho… Apenas um apelo comercial para a gente pensar que está comprando um produto natural.

Talvez você tenha se espantado ao saber que esses sabonetes naturais são feitos com soda cáustica. TODO sabão, seja ele em pó, em barra, líquido ou de escamas é feito com soda cáustica ou potassa , no caso do sabão líquido. O que acontece é que, se a reação for bem feita, bem calculada, no final a soda desaparece… É uma reação química, uma transformação, uma alquimia… Junta-se água, soda e gordura e o resultado é … sabão e glicerina.

O sabão limpa a pele, enquanto a glicerina hidrata e deixa a pele úmida, alimentada. O sabão artesanal, além da glicerina, leva ainda uma dose extra de manteigas vegetais ou óleos nobres para aumentar o efeito hidratante na sua pele.

Talvez você não sinta, mas eu sinto cheiro de sebo no sabonete de supermercado. Isso sempre me incomodou muito. Por isso, fui atrás do processo de se fazer sabonete sem gordura animal. Este foi o primeiro motivo.

E aí um mundo novo se abriu. E vieram infinitos motivos.

Um mundo de possibilidades naturais, coloridas e perfumadas.

Você tem ideia do prazer de juntar óleos e manteigas vegetais com água e soda cáustica, colocar um aroma natural e no dia seguinte ter uma barra imensa de sabão, bem ali na sua frente ?

Um produto natural, de espuma biodegradável, sem conservantes ou antioxidantes sintéticos ( os famosos PARABENOS do mal )… quando ele desce ralo abaixo, não mata os peixes no rio, não entope os poros da sua pele, que respira feliz….

A antiga medicina ayurveda diz que você pode comer o que passa na pele, e pode passar na pele o que você come… Aahhh, aí a brincadeira começa… porque não quero sebo animal na minha pele, não quero óleo mineral, não quero produtos sintéticos do mal que racham a minha pele…

Quero óleos vegetais extra-virgem, quero grãos, farelos, farinhas orgânicas… Quero especiarias, argilas, sementes transformadas em pó para colorir e dar um charme extra… Quero leite, mel, favas de baunilha, cera de abelha, amêndoas… Quero sementes de lavanda, pétalas de rosa e jasmim… As possibilidades são infinitas. Você pode escolher os ingredientes, os óleos que vai usar, a manteiga mais hidratante, a cor natural mais bonita, o aroma mais precioso… A verdade é que vira um vício, e nunca mais você consegue parar de fazer sabão.

Foi assim comigo.

Desde a primeira vez que peguei um pedaço de sabão artesanal e natural na mão, percebi que precisa fazer isso… precisava ter a liberdade de escolher o que iria usar durante o banho, o que iria passar na pele, que aroma iria invadir a minha alma…

Desde a primeira vez que fiz sabão, nunca mais parei. Tornou-se uma paixão. Como se o bichinho do sabão tivesse me picado. Tem qualquer coisa de mágico, de surreal, de apaixonante… Já produzi centenas de quilos de sabão. Já testei nos amigos, na família. Já errei muito, e aprendi com cada erro. Conheci pessoas fascinantes, de alma perfumada. Fiquei encantada com cada barra que desenformei, ao longo destes anos. Deliciei-me ao cortar cada barra macia, cheirosa… Os aromas naturais invadem a alma e dão uma sensação de bem-estar incrível. Tive muita dificuldade em encontrar matéria-prima de qualidade, mas não desisti. Encontrei pessoas que menosprezaram a minha paixão e a minha busca insana por uma fórmula cada vez melhor. Mas não desisti.

Ainda que algumas pessoas digam hoje “ah, mas é caro….”, com paciência explico o processo ( nem sei quantos milhares de vezes repeti isso…). Explico por que usar um produto natural, por que fazer essa escolha para o próprio corpo.

Na verdade, é bem simples: Porque é um produto verdadeiro.

E porque é um pequeno luxo que a sua pele merece.

Simples assim.

Espero que você se apaixone por ele, assim como eu me apaixonei.

Agora vou parar de escrever, são 11 horas da noite e preciso planejar as barras de sabão que vou fazer amanhã.